CONHEÇA O AUTOR

          

         Depois de estabelecer-se na Internet desde 1999 escrevendo relatos de viagens em sites relacionados com o tema, em 2006 ter fundado o blog Fatos & Fotos de Viagens - um dos pioneiros da blogosfera de viagens - foi convidado a colaborar com matérias na Revista Viagem & Turismo (Editora Abril). Agora, Arnaldo prepara o lançamento de seu primeiro livro - "Bom dia, Addis. Adeus Etiópia" - ingressando na literatura com um livro encantador que, segundo o autor, é o primeiro de uma série.

Assim o autor define esta sua nova fase:

             "Livro é coisa séria. O que o leitor encontrará em "Bom dia, Addis. Adeus Etiópia" é diferente do que lê aqui neste blog. Da narrativa ao estilo. Em vez de uma conversa baseada na informalidade, o livro mistura traços de coloquialidade e informalidade com uma escrita literária. Sobretudo com profundo respeito à arte de escrever. Passo a ser um escritor, mas é apenas uma outra maneira de me expressar sobre viagens, transmitir sem fantasias o mundo que vejo, isto é, como ele é, não como o imagino. A leitura revelará, todavia, aqui e ali, discrepâncias entre minhas expectativas e a realidade confirmada no destino. Segundo o poeta e ensaísta norte-americano Henry David Thoreau, "Muitos homens iniciaram uma nova era na sua vida a partir da leitura de um livro". Então, a partir deste meu primeiro, considero ter ingressado numa nova, deliciosa fase da minha vida.

Gente que escreve e encanta, fala sobre o autor:

Haroldo Castro:

            "Arnaldo Trindade Affonso é um dos viajantes equilibrados e sensatos que se lança escritor, o que, num Brasil de pouca leitura e onde a Literatura de Viagem não chega a ocupar meia estante nas livrarias, conta histórias que servirão de grande subsídio para qualquer leitor, além de ajudar a romper os preconceitos de que a África só oferece guerras, doenças e fome. Infelizmente, a riqueza cultural e natural do continente é quase sempre tão abafadas por notícias negativas que considero este livro um raio de luz na região."

Jornalista, fotógrafo, autor de “Luzes da África”, indicado para o Prêmio Jabuti 2013 na categoria Reportagens

Ronize Aline:

            "Minha opinião sobre o autor está refletida na resenha que escrevi de seu livro "Bom dia, Addis. Adeus Etiópia": ele escreve com o coração e demonstra respeito por tudo o que viu. Este livro, mais do que o relato de uma viagem à Etiópia, é uma viagem rumo a uma experiência de imersão e contemplação do outro. É como olhar para o diferente sem estranhamento ou indiferença."

Escritora, tradutora, jornalista, professora universitária e crítica literária do jornal O Globo, do Rio de Janeiro

Rachel Verano

             "Neste livro, Arnaldo tem o poder de nos transportar a um dos cantos mais fascinantes e ainda intocados do planeta. Mas de maneira ao mesmo tempo delicada e profunda, pessoal, criando intimidade com os personagens, deixando o leitor perceber cheiros, sabores e sentir as emoções de suas descobertas. Do peso do ar à alegria de dobrar a esquina, o autor consegue transmitir todo seu fascínio de estar diante de algo realmente novo."

 Jornalista passou pelas redações das revistas Viagem & Turismo, Veja, VejaSP, Glamour, TAM e Vamos/LATAM

Davi Carneiro

             "Há uma frase atribuída ao grande viajante do século 14, talvez o maior escritor-viajante de todos os tempos, Ibn Battuta: “Viajar, primeiro te deixa sem palavras, depois te transforma num contador de histórias.” Suspeito, caro leito, ser este o caso do Arnaldo, um autêntico viajante que vem se mostrando, cada vez mais, um talentoso contador de histórias. Conheço-o e o sigo desde 1996, através do seu blog, aquele que, na minha opinião, é um dos melhores de viagens da internet brasileira, tanto pela excelência fotográfica quanto pela qualidade dos textos. Com um currículo andarilho de respeito (mais de 60 países, entre eles Quirguistão, Miamar, Irã e Uzbesquistão), Arnaldo tem o mérito de ir na contramão da blogosfera profissional e monetizada: de maneira simples, autêntica e independente, preza, principalmente, a credibilidade e a confiança de seu leitor." 

 Escritor, jornalista e colaborador de diversas revistas nacionais e estrangeiras

COMENTÁRIOS
PROCURA
Quer ler outras viagens?
De onde chegam os visitantes
« Roma: vitrinismo é moda | Main | Roma: Hotelaria não é o forte »
Terça-feira
Mai022006

Roma: comer e beber, tudo a ver

aa roma  prato 1.jpg          O que me vem logo à cabeça quando quero escrever sobre Roma é que lá come-se muito bem. Excepcionalmente bem, aliás!  Não só em Roma, mas em toda a Itália, é bom deixar claro.

          E come-se bem em restaurantes de todos os níveis. Os pratos são bem feitos, caprichados e bem apresentados, mesmo naqueles restaurantes situados em zonas turísticas.

aa roma  prato 2.jpg

          Estando na Itália não será assim tão estranho ler um cardápio e compreendê-lo, mesmo que você não fale o italiano.

aa roma  prato carpaccio 2.jpg

          Tudo é bastante familiar: espagueti, parma, prosciutto, carpaccio, fetutine, calzone, pizza, mozzarella, carbonara, tomato, fileto, fungui...

aa roma  prato carpaccio.jpg

          Aliás, em qualquer lugar do mundo, se tiver dificuldade com a comida local, procure um restaurante italiano.

          O notável da comida italiana para o viajante é que além de ser familiar ao brasileiro, atende perfeitamente aos vegetarianos.

aa roma  legumes especiais.jpg

          Em quase todos os restaurantes você encontrará com facilidade legumes grelhados, saladas super incrementadas e com proteína animal derivada de queijos e ovos, pratos vegetarianos à base de massas, além de pratos de queijos e da famosa muzzarela de búfala.

aa roma  prato muzzarela.jpg

          É preciso compreender o modo do italiano comer às refeições para que você não se surpreenda. Certamente um leigo estranhará que todos os pratos venham sem acompanhamento.

aa roma  prato entrada.jpg

          Eles comem saladas, entradas, primeiro e segundo pratos, além da sobremesa. Os acompanhamentos quase sempre serão pedidos à parte. Quando se pede um Escalopinho ao Limão, por exemplo, virá apenas a carne com o molho.

aa roma  prato escalopinho.jpg

           As porções são generosas, todavia, como são organizadas como primeiro e segundo pratos - sejam pasta ou carne, peixe ou aves – necessariamente você deverá pedir um side dish para acompanhá-los, se for o caso.

aa roma  paes.jpg

          Culinariamente falando, a Itália é um país de incrível diversidade regional, tanto nas receitas quanto nos ingredientes. As mudanças são bem radicais. Todavia, a filosofia fundamental de uma refeição é fazê-la completa, com o primi (primeiro prato), que será um prato de sopa, um risoto ou uma massa, mas que será de porção modesta. A sopa, por exemplo, será servida num recipiente do tamanho de uma xícara grande, pois não é uma refeição completa. Ainda que seja um risoto ou um ravioli, jamais será em quantidade que faça com que você sinta-se satisfeito ao ponto de não proseguir. Em geral são chamados de assaggio di primi.

aa roma  prato vinho e agua.jpg

          O primi será seguido do secondo, o prato à base de carne, peixe, ovos ou legumes, com um acompanhamento escolhido em separado. Novamente aqui as porções serão pequenas, assim como o acompanhamento. Sempre se servirá pão e crostinis. Isso se você não optar por Pizza, que será em geral seu único prato.

aa roma  prato legumes grelhados.jpg

          Em todos os casos é comum acompanharem-se as refeições por vinhos. E na Itália quase todos os restaurantes médios servem vinho “da casa” (em taça), em meias garrafas ou até e um quarto de litro, preferencialmente um Chianti Barolo ou Barbaresco.

aa roma  vinho.jpg

          Também é comum iniciarem-se as refeições com um espumante.

          As refeições são encerradas com doces ou frutas e com um café expresso, talvez o melhor expresso do planeta (ainda que na Itália não se plante café!).

aa roma  prato acefzinho.jpg

Receitas da Cozinha Italiana

Este é um sítio na Internet em português, para italianos oriundis e para brasileiros, no qual você passa a conhecer os pratos italianos, seus ingredientes e seu modo de preparo. Funciona, alternativamente, como uma espécie de Dicionário Gastronômico, pois é em português e italiano.

http://www.oriundi.net/site/oriundi.php?menu=gastronomia

Dicionário de Termos Culinários (italiano)

No menu, vá em Conoscere in Cucina. Consulte o dicionário de termos culinários, em Terminologia, e depois não deixe de ver as outras dicas, como I Metodi di Cottura.

Na subseção Conoscere gli Alimenti conheça história, definições e dicas. Em italiano.

http://www.ricetteonline.com/

Dicionário de Alimentos em 7 idiomas

Você sabe como se pede açúcar em holandês?

Neste dicionário de palavras básicas você saberá o que pedir em 7 idiomas.

http://www.geocities.com/susanacr_99/comida.htm

Reader Comments (6)

Uau, muito bacana, Arnaldo. A comida italiana até que é fácil de ser reproduzida fora da Itália. Mas MOZZARELLAS DE BÚFALA como essa que você fotografou (e tão bem), quando saem da Itália, custam o equivalente ao PIB anual de certos países africanos...
Bom dia Arnaldo! Parabéns pelas informações detalhadas. Muito bonito seu blog. Gostaria de umas dicas: Estarei em Roma no início de novembro.
1- qual a temperatura nesta época?
2- que restaurante vc recomenda no Trastevere que seja bom e não muito caro? Te agradeço desde já. Gde abraço
10:18 | Unregistered CommenterRegina
Fantásticas fotos e....reportagem! Estou a pensar visitar Roma nas férias da Páscoa e fiquei com água na boca!!!!!!!!!


11:36 | Unregistered Commentercristina

Se estiverem em Roma sugiro o Restaurante Maud

www.maud-roma.com

cozinha maravilhosa, criativa e bem apresentada.

Da pra fazer happy hour, janta e after dinner. Tem american bar e dj set.

21:52 | Unregistered CommenterCassiana

Boa noite, Arnaldo.

Um amigo me encaminhou o endereço de seu blog hoje. Adorei esse post sobre a comida italiana e pretendo navegar pelos outros textos.

Estou entrando nessa vida de blogueira agora, como no seu caso, para falar de um hobby. Minha viagem é dentro de minha própria cozinha, onde, quando possível, divirto-me criando, copiando (devidamente autorizada) ou adaptando. Caso se interesse, o endereço é www.tampopogourmet.com .

Adorei suas fotos! Espero melhorar a cada dia a apresentação dos pratos e suas fotografias.

Parabéns pelo blog!

22:47 | Unregistered CommenterMaíra

Quem reclamar que comeu mal na Itália merece uma surra

23:50 | Unregistered CommenterTattiana

PostPost a New Comment

Enter your information below to add a new comment.
Author Email (optional):
Author URL (optional):
Post:
 
All HTML will be escaped. Textile formatting is allowed.