MENSAGEM ao LEITOR
CONHEÇA QUEM ESCREVE

BEM-vindo ao Fatos & Fotos de Viagens, um blog sem jabá e não vulgar

        EXISTE no viajar e no escrever relatos de viagens um terreno fértil para demonstrações de arrogância. É algo simplesmente disseminado. Tanto no mundo virtual quanto na literatura. Mas o que o maravihoso mundo da viagens precisa é de mais viajantes humildes, não de "especialistas" caga-regras que determinam de tudo: desde como arrumar sua mala ao único tipo que você deve comprar, do lugar que você tem que ir, caso contrário sua viagem será uma merda. Nunca tão maravilhosa como a dele. As classificações dos lugares também. Tem sobrado superficialidade a egocentrismo. Autores assim não percebem que tudo é muito subjetivo e pessoal, que a experiência e o prazer de alguém não será necessariamente igual ao de outro.  Sobretudo as necessidades.

      A blogosfera "profissional e "monetizada" vulgarizou-se e tornou-se banal. Carecemos de gente que escreva para motivar e inspirar, para alargar horizontes, de viajantes que "mostrem" os lugares em vez de "ensinarem" a viajar. Moderadamente, ponderadamente, sem afetação típica de deslumbrados que viajam pela primeira vez em classe executiva e precisam espalhar para o mundo em resenhas risíveis. Ao contrário, a blogosfera

       ESTE blog, ao contrário, não fez concessões à vulgarização dos blogs depois da "profissionalização" e da monetização de alguns. Ao contrário, este é um blog singelo, simples, pequeno, inexpressivo na blogosfera, não despesperado por audiência nem seu autor se dedica mais à sua divulgação nas redes sociais do que à escrita. Tento dar graça à leitura e consolidar algo que prezo muito: confiabilidade, credibilidade.

        COMECEI a viajar tarde, você sabe. Por falta de dinheiro. Até que um dia viajei pela primeira vez ao exterior. Eu tinha 35 anos. Fui assim apresentado ao então desconhecido mas fabuloso mundo das viagens. Jamais, todavia, pensaria visitar mais de 60 países, alguns muito improváveis à época. Irã, Uzbequistão, Myanmar, Etiópia, Quirguistão entre eles. Mas foi recentemente que compreendi que as viagens ficam pra sempre, não as coisas. E que é por esse mundo ser tão diverso, por cada país ser tão diferente, que me parece tão atraente e divertido.

       NÃO sou escritor profissional. Tampouco jornalista. Mas invejo esses profissionais por dominarem o idioma, a gramática e as palavras.  Ainda assim, faço meu melhor, meu caro, estimado, raro e precioso leitor. Então, peço-lhe que considere algo: que mesmo escrevendo com sensibilidade e responsabilidade, incorro em erros. Se quiser, aponte-os. Tanto gramaticais quanto de digitação. Como tenho revisor profissional, antes de publicar dou curso a incansáveis revisões. E também submeto-os ao crivo de minha esposa. Ainda assim, alguns nos escapam.

      SOU brasileiro, empresário e casado com a Emília do blog "A Turista Acidental" e desde que a conheci (e antes mesmo de nos casarmos), tornou-se a "mais-que-perfeita" companheira de vida, de idéias, de projetos e ideais, sobretudo encantadora, adorável e inspiradora companhia de viagens e de aventuras. Com ela compreendi o que significa "prazer de viajar". Foi (e continua sendo) minha melhor fonte de inspirações e de motivações. Tanto que qualifico minhas viagens como "antes e depois" da Emília e "antes e depois" da Índia. Foi com ela que percebi o que quis dizer Érico Veríssimo com "Quem caminha sozinho pode até chegar mais rápido, mas aquele que vai acompanhado certamente chegará mais longe." Somos pais de gêmeos - uma menina e um menino - nascidos em julho de 2015, e de um filho de 34 anos do meu primeiro casamento, em quem o gosto pelas viagens pareceincorporado. Não sou avô, mas as coisas estão bem encaminhadas neste sentido.

       HOJE com 64 anos (boa parte deles dedicados à família e ao trabalho), foi apenas aos 35 que pude começar a viajar internacionalmente. Desde então visitei 61 países, entre os quais alguns dos mais fascinantes e com os sítios mais admiráveis do planeta. Felizmente, para alguns deles ainda a salvo do turismo de massa, cujos excessos arruinam qualquer lugar. Em março de 2006, quando iniciei este blog, o fiz como meio de comunicação com a família e amigos. Anos mais tarde eu descobri o poder de contar histórias em textos e fotografias, e logo ele tomou outro rumo, provavelmente porque os leitores gostavam dos textos e das fotos, ou então porque na época havia pouquíssimos blogs.

       FIZ cerca de 90 viagens internacionais, voei por 40 cias. aéreas diferentes (algumas extintas) em 391 vôos para fora do Brasil e dentro de outros países e em todas as classes possíveis. Segundo Haroldo Castro - jornalista-fotógrafo-escritor que já esteve em 160 países -, o maior viajante que conheço, em seu teste "Viajologia" que se pode fazer em seu site, que considera não apenas a quantidade de países visitados, mas lugares, monumentos e patrimônios, além de transportes, experiências e situações difícieis porque passam os viajantes, alcancei "Mestrado em Viajologia". Mas isso não é nada diante de gente que lá já "graduou-se" em pós-doutorado.

Escrevo este blog sob uma perspectiva lúcida e sem concessões à monetização sem critérios

        Eliminei o contador de visitas deste blog quando marcava mais de 6 milhões. Audiência hoje em blog é decadente. Viajar, escrever e publicar algo que inspire e icentive o leitor é o que mais me motiva. NUNCA como blogueiro interventor nas viagens alheias, ou caga-regras dizendo como alguém deve viajar e que tipo de mala usar e essas chatices que definem as pessoas homogeneamente.Parece ser o que traz os leitores até aqui. Ou porque gostem de fotografia, para além da leitura odepórica, como eu. E por este blog não ter captulado à ambição e vaidade que levou tantos autores de blogs à monetização sem critérios, sobretudo enganando leitores, cada dia torna-se menorzinho e menos importante. Se continuarem assim, os blogs precisarão ser reinventados. Este aqui nasceu livre e assim será até morrer. Por enquanto estou sempre por aqui. Nem que seja em pensamento. Só não sei até quando.

         Agradeço a visita e os comentários e desejo boa viagem aos leitores.

Em tempo: este blog não integra nenhuma associação disfarçada de incentivos à monetização. Mas se um dia fundarem a ABBLI (Associação Brasileira de Blogs Livres e Independentes), por favor, me convidem!

#blogsemjaba

COMENTÁRIOS
RSS - Quer subscrever?
AddThis Feed Button

Share/Bookmark

VIAJE neste blog

Fotos de viagens
PROCURA
Quer ler outras viagens?
De onde chegam os visitantes
« Washington, DC: Union Station | Main | Washington, DC: Três dias na Capital da América »
Terça-feira
Jun192007

Washington, DC: O Lincoln Memorial

Lincoln%20Memorial%20BLOG%2004.jpg

Chegamos bem em Washington, DC nos vôos do Rio a Miami e desta a DC. O calor está infernal! Foi a primeira coisa que sentimos. A temperatura está nos 34 graus com sensação térmica de 38! As previsões de tempo para esses 4 dias em Washington, DC são de dias ensolarados na maior parte do tempo, temperaturas máximas em torno dos 34 graus e mínimas em torno dos 22, e alguma possibilidade de chuva esparsa. Mas a sensação é a de bastante calor durante o dia. Muito quente. As médias ficarão em tornos dos 30 graus.

Aproveite para ver TODAS as fotos do Lincoln Memorial, clicando no Menú de Fotos ao lado.

Lincoln%20Memorial%20BLOG%2001.jpg

O mais legal de tudo é que o Sol está nascendo ANTES das 6 da manhã (às 5:43) e se pondo DEPOIS das 8 da noite (às 8:36). Ou seja, até 9 da noite ainda se nota o restinho de luz vermelha do sol e o céu escuro contrastando com ela no horizonte. Isso, além de útil e prático pra quem está passeando, é muito bom pra quem tem olhar fotográfico...

Lincoln%20Memorial%20BLOG%2002.jpg

Como esse dia de chegada foi curto (parte da tarde) e é semrpe cansativa uma viagem assim, não deu pra fazermos muita coisa a não ser almoçarmos num restaurante italiano em downtown e pegarmos um taxi para o Lincoln Memorial, circularmos pelo mesmo, depois darmos uma passadinha em Georgetown e retornarmos para o hotel.

Lincoln%20Memorial%20BLOG%2003.jpg

O Lincoln Memorial fica no lado oeste do National Mall e de longe se avista o belo monumento neoclássico em honra ao 16º. Presidente norte amercano. O memorial foi desenhado por Henry Bacon, baseado nos antigos templos gregos, circundado por 38 colunas dóricas, uma para cada um dos 36 Estados da União na época da morte de Lincoln e mais duas colunas na entrada, atrá da colunata. Entre as alas norte e sul, a estátua de Lincoln, solitária, em estado de contemplação.

 

Localização do Linclon Memorialno National Mall (foto flickr)

http://www.flickr.com/photo_zoom.gne?id=447192142&size=l

Uma das vistas mais bonitas que se tem do obelisco é exatamente seu reflexo no espelho d’água na Reflecting Pool , uma enorme piscina que se extende até o Lincoln Memorial.

Lincoln%20Memorial%20BLOG%20010.jpg

O nome dos 48 Estados da União quando o memorial foi concluído estão esculpidos nas paredes e uma placa comemorativa da admissão dos Estados do Alaska e do Havaí complementam a homenagem aos 50 Estados que integram a União atualmente. Atrás da cabeça da estátua de Lincoln a inscrição "IN THIS TEMPLE AS IN THE HEARTS OF THE PEOPLE FOR WHOM HE SAVED THE UNION, THE MEMORY OF ABRAHAM LINCOLN IS ENSHRINED FOREVER", que é atribuída ao lider confederado Robert E. Lee. As mãos de Lincoln mostram as letras "A" e "L" na linguagem de sinais, as iniciais de seu nome.

Lincoln%20Memorial%20BLOG%2009.jpg

Há dois murais, um representando a liberdade dos escravos e outro a unidade dos Estados do Norte e do Sul.

Martin%20Luther%20King%20Jr.jpg

O famoso discurso de Martin Luther King - "I Have a Dream" – foi feito em 1963 em frente ao memorial, nas suas escadarias, para cerca de 1 milhão de pessoas. Exatamente no lugar onde ele ficou de pé, no exato degrau, há uma incrição gravada no granito marcando aquele momento.

Martin%20Luther%20King%20Jr%20Discurso.jpg

A estátua foi esculpida em 4 anos pelos irmãos Piccirilli sob supervisão do escultor, Daniel Chester French e mede exatos 5.79 metros de altura e pesa 175 toneladas!

Lincoln%20Memorial%20BLOG%20011.jpg

O plano original da estátua previa apenas 3 metros e meio de altura mas a tempo acharam que Abrahan Lincoln ficari parecendo um anão dentro de um mausoléu. Logo após a morte de Lincoln foi formada uma comissão que propôs a construção do monumento em 1867. O projeto não começou a ser construído imediatamente por falta de fundos, o que só veio a ocorrer após aprovação pelo Congresso em 1910. A construção começou a 1914 e o memorial foi aberta ao público em 1922 e desde então ele em sido visitado por milhões de pessoas a cada ano.

Lincoln%20Memorial%20BLOG%2005.jpg

O Lincoln Memorial é administrado pelo National Park Service, e fica bem próximo do West Potomac Park, em frente à Reflecting Pool, em linha reta, em direção ao Washington Monument, ao lado da Constitution e da Independence Avenues.

Forrst%20Gump.jpg

Diversos filmes foram rodados com locações no Lincoln Memorial , mas talvez o mais marcante tenha sido Forrest Gump, O contador de histórias, de 1994, dirigido por Robert Zemeckis, que conta quarenta anos de história dos Estados Unidos, vistos pelos olhos do rapaz com baixo QI e meio autista, que participa de momentos cruciais como a Guerra do Vietnã e o caso Watergate . Uma das cenas mais tocantes do filme foi justamente quando Forrest discursava numa solenidade sobre um palco montado defronte o memorial e encontra sua amada Jenny e caminha pelo lago ao seu encontro.

Lincoln%20Memorial%20BLOG%2008.jpg

Abraham Lincoln (1809-1865) foi o 16º Presidente dos Estados Unidos da América, de 1861 a 1865, e o primeiro presidente do Partido Republicano. Sua eleição acabou motivando a Guerra de Secessão, mas ele, com sua liderança, soube preservar a unidade do país durante essa guerra civil.

Lincoln%20Memorial%20BLOG%2007.jpg

Entre outras razões, tornou-se conhecido por sua oposição ao crescimento da escravidão e sua inteligência o fazia escrever discursos que acabaram por tornarem-se verdadeiros clássicos dos ideias democráticos americanos. Curiosamente o povo norte-americano pouco sabia a respeito de Lincoln quando ele assumiu a Presidência.

E%20mail%2002.jpg

Nada em sua experiência passada indicava que poderia enfrentar com êxito a maior crise da história do país. Lincoln recebeu menos de 40% da votação popular. Como presidente, foi muitas vezes negligente e pouco eficiente, cedendo a pressões políticas, todavia são falhas de pouca importância quando comparadas aos seus grandes méritos. Sua maior qualidade residia na capacidade de compreender os problemas mais graves. Sua habilidade em discursar e expressar-se tão clara e vigorosamente o tornaram muito mais popular do que quando eleito.

Lincoln%20Memorial%20BLOG%2006.jpg

Entre tantas frases famosas de Abrahan Lincoln, esta é uma das mais populares: "Que Deus me dê a serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar, coragem para mudar as que posso e sabedoria para distingüir umas e outras".

Park Service Reservation System

http://reservations.nps.gov

 

Mapa

http://www.dcguide.com/misc/google_map.php?address=Lincoln%20Memorial&name=Lincoln%20Memorial

Enclosure

Reader Comments (7)

Live from Washington-DC!

Calor pior que na África!

Boa viagem Arnaldo!
22:47 | Unregistered CommenterRodrigo
Arnaldo

Bela reportagem!

E, para quem quiser se aprofundar, vale procurar um livro esgotado porem muito interessante : Lincoln, uma biografia de Dale Carnegie.
7:04 | Unregistered CommenterErnesto
Belissimas fotos Arnaldo !
E eu que pensei que estavas em Dubai ...
Boa viagem para vcs .
21:03 | Unregistered CommenterSylvia
Sylvia, obrigado. Dubai e Istambul foram transferidos para Agosto.

Ernesto, a biografia de Lincoln é bacana, mas não das melhores entre os presidentes norte-americanos. O legal é que hoje em dia, com Internet e os wikipedias da vida, ficou MUITO fácil pesquisar e estudar coisas do gênero.

Rodrigo, o calor tá o mesmo que peguei lá na África mesmo!



Arnaldo, belas imagens!!!!

O memorial é história pura hein!!! Imaginei o discurso do Martin Luther King.

Abração!
4:40 | Unregistered CommenterMarcio
Obrigado, Marcio!
La fotografía de la estatua de Lincoln respira dramatismo.
Es impactante ese primer plano y también ese otro plano más angulado, donde se aprecia el gesto congelado de Lincoln, su posición, la crispación de las manos. Pura tensión contenida.
Muy bueno, Arnaldo.
Tchau
16:53 | Unregistered CommenterCarmen

PostPost a New Comment

Enter your information below to add a new comment.
Author Email (optional):
Author URL (optional):
Post:
 
All HTML will be escaped. Textile formatting is allowed.