MENSAGEM ao LEITOR
CONHEÇA QUEM ESCREVE

BEM-vindo ao Fatos & Fotos de Viagens, um blog sem jabá e não vulgar

        EXISTE no viajar e no escrever relatos de viagens um terreno fértil para demonstrações de arrogância. É algo simplesmente disseminado. Tanto no mundo virtual quanto na literatura. Mas o que o maravihoso mundo da viagens precisa é de mais viajantes humildes, não de "especialistas" caga-regras que determinam de tudo: desde como arrumar sua mala ao único tipo que você deve comprar, do lugar que você tem que ir, caso contrário sua viagem será uma merda. Nunca tão maravilhosa como a dele. As classificações dos lugares também. Tem sobrado superficialidade a egocentrismo. Autores assim não percebem que tudo é muito subjetivo e pessoal, que a experiência e o prazer de alguém não será necessariamente igual ao de outro.  Sobretudo as necessidades.

      A blogosfera "profissional e "monetizada" vulgarizou-se e tornou-se banal. Carecemos de gente que escreva para motivar e inspirar, para alargar horizontes, de viajantes que "mostrem" os lugares em vez de "ensinarem" a viajar. Moderadamente, ponderadamente, sem afetação típica de deslumbrados que viajam pela primeira vez em classe executiva e precisam espalhar para o mundo em resenhas risíveis. Ao contrário, a blogosfera

       ESTE blog, ao contrário, não fez concessões à vulgarização dos blogs depois da "profissionalização" e da monetização de alguns. Ao contrário, este é um blog singelo, simples, pequeno, inexpressivo na blogosfera, não despesperado por audiência nem seu autor se dedica mais à sua divulgação nas redes sociais do que à escrita. Tento dar graça à leitura e consolidar algo que prezo muito: confiabilidade, credibilidade.

        COMECEI a viajar tarde, você sabe. Por falta de dinheiro. Até que um dia viajei pela primeira vez ao exterior. Eu tinha 35 anos. Fui assim apresentado ao então desconhecido mas fabuloso mundo das viagens. Jamais, todavia, pensaria visitar mais de 60 países, alguns muito improváveis à época. Irã, Uzbequistão, Myanmar, Etiópia, Quirguistão entre eles. Mas foi recentemente que compreendi que as viagens ficam pra sempre, não as coisas. E que é por esse mundo ser tão diverso, por cada país ser tão diferente, que me parece tão atraente e divertido.

       NÃO sou escritor profissional. Tampouco jornalista. Mas invejo esses profissionais por dominarem o idioma, a gramática e as palavras.  Ainda assim, faço meu melhor, meu caro, estimado, raro e precioso leitor. Então, peço-lhe que considere algo: que mesmo escrevendo com sensibilidade e responsabilidade, incorro em erros. Se quiser, aponte-os. Tanto gramaticais quanto de digitação. Como tenho revisor profissional, antes de publicar dou curso a incansáveis revisões. E também submeto-os ao crivo de minha esposa. Ainda assim, alguns nos escapam.

      SOU brasileiro, empresário e casado com a Emília do blog "A Turista Acidental" e desde que a conheci (e antes mesmo de nos casarmos), tornou-se a "mais-que-perfeita" companheira de vida, de idéias, de projetos e ideais, sobretudo encantadora, adorável e inspiradora companhia de viagens e de aventuras. Com ela compreendi o que significa "prazer de viajar". Foi (e continua sendo) minha melhor fonte de inspirações e de motivações. Tanto que qualifico minhas viagens como "antes e depois" da Emília e "antes e depois" da Índia. Foi com ela que percebi o que quis dizer Érico Veríssimo com "Quem caminha sozinho pode até chegar mais rápido, mas aquele que vai acompanhado certamente chegará mais longe." Somos pais de gêmeos - uma menina e um menino - nascidos em julho de 2015, e de um filho de 34 anos do meu primeiro casamento, em quem o gosto pelas viagens pareceincorporado. Não sou avô, mas as coisas estão bem encaminhadas neste sentido.

       HOJE com 64 anos (boa parte deles dedicados à família e ao trabalho), foi apenas aos 35 que pude começar a viajar internacionalmente. Desde então visitei 61 países, entre os quais alguns dos mais fascinantes e com os sítios mais admiráveis do planeta. Felizmente, para alguns deles ainda a salvo do turismo de massa, cujos excessos arruinam qualquer lugar. Em março de 2006, quando iniciei este blog, o fiz como meio de comunicação com a família e amigos. Anos mais tarde eu descobri o poder de contar histórias em textos e fotografias, e logo ele tomou outro rumo, provavelmente porque os leitores gostavam dos textos e das fotos, ou então porque na época havia pouquíssimos blogs.

       FIZ cerca de 90 viagens internacionais, voei por 40 cias. aéreas diferentes (algumas extintas) em 391 vôos para fora do Brasil e dentro de outros países e em todas as classes possíveis. Segundo Haroldo Castro - jornalista-fotógrafo-escritor que já esteve em 160 países -, o maior viajante que conheço, em seu teste "Viajologia" que se pode fazer em seu site, que considera não apenas a quantidade de países visitados, mas lugares, monumentos e patrimônios, além de transportes, experiências e situações difícieis porque passam os viajantes, alcancei "Mestrado em Viajologia". Mas isso não é nada diante de gente que lá já "graduou-se" em pós-doutorado.

Escrevo este blog sob uma perspectiva lúcida e sem concessões à monetização sem critérios

        Eliminei o contador de visitas deste blog quando marcava mais de 6 milhões. Audiência hoje em blog é decadente. Viajar, escrever e publicar algo que inspire e icentive o leitor é o que mais me motiva. NUNCA como blogueiro interventor nas viagens alheias, ou caga-regras dizendo como alguém deve viajar e que tipo de mala usar e essas chatices que definem as pessoas homogeneamente.Parece ser o que traz os leitores até aqui. Ou porque gostem de fotografia, para além da leitura odepórica, como eu. E por este blog não ter captulado à ambição e vaidade que levou tantos autores de blogs à monetização sem critérios, sobretudo enganando leitores, cada dia torna-se menorzinho e menos importante. Se continuarem assim, os blogs precisarão ser reinventados. Este aqui nasceu livre e assim será até morrer. Por enquanto estou sempre por aqui. Nem que seja em pensamento. Só não sei até quando.

         Agradeço a visita e os comentários e desejo boa viagem aos leitores.

Em tempo: este blog não integra nenhuma associação disfarçada de incentivos à monetização. Mas se um dia fundarem a ABBLI (Associação Brasileira de Blogs Livres e Independentes), por favor, me convidem!

#blogsemjaba

COMENTÁRIOS
RSS - Quer subscrever?
AddThis Feed Button

Share/Bookmark

VIAJE neste blog

Fotos de viagens
PROCURA
Quer ler outras viagens?
De onde chegam os visitantes
« Brazil!? Aahh!, Ronaldinho, Bebeto, Romário, Roberto Carlos...”. | Main | Las Vegas é...Diversidade Temática. »
Terça-feira
Mar142006

Dê uma chance a Las Vegas!

ballys  noite.jpgEvidentemente que a decisão é sua, mas.... dê uma chance a Las Vegas!

Las Vegas é um daqueles destinos que considero indispensáveis de se conhecer um dia.

Pelo menos uma única vez, deixe o preconceito de lado.

Você ouvirá comentários de que Las Vegas é meio fake e meio kitch, aquele estilo ‘disneylandesco’ que deixa os puristas arrepiados, mas eu asseguro, voce vai se divertir de Las Vegas!

Continuo considerando uma cidade que não encontra qualquer similaridade em todo o mundo. É mais ou menos como cruzeiros marítimos: há quem os ame e quem os odeie.

Boa viagem!

Estado de Nevada (todos os links):

Nevada Commission of Tourism  http://travelnevada.com

Nevada Cybertourist  http://cybertourist.com/nevada.shtml

Las Vegas Convention Authority  http://www.vegasfreedom.com/

Vegas Guide: http://www.vegasguide.com/

Info Las Vegas: http://www.ilv.com

Las Vegas Online Entertainment Guide: http://www.lvol.com

Las Vegas Leisure Guide: http://www.lasvegas-nv.com

America Westhttp://www.americawest.com

Online City Guidehttp://www.olcg.com

Reader Comments (11)

Bom, tentar, eu tentei, mas não gostei não. Até resolvi abrir seu post porque já havia notado no blog do Ricardo Freire que vc é fã de carteirinha de Las Vegas, mas aquilo não é para mim....
Jorge, sinto discordar de vc, mas eu tb não estava nem um pouco afim de conhecer Vegas mas acabei indo, devido à uma conference da empresa ser lá... acabei gostando, e concordo q é legal conhecer sim... é claro que tem seus contras (a humidade relativa do ar é cruel), mas vale como experiência, e até para curtir baladas.

abs
12:41 | Unregistered CommenterFábio

Las Vegas é terrível para uns,mas adorável para outros que ousam e acabam tendo "mais intimidade" com a cidade... Tem os melhores e mais baratos hotéis do país (veja as constantes ofertas de descontos em hotéis 4 e 5 estrelas nos sites especializados), come-se bem e relativamente barato. Tem as melhores compras nos outlets (bem mais em conta que outlets de outras cidades) Tem shows maravilhosos o ano todo, com estacionamento fácil e gratuito em qualquer lugar.Não é esatamente uma ciade "para ser conhecida a pé" porque pela dimensão dos hotéis, caminha-se demais sob o sol árido e há gente demais nas ruas - recomendo o aluguel de um carro (muito barato por lá) e paciência- um passeio por cada hotel significa um mundo novo - mistura de César com Estátua da Liberdade, Ponte dos Suspiros, torres altíssimas com atrativos endiabrados (Stratosphere), águas dançantes, vulcões, montanhas russas, lojas maravilhosas (caras, dentro dos hotéis), restaurentes da mais variada gastronomia mundial, museus de cera, arte.... tudo isto andando pela rua mais maluca do planete - a "STRIP". Se deixarmos o preconteito de lado e tentarmos ver o que a cidade nos oferece, teremos ótimos momentos para lembrar...
Veja o Cirque du Soleil, David Coperfield, Tony Bennet,as belezas de Veneza no hotel Venetian, o luxo do Wyn e do Caesar,os leões do MGM, os tubarões do Mandalay as loucuras do Stratosphere, as limousines circulando pelas ruas. è um mundo À parte!

15:48 | Unregistered Commenternaysa

Olá, Arnaldo, tudo bom?
Como comentado, segue o email que tentei mandar pra vc e não chegou. Foi um email que passei pra vc, pro Riq e pra Eunice, que é aqui de Salvador e nos encontramos pra fazer o planejamento de viagem. Aí vai... e obrigada novamente!

Riq, Eunice e Arnaldo, bom dia!

Bem, esse email é pra fazer um breve resumo da minha viagem em Abril para os States, que contou com a colaboração de vcs, agora, é hora de compartilhar! MUITO OBRIGADA!

SOBRE HOSPEDAGENS (todos os preços sem taxas)

EM LOS ANGELES - Ficamos em Santa Monica, em um BestWestern no Sta. Monica Boulevard (http://www.gatewayhotel.com) , a US$130,00 a diária. O hotel é bom, novinho, fica um pouco longe da orla mas oferece transfer pro Pier de Sta Monica de hora em hora. Não utilizamos esse serviço, pois alugamos um carro. Hotéis na região são muito caros. Foi o lugar mais difícil de achar uma boa opção, dentro do nosso orçamento.

EM CARMEL - paramos em Carmel depois de nos deleitarmos com a maravilha que é a Highway1, saindo de LA e pretendendo chegar em San Francisco no dia seguinte. Lá ficamos no Normandy Inn http://www.normandyinncarmel.com/, diárias a partir de US$100,00 com café da manhã (uma raridade nos EUA). Lugar muito charmoso, pessoal bem prestativo, localização bem central. Muito, muito bom!

EM SAN FRANCISCO - um dos grandes achados da viagem. Durante o meu planejamento, eu e a Eunice nos encontramos para um cafezinho e ela me falou de um hotel maravilhoso onde nós deveríamos ir pra conhecer o brunch, o The Palace. Quando eu entrei no site pra saber do brunch... a diária estava por US$119,00! Era uma promoção pra lá de tentadora. O hotel tem um estilo pra lá de clássico e pátio onde é servido o café da manhã (e o famoso brunch) estonteante. Acabamos não aproveitando o brunch pois ele só acontece aos domingos e nós partimos no domingo de manhã. Mas foi uma estadia inesquecível, cheia de mimos. Nos sentimos os diluidores de custo fixo do hotel, ehehhe. Site: www.sfpalace.com. Fica no Finantial District, mas é tudo bem perto, inclusive pra pegar os bondinhos em direção ao pier e demais atrações turísticas.

EM YOSEMITE - saímos de San Francisco cedo em direção a Las Vegas, com uma parada estratégica em Yosemite. Yosemite fica a aproximadamente 2h de San Francisco. A idéia era aproveitar o dia passeando no parque, dormir um um hotel na região e seguir cedinho no dia seguinte para Vegas. Descobri que Yosemite não é pra um passeio de um dia... o lugar é lindo e tem uma infra-estrutura de hospedagem fantástica para qualquer tipo de passeio: de áreas para campings e traillers, passando por cabanas para familias, hotéis simples até um cinco estrelas, você escolhe como quer curtir o parque, se hospedando dentro do parque. O site com as opções é http://www.yosemitepark.com/Accommodations.aspx. Nós acabamos nos hospedando em um hotel na saída do parque, do lado de fora, o Tenaya Lodge (http://www.tenayalodge.com/). Como estávamos só "de passagem", foi muito bom. Mas pra quem quer curtir o lugar por dias e dias (o que deve ser ótimo), melhor uma opção do lado de dentro, já que elas existem, né!

EM LAS VEGAS - mais um lugar em que nos sentimos verdadeiros diluidores de custo fixo de um lugar. Ficamos no MGM Signature por US$109,00, numa penthouse no 30 andar, janelas panorâmicas para o aeroporto, varanda e cozinha equipada. Alguns andares do Signature são de propriedade de pessoas físicas, administrados por uma gestora hoteleira. O apartamento que ficamos era um desses casos. Já sabíamos que hospedagem em Vegas era barato (Arnaldo, obrigada!) mas essa opção realmente foi mais do que poderíamos imaginar. Encontramos no tripadvisor, com vários comentários de viajantes com o mesmo espanto que nós: o lugar é super bem conceituado no site e está a preço de banana. Site do MGM Signature (e do nosso blaster quarto): http://www.signaturemgmgrand.com/Suites/One-Bedroom.aspx

Em NEW YORK - mais uma indicação da Eunice: o Belvedere, na 48th com 8thAv pertíssimo da Broadway, do Metro, tudo! Conseguimos diárias a US$179,00, mas me parece que tratando de NY foi um bom negócio. O hotel é bom, quartos novos e bem decorados, excelente opção. A única coisa ruim é que eles não têm room service! Um dia tentamos não sair pra jantar pois estávamos acabados de tanto andar pela cidade, mas não teve jeito! Tivemos que dar uma voltinha... que sacrifício, né? Site: http://www.belvederehotelnyc.com.

ALIMENTAÇÃO
Sofri muito com o café da manhã americano, nos primeiros dias. Ainda bem que ele nunca está incluso na diária. Acho que foi a primeira vez que não ganhei uns quilinhos numa viagem!
Em quase todas as cidades, fomos no ESPN Zone, restaurante para amantes do esporte. O cardápio é variado e muito bom. Você pode ir para tomar uma cervejinha e comer uns petiscos ou também para fazer uma boa refeição, com saladas ou pratos com carne. Adoramos o lugar. Tem grandes telões onde passam os jogos mais importantes do dia, e mais dezenas de TVs LCD penduradas no teto passando estes mesmos jogos. E ainda há mesas com TVs próprias. Incrível. Pra quem gosta de se reunir pra ver uma partida (de futebol, basquete, rugby, etc) é uma excelente pedida! Site: www.espnzone.com
Em San Francisco, apostamos no dim sum, já que a cidade é famosa pela influência oriental (restaurante: Yank Sing, www.yanksing.com). Foi tão bom que repetimos em NY (Ruby foo's , 1626 Broadway, bonito e comida gostosa)
Num passeio pelo Napa Valley, comemos no fantástico Wine Spectator Greystone Restaurant (site: http://www.ciachef.edu/restaurants/wsgr/), parte do Instituto de Gastronomia Americano. Lá eu comi o melhor atum da minha vida! No TripAdvisor: http://www.tripadvisor.com/Restaurant_Review-g32766-d518740-Reviews-Wine_Spectator_Greystone_Restaurant-Napa_Napa_Valley_California.html
Em Vegas, acreditamos que a cidade realmente não para e deixamos para jantar após um show do Cirque du Soleil... que decepção! 23h e os restaurantes estavam com as cozinhas fechadas. A noite acabou em pizza... :-(

PASSEIOS DIVERSOS
Em LOS ANGELES, o bom mesmo foi o Getty Center! Fica em Brentwood, e é um centro cultural com obras de arte da idade média até os dias atuais (pinturas, mobiliário, fotografias). Perto de Malibu fica o Getty Villa, com uma coleção principalmente de esculturas greco-romanas. Os dois são gratuitos (o Villa precisa fazer reserva), legado de J.Paul Getty, magnata do petróleo. site: http://www.getty.edu/visit

EM SAN FRANCISCO, ah, queria eu ficar mais tempo! O bom de SF são as atrações não-turísticas! (alguém já havia comentado o mau humor dos condutores dos bondinhos? Fiquei abismada!).
O passeio em Napa Valley vale muito a pena, mas foi o lugar de degustação de vinhos mais caro que já fui! Já estive em Mendoza, Provence, Toscana e Vale dos Vinhedos. O Napa foi o mais caro de todos (e não necessariamente o melhor, com certeza!)
Em Monterey, passamos umas 4horas dentro do Aquarium... é o maior das Américas. Imperdível. US$30,00 a entrada para adulto.

EM YOSEMITE, apesar da maioria das atrações ser acessível de carro, prepare-se para algumas caminhadas... eu queria ver as sequoias gigantes e acabei deixando para ser a última atração do dia. Minha surpresa quando cheguei e descobri que pra ver as mais famosas eu tinha que caminhar 5 milhas.... e já eram 16h! Sem chance. Me contentei com as primeiras da trilha.

Em NYC, Riq, lembrei muito de vc ao fazer o passeio em volta de Manhattan! Foi fantástico ver a cidade de tantos ängulos diferentes.

ALGUM CANHOTO POR AÍ?
Só um canhoto pode entender a minha emoção ao encontrar uma loja em San Francisco especializada em coisinhas para canhotos. São tesouras, abridores de latas, cadernos, canecas, camisas e um sem-número de souvenires feitos para nós. Saí de lá com um monte de quinquilharias e lembrancinhas. Endereço
LEFTY'S SAN FRANCISCO
www.leftyslefthanded.com
PIER 39 - Beach at Embarcadero
Space L-2-11
San Francisco, CA 94133
Tel: (415) 956-9131
10AM-9PM PST - 7 days a week


E claro que teve muito mais aventura, mas creio que não há mais nenhuma novidade....

Mais uma vez, obrigada a vcs pela disposição em trocar idéias e dicas e tanta simpatia.

Obrigada e até breve!

Adriane Lima
http://adrianelima.wordpress.com

23:56 | Unregistered CommenterAdri Lima

Arnaldo bom dia, se possivel responder minhas duvidas te agradeço muito !

Estou indo par os EUA com um amigo de Los Angeles a Las vegas em 29/12/2009, gostariamos de saber se proximo a vegas ou proximo Los angeles tem algum lugar que possamos ver neve esta epoca do ano ?

Obrigado Arnaldo

GILSON, Já ocorreram tempestades que levaram neve pesada para partes da Califórnia, o sul de Nevada e o Norte do Arizona, segundo os serviços de meteorolgia. Tempestades de gelo afetando os estados do sul e do Meio-Oeste norte-americano são relativamente raros e causam mais prejuízos do que atraem turistas. Na área metropolitana de Los Angeles já nevou a apenas 400 metros de altitude, a leste da maior cidade da costa oeste norte-americana, a uma pequena distância do centro de Los Angeles e de pontos turísticos como a Disneyland (Anaheim), por exemplo, como em San Bernardino.

Em Las Vegas também já nevou mas é raro. Portanto, eu diria que se rpetende ver neve de verdade,d essas para esquiar, e não tempestades de gelo, deve ir ao Arizona e ao Colorado.

11:28 | Unregistered CommenterArnaldo

Oi!!Estou indo para LV 30/12 vou ficar lá 4 dias.Gostaria de dicas sobre o que fazer na noite do ano novo e qual site posso comprar ingressos para os shows.De LV vou para o Grand Canyon de carro e dormir uma noite.Vc acha muito ruim essa época lá?É muito frio?Tem restriçao de passeios por causa do frio?
Obrigada
Juliana

Dicas muito interessantes, obrigado. Estaremos indo para Califórinia no início do mês(01/08/11). O roteiro será. Chegada em San diego(locação de carro), 2 a 3 dias, partir dirigndo até Vegas, -2 dias.Passar por Los Anges 01 dia(pois já conheço).Mais 01 dia seguindo ao norte até chegar em San Francisco onde devolveremos o carro e ficaremos por mais 02 a 3 dias.Vamos partir dia 11/08/11

Arnaldo ir para las vegas sozinha é roubada ? lá todo mundo vai em tuma, familia ou casal? E´que terei uma semana de ferias e nao tenho companhia para ir. Vc recomenda o Monte carlo? O custo é mais acessivel que o Aria 9 que eu tb gostei) e queria saber se é uma fiferen´ca muto gritante, principalmente de astral e de estilo . Super obrigada,
Marcia

21:44 | Unregistered CommenterMarcia A

MARCIA, se é ou não "roubada" ir só para Las Vegas, depende de você, de seu jeito de ver as coisas e de aproveitá-las. Não há nada de errado em viajar só, especialmente para Las Vegas, isto é, nenhuma contra-indicação.

Quanto aos hotéis, não há como comparar os dois citados, pois são de estilos, categorias, épocas e padrões muito diferentes entre si. Qualquer hotel da Strip é recomendado, evidentemente que levando em conta seus diferentes padrões, todavia, sugiro ver as impressões e recomendações do Tripadvisor (www.tripadvisor.com). Procure lá por Las Vegas e "hotels").

Adorei Las Vegas

18:21 | Unregistered CommenterMarilia

PostPost a New Comment

Enter your information below to add a new comment.
Author Email (optional):
Author URL (optional):
Post:
 
All HTML will be escaped. Textile formatting is allowed.