CONHEÇA O AUTOR

          

         Depois de estabelecer-se na Internet desde 1999 escrevendo relatos de viagens em sites relacionados com o tema, em 2006 ter fundado o blog Fatos & Fotos de Viagens - um dos pioneiros da blogosfera de viagens - foi convidado a colaborar com matérias na Revista Viagem & Turismo (Editora Abril). Agora, Arnaldo prepara o lançamento de seu primeiro livro - "Bom dia, Addis. Adeus Etiópia" - ingressando na literatura com um livro encantador que, segundo o autor, é o primeiro de uma série.

Assim o autor define esta sua nova fase:

             "Livro é coisa séria. O que o leitor encontrará em "Bom dia, Addis. Adeus Etiópia" é diferente do que lê aqui neste blog. Da narrativa ao estilo. Em vez de uma conversa baseada na informalidade, o livro mistura traços de coloquialidade e informalidade com uma escrita literária. Sobretudo com profundo respeito à arte de escrever. Passo a ser um escritor, mas é apenas uma outra maneira de me expressar sobre viagens, transmitir sem fantasias o mundo que vejo, isto é, como ele é, não como o imagino. A leitura revelará, todavia, aqui e ali, discrepâncias entre minhas expectativas e a realidade confirmada no destino. Segundo o poeta e ensaísta norte-americano Henry David Thoreau, "Muitos homens iniciaram uma nova era na sua vida a partir da leitura de um livro". Então, a partir deste meu primeiro, considero ter ingressado numa nova, deliciosa fase da minha vida.

Gente que escreve e encanta, fala sobre o autor:

Haroldo Castro:

            "Arnaldo Trindade Affonso é um dos viajantes equilibrados e sensatos que se lança escritor, o que, num Brasil de pouca leitura e onde a Literatura de Viagem não chega a ocupar meia estante nas livrarias, conta histórias que servirão de grande subsídio para qualquer leitor, além de ajudar a romper os preconceitos de que a África só oferece guerras, doenças e fome. Infelizmente, a riqueza cultural e natural do continente é quase sempre tão abafadas por notícias negativas que considero este livro um raio de luz na região."

Jornalista, fotógrafo, autor de “Luzes da África”, indicado para o Prêmio Jabuti 2013 na categoria Reportagens

Ronize Aline:

            "Minha opinião sobre o autor está refletida na resenha que escrevi de seu livro "Bom dia, Addis. Adeus Etiópia": ele escreve com o coração e demonstra respeito por tudo o que viu. Este livro, mais do que o relato de uma viagem à Etiópia, é uma viagem rumo a uma experiência de imersão e contemplação do outro. É como olhar para o diferente sem estranhamento ou indiferença."

Escritora, tradutora, jornalista, professora universitária e crítica literária do jornal O Globo, do Rio de Janeiro

Rachel Verano

             "Neste livro, Arnaldo tem o poder de nos transportar a um dos cantos mais fascinantes e ainda intocados do planeta. Mas de maneira ao mesmo tempo delicada e profunda, pessoal, criando intimidade com os personagens, deixando o leitor perceber cheiros, sabores e sentir as emoções de suas descobertas. Do peso do ar à alegria de dobrar a esquina, o autor consegue transmitir todo seu fascínio de estar diante de algo realmente novo."

 Jornalista passou pelas redações das revistas Viagem & Turismo, Veja, VejaSP, Glamour, TAM e Vamos/LATAM

Davi Carneiro

             "Há uma frase atribuída ao grande viajante do século 14, talvez o maior escritor-viajante de todos os tempos, Ibn Battuta: “Viajar, primeiro te deixa sem palavras, depois te transforma num contador de histórias.” Suspeito, caro leito, ser este o caso do Arnaldo, um autêntico viajante que vem se mostrando, cada vez mais, um talentoso contador de histórias. Conheço-o e o sigo desde 1996, através do seu blog, aquele que, na minha opinião, é um dos melhores de viagens da internet brasileira, tanto pela excelência fotográfica quanto pela qualidade dos textos. Com um currículo andarilho de respeito (mais de 60 países, entre eles Quirguistão, Miamar, Irã e Uzbesquistão), Arnaldo tem o mérito de ir na contramão da blogosfera profissional e monetizada: de maneira simples, autêntica e independente, preza, principalmente, a credibilidade e a confiança de seu leitor." 

 Escritor, jornalista e colaborador de diversas revistas nacionais e estrangeiras

COMENTÁRIOS
PROCURA
Quer ler outras viagens?
De onde chegam os visitantes
« Washington, DC: Vietnam Veterans Memorial | Main | Washington, DC: A Casa Branca que era cinza »
Domingo
Jul222007

Washington, DC: Memorial da Segunda Guerra Mundial

National World War II Memorial

Washington%20DC%20Monumento%202a%20Guerra%2001.JPG

Este memorial em honra dos 16 milhões de norte-americanos que serviram durante a Segunda Guerra Mundial e aos 400.000 que morreram nela, além dos milhões que trabalharam dando suporte à guerra no território dos Estados Unidos, é o mais novo monumento de Washington, DC, inaugurado em 2004, tendo custado US$ 197 milhões.

Washington%20DC%20Monumento%202a%20Guerra%2002.JPG

Aberto ao público em 19 de abril daquele ano, inaugurado oficialmente pelo presidente George W. Bush , dois dias antes do Memorial Day , em 29 de maio do mesmo ano, o memorial é também mantido e administrado pelo National Park Service e integra o grupo do National Mall and Memorial Parks .

Washington%20DC%20Monumento%202a%20Guerra%2003a.JPG

Planejado em 1987 pelo veterano de guerra Roger Durbin e autorizado oficialmente a ser construído por resolução do senado em 1993, em setembro de 1994 o Presidente Clinton nomeou os 12 membros responsáveis pela coordenação do projeto, sua localização e construção, custeada por doações de entidades e pessoas físicas.

Washington%20DC%20Monumento%202a%20Guerra%2004.JPG

A localização foi definida finalmente em outubro de 1995 e em 1997 o desenho de Friedrich St. Florian foi escolhido entre os concorrentes em uma competição nacional na qual foram submetidos 600 projetos.

Washington%20DC%20Monumento%202a%20Guerra%2005.JPG

Todavia a construção só iniciou-se quatro anos depois depois de significativas alterações no desenho original.

Washington%20DC%20Monumento%202a%20Guerra%2006.jpg

Em setembro de 2001 os primeiros trabalhos de construção começaram e o memorial começou a tomar forma e em abril de 2004 diversos veteranos de todas as partes do país estiveram presentes à abertura ao público.

Washington%20DC%20Monumento%202a%20Guerra%2007.jpg

O lugar é agradável e bonito de se passear entre suas diversas seções que demonstram a hitória e os momentos importantes da guerra e, ainda que diversas críticas e controvérsias tenham ocorrido, especialmente relacionadas à sua localização, pois de certa forma quebra anos de situação em que dominaram a paisagem o Washington Monument , o Lincoln Memorial e a Reflecting Pool, e também foi criticado porque o lugar era um dos mais importantes locais de protestos públicos de massa em DC.

Washington%20DC%20Monumento%202a%20Guerra%2009.JPG

Particularmente eu não encontrei qualquer contraste negativo entre aqueles que são os dois mais importantes memoriais e monumentos de DC, tampouco que efetivamente tenham diminuido as suas visibilidades, sendo a aquitetura do projeto, para meu olhar e ponto-de-vista, extremamente adequada e elegante, mesclando um pouco de classicismo e modernismo.

Washington%20DC%20Monumento%202a%20Guerra%2010.JPG

De fato deve ter sido difícil projetar algo com essa característica de não ocultar os dois mais importantes monumentos de DC, porque afinal são 56 pilares medindo 5 metros de altura cada um, arranjadios em semicírculo ao redor de uma praça central com outros elementos em forma de arco, com 13 metros de altura.

Washington%20DC%20Monumento%202a%20Guerra%2011.JPG

Cada pilar tem inscrito os nomes dos 48 Estados norte-americanos mais o Distrito de Colúmbia e o território do Alasca e mais as comunidades de Porto Rico, Filipinas, Guam , Samoa americana e Ilhas Virgens, cada arco com a inscrição " Atlantic " e " Pacific ."

Washington%20DC%20Monumento%202a%20Guerra%2012.JPG

A “plaza’ tem 103 metros com uma bela piscina central e um chafariz e a Freedom Wall, com a inscrição "Here we mark the price of freedom", com 4048 estrelas de ouro que representam os americanos que morreram durante a guerra e dela, a Freedom Wall avistam-se sem imterrupções tanto a Reflecting Pool e o Lincoln Memorial .

Washington%20DC%20Monumento%202a%20Guerra%2013.JPG

Página oficial da Casa Branca com a cerimônia de inauguração do memorial

(clique para abir a página do memorial em outra janela)

Página oficial do memorial

(clique para abir a página do memorial em outra janela)

Mapa

(clique para abir o mapa em outra janela)

Vídeo

(clique para abir o video em outra janela)

Washington%20DC%20Monumento%202a%20Guerra%2014.JPG

Enclosure

Reader Comments (6)

Arnaldo: . Eu não conhecia o monumento, mas quando sera que vai haver um que celebre a paz, a vida e a saude?
18:30 | Unregistered CommenterErnesto
Ernesto, seria muito adequado, correto, ummonumento desses...
Não é um momento à paz, mas a sede do Instituto da Paz será construido próximo ao National Mall. A previsão de abertura é só 2010. http://www.usip.org/building/index.html
Parabéns pela ótima divulgação de DC! Moro em Virginia, do outro lado do Rio Potomac. Suas fotos estão belíssimas.
Abraço
11:08 | Unregistered CommenterDouglas
Bacana, Douglas, obigado pela dica e pela visita!
lindo o monumento,eh o minimo qe se pode dar as pessoas qe na qela horrivel guerra morrerao!
derao suas vidas para acabar com um exercito de locos,alemaes!!!!

lindo lindo

16:52 | Unregistered Commenterbarbara

PostPost a New Comment

Enter your information below to add a new comment.
Author Email (optional):
Author URL (optional):
Post:
 
All HTML will be escaped. Textile formatting is allowed.