CONHEÇA O AUTOR

 

         Depois de estabelecer-se na Internet - em 1999 - escrevendo relatos de viagens em sites relacionados com o tema, e em 2006 ter fundado o blog Fatos & Fotos de Viagens - um dos pioneiros da blogosfera de viagens - Arnaldo foi convidado a colaborar com matérias na Revista Viagem & Turismo, da Editora Abril e, agora, prepara o lançamento de seu primeiro livro - "Bom dia, Addis. Adeus Etiópia" - ingressando, assim, na literatura de viagens com um livro encantador, segundo o autor, o primeiro de uma série de pelo menos quatro que já planeja produzir, dois deles em plena fase.

Assim o autor define esta sua nova fase:

             "Livro é coisa séria. O que o leitor encontrará em "Bom dia, Addis. Adeus Etiópia" é diferente do que lê aqui no blog. Da narrativa ao estilo. Em vez de apenas uma "conversa" com o leitor, baseada na informalidade, o livro mistura traços desta coloquialidade e informalidade com os de uma escrita literária. Sobretudo com profundo respeito à arte de escrever. Passo a ser um escritor, o que nada mais é do que uma outra maneira de me expressar sobre viagens e de transmitir ao leitor minhas impressões. Segundo o poeta e ensaísta norte-americano Henry David Thoreau, "Muitos homens iniciaram uma nova era na sua vida a partir da leitura de um livro". A partir deste meu primeiro livro escrito, considero ter ingressado numa nova, deliciosa fase em minha vida. 

              Minha ascensão na escrita de viagens com este trabalho literário não é exatamente uma novidade. Ainda que recentemente eu tenha notado a mente lampejar com a ideia: tornar-me um escritor de viagens. Todavia, ela sempre me rondou. Mesmo que a alguma distância. Não foram poucos os amigos, parentes e leitores do blog que há mais de dez anos recorrem à pergunta: “Por que não escrever um livro?”

Gente que escreve e encanta, fala sobre o autor:

Haroldo Castro:

            "Arnaldo é um dos viajantes equilibrados e sensatos que se lança escritor, o que, num Brasil de pouca leitura e onde a Literatura de Viagem não chega a ocupar meia estante nas livrarias, conta histórias que servirão de grande subsídio para qualquer leitor, além de ajudar a romper os preconceitos de que a África só oferece guerras, doenças e fome. Infelizmente, a riqueza cultural e natural do continente é quase sempre tão abafadas por notícias negativas que considero este livro um raio de luz na região."

Jornalista, fotógrafo, autor de “Luzes da África”, indicado para o Prêmio Jabuti na categoria Reportagens

Ronize Aline:

             "Minha opinião sobre o autor está refletida na resenha que escrevi de seu livro "Bom dia, Addis. Adeus Etiópia": ele escreve com o coração e demonstra respeito por tudo o que viu. Este livro, mais do que o relato de uma viagem à Etiópia, é uma viagem rumo a uma experiência de imersão e contemplação do outro. É como olhar para o diferente sem estranhamento ou indiferença."

Escritora, tradutora, jornalista, professora universitária, crítica literária do jornal O Globo, do Rio de Janeiro

Rachel Verano

             "Neste livro, Arnaldo tem o poder de nos transportar a um dos cantos mais fascinantes e ainda intocados do planeta. Mas de maneira ao mesmo tempo delicada e profunda, pessoal, criando intimidade com os personagens, deixando o leitor perceber cheiros, sabores e sentir as emoções de suas descobertas. Do peso do ar à alegria de dobrar a esquina, o autor consegue transmitir todo seu fascínio de estar diante de algo realmente novo."

 Jornalista das revistas Viagem & Turismo, Veja, VejaSP, Glamour, TAM e Vamos/LATAM

Davi Carneiro

             "Há uma frase atribuída ao grande viajante do século 14, talvez o maior escritor-viajante de todos os tempos, Ibn Battuta: “Viajar, primeiro te deixa sem palavras, depois te transforma num contador de histórias.” Suspeito, caro leito, ser este o caso do Arnaldo, um autêntico viajante que vem se mostrando, cada vez mais, um talentoso contador de histórias. Conheço-o e o sigo desde 1996, através do seu blog, aquele que, na minha opinião, é um dos melhores de viagens da internet brasileira, tanto pela excelência fotográfica quanto pela qualidade dos textos. Com um currículo andarilho de respeito (mais de 60 países, entre eles Quirguistão, Miamar, Irã e Uzbesquistão), Arnaldo tem o mérito de ir na contramão da blogosfera profissional e monetizada: de maneira simples, autêntica e independente, preza, principalmente, a credibilidade e a confiança de seu leitor." 

 Escritor, jornalista e colaborador de diversas revistas nacionais e estrangeiras

 


COMENTÁRIOS
PROCURA
Quer ler outras viagens?
De onde chegam os visitantes
« Orlando: Expedition Everest – Disney´s Animal Kingdon | Main | las Vegas: ALL YOU NEED IS… LOVE! Cirque du Soleil »
Sexta-feira
Jan262007

Las Vegas: O novíssimo Resort Cassino Wynn 

Voltando do Havaí eu fiquei duas noites em Las Vegas e além de assistir ao LOVE - o espetáculo do Cirque du Soleil cujo tema são os Beatles (ver reportagem anterior) - fui dar uma espiada no Hotel Wynn, o mais novo de Las Vegas, também o mais caro e sofisticado (até mais do que o Belagio).

Wynn Las Vegas 001.jpg
O sol incide e se reflete especialmente sobre a grandiosa fachada de vidro do hotel, especialmente ao fim do dia, quando todo o empreendimento toma as cores marrons do deserto e o Wynn Las Vegas se destaca atrás das cachoeiras de cinco andares de altura.

Wynn Las Vegas 003.jpg
Os hóspedes que podem ficar no Wynn Las Vegas e os visitantes do hotel certamente ficarão muito bem impressionados com o luxo e sofisticação de todo o complexo, que inclui uma galeria de arte com obras originais de Picasso, Renoir e de Van Gogh, uma galeria de lojas sofisticadas como Chanel, Louis Vuitton, Cartier e Dior, um cassino enorme, um SPA sifisticadíssimo e um moderníssimo teatro de 2.000 lugares que abriga uma  produção do Franco Dragone's Cirque, denominada Le Rêve.

Wynn Las Vegas 003a.jpg
Como se fosse pouco, há ainda uma loja Ferrari e uma Masertati e um club de golf com 18 buracos.

Wynn Las Vegas 004.jpg
A loja da Dior é considerada uma  flaship, algo como loja destaque, padrão, e abrigará coleções com a assinatura dos dois estilistas da Dior: John Galiano, que elabora as linhas femininas, e Hedi Slimane, garoto prodígio que desenha a linha masculina.

Wynn Las Vegas 005.jpg
O empreendimento todo custou três bilhões de dólares e é de propriedade de Steve Wynn.  Os luxuosos apartamentos são decorados e equipados de acordo com o conceito "arte refletindo vida", com mobiliário de primeira e elementos decorativos de design exclusivo, tudo com muito luxo, bom gosto e harmonia, TVs em formato wide-screen, HDTV, camas com linhos europeus 320 fios, Internet de alta velocidade e muito mais, tudo elaborado por decoradores dois mais exclusivos do mundo. Depois de cinco anos e 3 bilhões de dólares o Wynn Las Vegas ficou pronto é se tornou o novo marco de Vegas.

Wynn Las Vegas 005a.jpg
Em termos de gastronomia o luxuoso hotel oferece várias opções gastronômicas das mais finas do mundo elaboradas por alguns dos melhores chefs, supervisionados do chef executivo Grant Macpherson, o qual chefia as 18 cozinhas do hotel.

Wynn Las Vegas 006.jpg
O chef Daniel Boulud, por exemplo, pela primeira vez na Costa Oeste americana, inaugurou a Daniel Boulud Brasserie.  O maior empreendedor de Las Vegas, Steve Wynn, reuniu um grupo de chefs possibilitou que cada um projetasse o restaurante ideal de cada um deles, resultando nos 18 restaurantes de  chefs como Alex Stratta (do Alex, em Las Vegas), Paul Bartoletta (Bartoletta Ristorante di Mare), Eric Klein (do Maple Drive em Los Angeles) e Takashi Yagihashi (do Tribute, em Detroit). Para Daniel Boulud, Steve Wynn permitiu ser o único que não permanecerá em tempo integral na cozinha do seu restaurante.

Wynn Las Vegas 008.jpg
Daniel montou sua brasserie enorme, para 300 pessoas, com ambiente informal em que se vê a cozinha desde o salão e, ao mesmo tempo, o lago do hotel, o que lhe dá um estilo meio francês e charmoso de pequeno hotel de interior. A cozinha está a cargo do chef-executivo Philippe Rispoli. O menu é da cozinha francesa e apresenta pratos tradicionais das brasseries.

Wynn Las Vegas 012.jpg
A alguns passos da Brasserie fica o SW Steakhouse, uma casa do chef Eric Klein, discípulo de Wolgang Puck, cujos pratos são um espetáculo que custam cerca de US$ 45 cada.

Wynn Las Vegas 014.jpg
Também no Wynn há o Okada, japonês moderno e charmoso, muito sofisticado, com interior belíssimo em vários ambientes como um sushi bar, um teppanyaki room e um grill de carvão japonês, um salão principal e um saquê bar. O chef Takashi Yagahashi comanda a cozinha com boa criatividade e opções para quem não gosta do tradicional sushi e sashimi. O menu degustação custa US$ 120,00.

Wynn Las Vegas 021.jpg
O hotel tem também o restaurante Alex, do chef Alessandro Stratta, considerado um dos melhores restaurantes dos Estados Unidos de cozinha francesa, além do Bartolotta, de cozinha italiana tradicional, do chef Paul Bartolotta.

Wynn Las Vegas 015.jpg
Quem é preconceituoso e desconhece Las Vegas certamente dirá que é absurdo se falar em alta gastronomia em Las Vegas ou mesmo que é coisa de brasileiro deslumbrado. Todavia, quem for minimamente iniciado em Vegas saberá que em termos de comida Las Vegas também é um espetáculo.

Wynn Las Vegas 018a.jpg

Os chefs-celebridades, verdadeiros mitos da culinária, como Wolfgang Puck, Emeril Lagasse, Susan Feniger e Mary Sue Milliken, Julian Serrano, Charlie Palmer, André Rochat, Joachim Splichal, Jean-Marie Josselin, Sirio Maccione, Nobu Matsuhisa, Mark Miller, Michael Mina, Maurizio Mazzon, Gian Paulo “Zeffirino” Belloni, Jean-Georges Vongerichten, James Beard Award, Piero Selvaggio e Alessandro Stratta estão ou têm atividades em Vegas.

Wynn Las Vegas 019.jpg

Há muitos outros ótimos restaurantes em Las Vegas, como por exemplo o Commander’s Palace , filial de New Orleans daquele que é considerado um dos melhores restaurantes do país. E a revista Condé Nast Traveler de maio de 2003 considerou o restaurante Alizé um dos melhores restaurantes do mundo , entre os 75 melhores de todo o planeta! Ele está localizado no último andar do The Palms , com belíssima vista panorâmica da Strip. É um francês de primeiríssima categoria.

Wynn Las Vegas 013.jpg

 

Charlie Palmer também é um profissional que tem duas casas fabulosas em Las Vegas - o Charlie Palmer Steakhouse, no Hotel Four Seasons, e o Aureole, no Mandalay Bay.

Wynn Las Vegas 017.jpg
No Steakhouse pratos à base de frutos do mar e de carne (bovina e de cordeiro) que custam aproximadamente US$ 40,00 cada. No Aureole, o destaque é a belíssima e engenhosa adega, uma estrutura em ferro e vidro, logo na entrada do restaurante, com 60 mil garrafas. 

Wynn Las Vegas 020.jpg
Outro destaque é o restaurante de  Martin Heierling - o Sensi, no Hotel Bellagio -  um restaurante fino e muito bem decorado que conjuda duas cozinhas, a italiana e a asiática, além de grelhados e frutos do mar. Há um prato - o  Sensi 41 – em que é possível provar as quatro influências culinárias do restaurante. O ponto alto do restaurante é mesmo a decoração, moderna e aconchegante, com elementos de madeira, pedra e cascata de água.

Wynn Las Vegas 011.jpg
O restaurante Commander´s Palace existe desde 1880 em New Orleans e sua filial em Las Vegas tem o mesmo estilo e clima do original da Louisiana e um serviço impecável. A trilha sonora do restaurante vai de Billie Holliday a Nina Simone, e há pratos até de tartarugas criadas em cativeiro.

Reader Comments (7)

Arnaldo,

Quando fui lá esse hotel me chamou muito a atenção, apesar de ter de andar muito de onde eu estava (NYNY). Ele foge um pouco do modelo temático de Las Vegas. Aquela cachoeira artificial com a escultura no lago era muito bonita.

Acho que daqui um pouco seu destino vai ser Macau, a futura Las Vegas do oriente! Já abriram um Wynn lá e o Belaggio está em construção. Esse (Steve?) Wynn tem visão.

Gostei do Video do Love,curtíssimo, mas muito legal.

Depois, com tempo vou te mandar umas dicas da Tailândia referente ao dia a dia, para não entrar em furada e se decepcionar com o lugar e com o povo (Turist trap).

Você planeja alguma praia por lá? vale a pena pelo menos 2 dias.

Um abraço

Rodrigo

Em tempo, iniciei um tutorial de como planejar e comprar uma viagem pela Internet.
13:25 | Unregistered CommenterRodrigo
Bom blog com conteudo muito interessante.
De uma olhada no nosso sobre dicas para poupar em viagens pela Europa em

www.callingeurope.blogspot.com

Obrigado
Oi, Arnaldo, tb sou do blog do Riq.
A culinária em Las Vegas é boa mesmo, o chef Anthony Bourdain, que tem o programa No Reservations no Travel and Living fez um episódio lá só para desmistificar esse preconceito. Inclusive o hotel que ele ficou foi o Wynn, aparece no episódio...
Abraços e parabéns pelo blog. Convido a visitar o meu.
http://agoravai.wordpress.com
15:52 | Unregistered CommenterArthur
ADOREI

estou encantada! las vegas maravilhoso!!!!!!!!!!!!!

12:13 | Unregistered CommenterAgatha

Olá

12:50 | Unregistered CommenterFlaviano

Quando estivemos em Las Vegas em 2008 passeando neste Hotel ficamos encantados pela sofisticação, apesar de todo luxo que ha em Las Vegas toda, este hotel marcou.
Tambem a escada rolante em curvas a cachoeira e maravilhosa com todo calor que se ha por la.
Realmente ficamos encantados.

Silvia & Frank - Sao Jose do Rio Preto SP.

PostPost a New Comment

Enter your information below to add a new comment.
Author Email (optional):
Author URL (optional):
Post:
 
All HTML will be escaped. Textile formatting is allowed.