MENSAGEM ao LEITOR
CONHEÇA QUEM ESCREVE

BEM-vindo ao Fatos & Fotos de Viagens, um blog sem jabá e não vulgar

        EXISTE no viajar e no escrever relatos de viagens um terreno fértil para demonstrações de arrogância. É algo simplesmente disseminado. Tanto no mundo virtual quanto na literatura. Mas o que o maravihoso mundo da viagens precisa é de mais viajantes humildes, não de "especialistas" caga-regras que determinam de tudo: desde como arrumar sua mala ao único tipo que você deve comprar, do lugar que você tem que ir, caso contrário sua viagem será uma merda. Nunca tão maravilhosa como a dele. As classificações dos lugares também. Tem sobrado superficialidade a egocentrismo. Autores assim não percebem que tudo é muito subjetivo e pessoal, que a experiência e o prazer de alguém não será necessariamente igual ao de outro.  Sobretudo as necessidades.

      A blogosfera "profissional e "monetizada" vulgarizou-se e tornou-se banal. Carecemos de gente que escreva para motivar e inspirar, para alargar horizontes, de viajantes que "mostrem" os lugares em vez de "ensinarem" a viajar. Moderadamente, ponderadamente, sem afetação típica de deslumbrados que viajam pela primeira vez em classe executiva e precisam espalhar para o mundo em resenhas risíveis. Ao contrário, a blogosfera

       ESTE blog, ao contrário, não fez concessões à vulgarização dos blogs depois da "profissionalização" e da monetização de alguns. Ao contrário, este é um blog singelo, simples, pequeno, inexpressivo na blogosfera, não despesperado por audiência nem seu autor se dedica mais à sua divulgação nas redes sociais do que à escrita. Tento dar graça à leitura e consolidar algo que prezo muito: confiabilidade, credibilidade.

        COMECEI a viajar tarde, você sabe. Por falta de dinheiro. Até que um dia viajei pela primeira vez ao exterior. Eu tinha 35 anos. Fui assim apresentado ao então desconhecido mas fabuloso mundo das viagens. Jamais, todavia, pensaria visitar mais de 60 países, alguns muito improváveis à época. Irã, Uzbequistão, Myanmar, Etiópia, Quirguistão entre eles. Mas foi recentemente que compreendi que as viagens ficam pra sempre, não as coisas. E que é por esse mundo ser tão diverso, por cada país ser tão diferente, que me parece tão atraente e divertido.

       NÃO sou escritor profissional. Tampouco jornalista. Mas invejo esses profissionais por dominarem o idioma, a gramática e as palavras.  Ainda assim, faço meu melhor, meu caro, estimado, raro e precioso leitor. Então, peço-lhe que considere algo: que mesmo escrevendo com sensibilidade e responsabilidade, incorro em erros. Se quiser, aponte-os. Tanto gramaticais quanto de digitação. Como tenho revisor profissional, antes de publicar dou curso a incansáveis revisões. E também submeto-os ao crivo de minha esposa. Ainda assim, alguns nos escapam.

      SOU brasileiro, empresário e casado com a Emília do blog "A Turista Acidental" e desde que a conheci (e antes mesmo de nos casarmos), tornou-se a "mais-que-perfeita" companheira de vida, de idéias, de projetos e ideais, sobretudo encantadora, adorável e inspiradora companhia de viagens e de aventuras. Com ela compreendi o que significa "prazer de viajar". Foi (e continua sendo) minha melhor fonte de inspirações e de motivações. Tanto que qualifico minhas viagens como "antes e depois" da Emília e "antes e depois" da Índia. Foi com ela que percebi o que quis dizer Érico Veríssimo com "Quem caminha sozinho pode até chegar mais rápido, mas aquele que vai acompanhado certamente chegará mais longe." Somos pais de gêmeos - uma menina e um menino - nascidos em julho de 2015, e de um filho de 34 anos do meu primeiro casamento, em quem o gosto pelas viagens pareceincorporado. Não sou avô, mas as coisas estão bem encaminhadas neste sentido.

       HOJE com 64 anos (boa parte deles dedicados à família e ao trabalho), foi apenas aos 35 que pude começar a viajar internacionalmente. Desde então visitei 61 países, entre os quais alguns dos mais fascinantes e com os sítios mais admiráveis do planeta. Felizmente, para alguns deles ainda a salvo do turismo de massa, cujos excessos arruinam qualquer lugar. Em março de 2006, quando iniciei este blog, o fiz como meio de comunicação com a família e amigos. Anos mais tarde eu descobri o poder de contar histórias em textos e fotografias, e logo ele tomou outro rumo, provavelmente porque os leitores gostavam dos textos e das fotos, ou então porque na época havia pouquíssimos blogs.

       FIZ cerca de 90 viagens internacionais, voei por 40 cias. aéreas diferentes (algumas extintas) em 391 vôos para fora do Brasil e dentro de outros países e em todas as classes possíveis. Segundo Haroldo Castro - jornalista-fotógrafo-escritor que já esteve em 160 países -, o maior viajante que conheço, em seu teste "Viajologia" que se pode fazer em seu site, que considera não apenas a quantidade de países visitados, mas lugares, monumentos e patrimônios, além de transportes, experiências e situações difícieis porque passam os viajantes, alcancei "Mestrado em Viajologia". Mas isso não é nada diante de gente que lá já "graduou-se" em pós-doutorado.

Escrevo este blog sob uma perspectiva lúcida e sem concessões à monetização sem critérios

        Eliminei o contador de visitas deste blog quando marcava mais de 6 milhões. Audiência hoje em blog é decadente. Viajar, escrever e publicar algo que inspire e icentive o leitor é o que mais me motiva. NUNCA como blogueiro interventor nas viagens alheias, ou caga-regras dizendo como alguém deve viajar e que tipo de mala usar e essas chatices que definem as pessoas homogeneamente.Parece ser o que traz os leitores até aqui. Ou porque gostem de fotografia, para além da leitura odepórica, como eu. E por este blog não ter captulado à ambição e vaidade que levou tantos autores de blogs à monetização sem critérios, sobretudo enganando leitores, cada dia torna-se menorzinho e menos importante. Se continuarem assim, os blogs precisarão ser reinventados. Este aqui nasceu livre e assim será até morrer. Por enquanto estou sempre por aqui. Nem que seja em pensamento. Só não sei até quando.

         Agradeço a visita e os comentários e desejo boa viagem aos leitores.

Em tempo: este blog não integra nenhuma associação disfarçada de incentivos à monetização. Mas se um dia fundarem a ABBLI (Associação Brasileira de Blogs Livres e Independentes), por favor, me convidem!

#blogsemjaba

COMENTÁRIOS
RSS - Quer subscrever?
AddThis Feed Button

Share/Bookmark

VIAJE neste blog

Fotos de viagens
PROCURA
Quer ler outras viagens?
De onde chegam os visitantes
« MILÃO | Main | Barcelona: Templo Expiatório de la Sagrada Familia »
Domingo
Out222006

Barcelona: um passeio pelo Bairro Gótico

Um passeio pelo Bairro Gótico

1 Bairro Gtico 00.jpg

Para andar na parte antiga de Barcelona não há outro jeito a não ser a pé. E sem pressa, com um mapa e prévia leitura de um guia turístico, o qual sugiro copiar as páginas antes de viajar e levar a cada passeio, descartando-o depois.

1 Bairro Gtico 01.jpg

O Bairro Gótico é a parte mais antiga da cidade e foi forum romano durante os tempos do Império Romano.

1 Bairro Gtico 02.jpg

De ruas estreitas e com alguns pontos labirínticos, é uma questão de gosto perder-se ou saber bem onde está para não deixar de ver o que deseja.

1 Bairro Gtico 06.jpg

Há as pessoas que preferem caminhar sem preocupações com roteiros e aquelas que seguindo um plano não deixam de ver tudo e evitam perda de tempo. A escolha é sua, evidentemente. Eu sou do tipo “mapa e guia na mão”.

1 Bairro Gtico 12.jpg

Evidentemente que para chegar de onde está até o Bairro Gótico pode ser preciso ir de metrô, ônibus ou taxi. Os ônibus vão a qualquer ponto e são baratos. Os táxis, evidentemente, são o melhor meio de transporte, e não são tão caros como no restante da Europa.

2  Bairro Gtico 01.jpg

Passear pela “cidade velha” de Barcelona é fundamental não apenas por seu próprio conteúdo, como também para se ter uma visão dos imensos contrastes desta cidade.

1 Bairro Gtico 18.jpg

As ruas estreitas do Bairro Gótico concentra interessantes monumentos históricos e edifícios de diferentes estilos, além de restaurantes, bares e hotéis de diversos padrões.

1 Bairro Gtico 13.jpg

Aqui o gostoso é caminhar , perambular. Recomendo apenas especial atenção e cuidados com roubos, porque o Bairro Gótico divide com as Ramblas os pontos turísticos mais frequentados por visitantes e ladrões. Cuidado com a câmera e a carteira.

2  Bairro Gtico 03.jpg

Começando pela Praça de Catalunha , aos poucos você vai deixando edifícios belíssimos, de estilo modernista, neo clássicos, modernos, para entrar na Idade Média, por ruas estreitas e grandes muros de pedra.

3 Bairro Gtico Catedral 02.jpg

A Catedral de Santa Eulália merece uma visita mais cuidadosa por seus corredores que ladeiam um elegante jardim.

3 Bairro Gtico Catedral 06.jpg

Essa igreja tem uma história curiosa: começou a ser construída no século XIII e só foi terminada 200 anos depois, sob os restos de uma antiga basílica visigoda. Em 97, foi palco do casamento de uma das filhas do rei Juan Carlos.

3 Bairro Gtico Catedral 04.jpg

Outros prédios que merecem uma visita são o Palácio Episcopal e o Palau de la Generalitat, sede do governo catalão, mas apenas se tiver bastante tempo.

3 Bairro Gtico Catedral 01.jpg

Num determinado momento você sairá de uma ruela para uma grande praça, a Plaça del Rei, de concepção medieval, um retângulo com pavimentação de pedra.

 

Também todo em pedra é o palácio que ostenta uma torre quadrada, uma capela e uma escadaria que leva ao Salao Tinell, antiga sala do Palácio Real.

Palau del Ayuntamiento .jpg

Num canto da praça, o Museu de História da Cidade revela escavações arqueológicas. Na Carrer Montcada está o Museu Picasso, um palácio que guarda pinturas, desenhos e outras obras do artista andaluz que se instalou em Barcelona.

Palau de la Generalitat .jpg

Nos arredores da Catedral, outra boa visita é o Museu de História da Cidade, onde você vai poder andar sobre as ruínas que originaram a cidade.

2  Bairro Gtico 17.jpg

Nas ruas Portaferrisa e Portal de l´Àngel , você encontrará boa variedade de lojas de roupas, especialmente de sapatos, além de cafeterias, sorveterias e lojas de souvenir.

2  Bairro Gtico 06.jpg

O Palau de la Musica Catalana, já quase fora do Barrio Gótico, é, por si só, um espetáculo à parte. Mas convém conferir a programação nos jornais. Quase sempre há um bom espetáculo para ser visto.

2  Bairro Gtico 08.jpg

Catedral de Barcelona

3 Bairro Gtico Catedral 00.jpg

Um grande largo que chamam de praça defronte à catedral é uma espécie de moldura para a fachada monumental da belíssima igreja.

 

Ali apresentam-se músicos e performistas, e o povo, sentado na escadaria, aprecia o público passar. É daqui que se percebe a imponência da fachada gótica da catedral.

3 Bairro Gtico Catedral 03.jpg

Iniciada em 400 d.c. para ser uma basílica romana, seu projeto atual é de 1.408, a fachada foi terminada apenas em 1889.

3 Bairro Gtico Catedral 05.jpg
O cláustro e Capella de Santa Lúcia , com características românicas, são um dos destaquels do interior.

1 Bairro Gtico 20.jpg

A Catedral Gótica de la Santa Creu é dedicada a Santa Eulália que foi morta pelos romanos por sua fé católica. Há 29 capelas laterais ricamente decoradas e um magnífico claustro do século 14.

2  Bairro Gtico 15.jpg

Nesta igreja de história curiosa iniciada no século XIII e só foi terminada 200 anos depois, sob os restos de uma antiga basílica visigoda, em 97casou-se uma das filhas do rei Juan Carlos.

2  Bairro Gtico 07.jpg

O Palau de la Musica Catalana , já quase fora do Barrio Gótico, é absolutamente bonito, tanto por dentro quanto por fora.

(clique aqui para localizar o Carrer Comtal  no mapa)

2  Bairro Gtico 02.jpg

(clique aqui para localizar a Plaça Sant Josep Oriol  no mapa)

2  Bairro Gtico 05.jpg

 

 

 

Reader Comments (14)

<a href='http://blogblogs.com.br/api/claim/-1028732211/97678/4075' rel='me'> BlogBlogs.Com.Br </a>
Oi, Arnaldo!
Conheci o teu blog através do Viaje na Viagem e já está nos meus favoritos há um tempo! Adorei o 'passeio' pelo Bairro Gótico...me senti voltando à Barcelona.
Lindas fotos e em todos os posts! (As do post 'Comer em Roma' me deixar salivando...)
Parabéns!
18:48 | Unregistered CommenterEmilia
Oi de novo! Super obrigada pelo comentário na matéria da Sagrada Família! Fico feliz em tê-lo como leitor. E, mais uma vez, parabéns peas belíssimas fotos. Você é um fotógrafo de primeira.
Beijos.
Gostei muito das fotos e do texto. Em setembro deste ano, passei com meu esposo 4 dias em Barcelona e nos hospedamos em um apartamento em pleno bairro Gótico. Andamos despreocupados sem mapa (...) e em cada ruela descobríamos uma maravilha. Amei rever tudo, mas agora com os devidos nomes. Vamos publicar um ensaio sobre o 11 de setembro, faça nos uma visita ao site
http://www.punctum-foto.com/ ou ao blog http://punctum-foto.blogspot.com/

Obrigado, Patricia, pela visita. Visitarei sim e deixarei uma mensagem.

Prezado Arnaldo,

Uma vez mais aprabens pelo seu blog. Extremo bom gosto. Adoro viajar nas suas páginas. Fico esperando sempre uma nova matéria. Pergunta: Você tem mais fotos de Barcelona? Bairro Gótico? Procurei em seu Flick e nao achei.

[]'s

Joao Cesar

JOAO CESAR, eu inseri novas fotos de Barcelona no álbum "BARCELONA" no Flickr, algumas do Bairro Gótico. Dê uma olhada e veja se atendem ao que você precisa.

Abraços e obrigado.

Arnaldo,

As fotos ficaram ótimas. Muito Obrigado!

[]'s

Joao Cesar

21:42 | Unregistered CommenterJoao Cesar

Arnaldo,
Você sabe se a rua do Hotel ATLANTIS, PELAI 20, 08001, que fica perto do Bairro Gotico é perigosa a noite? Somos 3 senhoras e gostaríamos de jantar neste bairro, pois só teremos esta noite. O que você sugere? Obrigada.Rosa

A localização do hotel mencionado - um três estrelas - é boa, isto é, próximo à Placa Catalunya. É próximo do Bairro Gótico mas não está dentro dele. Em Barcelona, tome muito cuidado na região da Placa Reial, na Las Ramblas, e no Barri Gotic. De dia fique atento aos batedores de carteira, e de notie, simplesmente não vá. Não recomendo jantar no Bairro Gótico porque há muito melhores opções na área da Rambla de Catalunya, onde fica a Casa Milá.

Para restaurantes, recomendo consultar o BCN Restaurantes e escolher aquele que melhor lhe atende ao gosto, localização, preço, estilo e ambiente:

http://www.bcnrestaurantes.com/

Eu recomendo este aqui, o CITRUS, onde certamente não haverá erro:

http://www.bcnrestaurantes.com/barcelona.asp?restaurante=citrus

Obrigada Arnaldo. Valeu!!!! Você nos tranquilou.
bjs Rosa, Zelma e Augusta

Olá Arnaldo,

Muito bom,hein? Eu tenho um blog e sempre que vou postar sobre qualquer assunto, costumo pesquisar para conferir informações. Acabei me deparando com o seu blog enquanto procurava por mais informações do bairro gótico e acabei me apaixonando pelos outros posts também. Certamente o guardarei entre os favoritos como fonte de dicas para futuras viagens ou apenas para me deliciar com as imagens que são maravilhosas!
Meu blog é menos informativo e mais emocional, mas te convido a visitá-lo e agradeceria uma opinião sincera e sugestões caso as tenha.

Arnaldo,
meu hotel é o Nh Center que fica dentro do Bairro Gótico quais são suas recomendações? Achei um bairro perigoso pelo que vi... A noite é perigoso?

Vanessa, este hotel é muito bem avaliado no Tripadvisor, como vc poderá verificar no endereço abaixo

http://www.tripadvisor.com.br/Hotel_Review-g187497-d230832-Reviews-NH_Barcelona_Centro-Barcelona_Catalonia.html

Minhas recomendações são as normais para as cidades grandes, principalmente à noite. Mas não creio que haja o que temer. O lugar é bem bacana.

PostPost a New Comment

Enter your information below to add a new comment.
Author Email (optional):
Author URL (optional):
Post:
 
All HTML will be escaped. Textile formatting is allowed.