CONHEÇA O AUTOR

 

         Depois de estabelecer-se na Internet - em 1999 - escrevendo relatos de viagens em sites relacionados com o tema, e em 2006 ter fundado o blog Fatos & Fotos de Viagens - um dos pioneiros da blogosfera de viagens - Arnaldo foi convidado a colaborar com matérias na Revista Viagem & Turismo, da Editora Abril e, agora, prepara o lançamento de seu primeiro livro - "Bom dia, Addis. Adeus Etiópia" - ingressando, assim, na literatura de viagens com um livro encantador, segundo o autor, o primeiro de uma série de pelo menos quatro que já planeja produzir, dois deles em plena fase.

Assim o autor define esta sua nova fase:

             Livro é coisa séria. O que o leitor encontrará em "Bom dia, Addis. Adeus Etiópia" é diferente do que lê aqui no blog. Da narrativa ao estilo. Em vez de apenas uma "conversa" com o leitor, baseada na informalidade, o livro mistura traços desta coloquialidade e informalidade com os de uma escrita literária. Sobretudo com profundo respeito à arte de escrever. Passo a ser um escritor, o que nada mais é do que uma outra maneira de me expressar sobre viagens e de transmitir ao leitor minhas impressões. Segundo o poeta e ensaísta norte-americano Henry David Thoreau, "Muitos homens iniciaram uma nova era na sua vida a partir da leitura de um livro". A partir deste meu primeiro livro escrito, considero ter ingressado numa nova, deliciosa fase em minha vida. 

             Por bom tempo - antes de me decidir por publicar um livro - meu lado esquerdo do cérebro brigou com fúria contra o direito até certificar-se de que o leitor teria nos meus livro não os textos que escrevi no blog, porque, entre outros motivos, livro é coisa séria, e ninguém (ninguém de verdade!) merece ler posts de blogs reproduzidos em livros, especialmente textos efêmeros, perecíveis, descartáveis ou preocupados em agradarem "o mercado" e a blogosfera. Felizmente, ao que parece, posts continuarão restritos aos blogs e livros a serem livros. O tema da viagem parece ainda não ter-se banalizado na literatura universal, nem ter-se rendido às formas diversas da monetização.

           Minha ascensão na escrita de viagens com este trabalho literário não é exatamente uma novidade. Ainda que recentemente eu tenha notado a mente lampejar com a ideia: tornar-me um escritor de viagens. Todavia, ela sempre me rondou. Mesmo que a alguma distância. Não foram poucos os amigos, parentes e leitores do blog que há mais de dez anos recorrem à pergunta: “Por que não escrever um livro?”

Gente que escreve e encanta, fala sobre o autor:

Haroldo Castro:

            "Arnaldo é um dos viajantes equilibrados e sensatos que se lança escritor, o que, num Brasil de pouca leitura e onde a Literatura de Viagem não chega a ocupar meia estante nas livrarias, conta histórias que servirão de grande subsídio para qualquer leitor, além de ajudar a romper os preconceitos de que a África só oferece guerras, doenças e fome. Infelizmente, a riqueza cultural e natural do continente é quase sempre tão abafadas por notícias negativas que considero este livro um raio de luz na região."

Jornalista, fotógrafo, autor de “Luzes da África”, indicado para o Prêmio Jabuti na categoria Reportagens

Ronize Aline:

             "Minha opinião sobre o autor está refletida na resenha que escrevi de seu livro "Bom dia, Addis. Adeus Etiópia": ele escreve com o coração e demonstra respeito por tudo o que viu. Este livro, mais do que o relato de uma viagem à Etiópia, é uma viagem rumo a uma experiência de imersão e contemplação do outro. É como olhar para o diferente sem estranhamento ou indiferença."

Escritora, tradutora, jornalista, professora universitária, crítica literária do jornal O Globo, do Rio de Janeiro

Rachel Verano

             "Neste livro, Arnaldo tem o poder de nos transportar a um dos cantos mais fascinantes e ainda intocados do planeta. Mas de maneira ao mesmo tempo delicada e profunda, pessoal, criando intimidade com os personagens, deixando o leitor perceber cheiros, sabores e sentir as emoções de suas descobertas. Do peso do ar à alegria de dobrar a esquina, o autor consegue transmitir todo seu fascínio de estar diante de algo realmente novo."

 Jornalista das revistas Viagem & Turismo, Veja, VejaSP, Glamour, TAM e Vamos/LATAM

Davi Carneiro

             "Há uma frase atribuída ao grande viajante do século 14, talvez o maior escritor-viajante de todos os tempos, Ibn Battuta: “Viajar, primeiro te deixa sem palavras, depois te transforma num contador de histórias.” Suspeito, caro leito, ser este o caso do Arnaldo, um autêntico viajante que vem se mostrando, cada vez mais, um talentoso contador de histórias. Conheço-o e o sigo desde 1996, através do seu blog, aquele que, na minha opinião, é um dos melhores de viagens da internet brasileira, tanto pela excelência fotográfica quanto pela qualidade dos textos. Com um currículo andarilho de respeito (mais de 60 países, entre eles Quirguistão, Miamar, Irã e Uzbesquistão), Arnaldo tem o mérito de ir na contramão da blogosfera profissional e monetizada: de maneira simples, autêntica e independente, preza, principalmente, a credibilidade e a confiança de seu leitor." 

 Escritor, jornalista e colaborador de diversas revistas nacionais e estrangeiras

 


COMENTÁRIOS
PROCURA
Quer ler outras viagens?
De onde chegam os visitantes
« Dubai: Um passeio pelo Gold Souk | Main | Dubai: A chegada, o primeiro impacto e a Síndrome do Jet lag ao contrário »
Terça-feira
Ago142007

Dubai: Minhas primeiras horas no emirado

O primeiro calor a gente nunca esquece...

Dubai%20Blog%2014%20Ago%2001.jpg

A Al Murraqabat Srteet, em Deira, defronte ao Rimal Rotana Suites

O Calor. O calor é a coisa mais marcante de Dubai. Não tem como deixar de percebê-lo já logo pela manhã, às 7 horas, quando a temperatura já marca 36 graus! E isso já dá o gosto do que será o restante do dia: 41/42 graus! À sombra. O sol nasce às 6:48 horas e se põe ás 18:15.

Dubai%20Blog%2014%20Ago%2002.jpg

Muito bem sinalizada, a cidade tem placas escritas em árabe e inglês

Mas sabe-se que a sensação térmica pode ser superior à temperatura. Neste caso, consultando o Accuweather, que junto com o Wunderground são meus favoritos para previsão do tempo, com a temperatura de 41 graus a sensação térmica, ou Realfeel®, será de 48 °C!

Dubai%20Blog%2014%20Ago%2003.jpg

O Rimal Rotana suites é um 4 estrelas moderno, do tipo apart-hotel, a preços não emirescos

A humidade relativa do ar é baixa, 40%. De noite vai a 19%. Acostumar-se com esse calor é impossível. Sua-se extremamente, procura-se uma sombra desesperadamente e bebe-se água como nunca.

Dubai%20Blog%2014%20Ago%2004.jpg

Defronte ao hotel há restaurantes, comércio variado e um grande super-mercado

Com um calor desses, TUDO é refrigerado, qualquer biboca que se entre está com ar condicionado. Assim, toda vez que saímos de qualquer lugar fechado, sempre eprceberemos o choque de temperaturas antes mesmo de nosso corpo: as lentes dos óculos embaçam imediatamente, assim como as das câmeras fotográficas. Só depois disso é que percebemos na pele.

Dubai%20Blog%2014%20Ago%2005.jpg

A Al Murraqabat Street é uma avenida larga e moderna, com aquelas típicas tamareiras do deserto

O vôo de Milão a Dubai - o Alitalia AZ 748 - é um daqueles tipicamente arrasa-ânimo, acende-preguiça ou, pra ser mais bacana, daqueles que melhor proporcionam o Jet Leg mesmo ao mais intrépido viajante. Esteja certo, sempre que um vôo for noturno, de curta duração e com pelo menos duas horas de fuso horário a mais, é tiro-e-queda, você chegará mareado como nunca!

Dubai%20Blog%2014%20Ago%2006.jpg

Os taxis são baratos, de bom padrão e mais pra luxuosos. Claro, com ar-condicionado!

Não há tônus muscular e estado de espírito que resista a um vôo que sai às 22:00 de Milão, durante o qual mal dá tempo de servirem o jantar e o desjejum, quanto mais pregar olho (!) e depois de apenas 5:30 horas de vôo pousar às seis da manhã do dia seguinte em Dubai! Juro, mesmo com o sol nascendo, não parecia ser um outro dia...

Dubai%20Blog%2014%20Ago%2007.jpg

Papel Kleenex é a primeira coisa que oferecem quando entramos numa loja, mesmo neste boteco onde tomamos suco de papaya

O espetacular e movimentadíssimo aeroporto de Dubai anima e prepara para os impactos que teremos adiante. Tudo é lindo, moderno, luxuoso, grandioso...emiresco. E não deixa de ser extremamente atraente e excitante para nós ocidentais, sairmos pouco mais de 5 horas antes de um país ocidental e chegarmos em tão pouco tempo a um do Oriente Médio já de cara com abaias, burcas e árabes a caráter.

Dubai%20Blog%2014%20Ago%2008.jpg

Nada melhor do que misturar-me ao povão num boteco, pedirmos um sanduba e acabarmos com o Jet Lag

Ai sairmos do setor de bagagem e alfândega lá estava o jovem egípcio Ebied Mohamed Ebeid, encarregado de fazer nosso traslado aeroporto-hotel, incluído no custo da hospedagem. Trocamos alguns dólares por dirhans dos emirados, e nos dirigimos ao estacionamento. Este foi o primeiro e maior impacto de temperatura, o choque térmico semelhante a sair de um frigorífico pra uma sauna seca cruzando apenas uma porta!

Dubai%20Blog%2014%20Ago%2009.jpg

Os dubaienses se vestem a caráter, como os árabes da Arábia Saudita

Optei por um hotel depois de ler a respeito dele no Tripadvisor, já quando estava desistindo de encontrar alguma coisa a preços não emirescos em termos de hospedagem, quando se fala de Dubai. O Rimal Rotana Suites é um hotel do tipo apart-hotel, moderno e novinho, de tamanho médio e sem frescuras, mas muito moderno e simpático, bem equipado, com um ótimo serviço.

493463-971633-thumbnail.jpg 493463-971640-thumbnail.jpg 493463-971651-thumbnail.jpg

Acima, o Souq de Especiarias

O hotel fica na Al Murraqabat Street, no bairro de Deira, uma área ao mesmo tempo residencial e comercial, relativamente moderna. O hotel tem restaurante e room-serice 24 horas, além de um supermercado bem em frente.

Dubai%20Blog%2014%20Ago%2012.jpg

Depois do check-in, banho , café da manhã e coisa e tal, saímos por volta das 10 e meia da manhã, aos 36 graus e sob um sol de cozinhar ovo em asfalto, para eu poder exercer minha Síndrome do Jet Leg ao Contrário.

Dubai%20Blog%2014%20Ago%2013a.jpg

Como expliquei no post anterior, a síndrome funciona de maneira diametralmente oposta à do Jet Leg, aquela que “apaga” o sujeito. uma ansiedade desmesurada. É algo que sempre acontece comigo assim que desembarco numa cidade. Tudo o que quero é ansiosamente fazer o check-in, desarrumar as malas, tomar conta do meu espaço e respeitar minha vontade incontrolável de sair à rua.

Dubai%20Blog%2014%20Ago%2014.jpg

O meu “Jet lag ao contrário” eu o chamo assim porque, ao contráriodo outro, ele me impulsiona!

Dubai%20Blog%2014%20Ago%2020.jpg

O pórtico da entrada do souq de ouro, em Deira, já anuncia o preço da grama do ouro em diversas moedas. A calçada é coberta

É como se eu tivesse necessidade de conferir e constatar o mais rapidamente possível que tudo aquilo que li, planejei e pesquisei com meses de antecedência, como se eu precisasse logo conferir se o desenho dos mapas e os textos dos guias correspondem mesmo ao que verei. Minha “Síndrome do Jet lag ao contrário” em vez de apagar, acende!

Dubai%20Blog%2014%20Ago%2021.jpg

Pensava em encontrar jóias de mau gosto, mas me surpreendi com belíssimas jóias em filigranas, vindas especialmente da Índia e do Paquistão e de outros países árabes

Neste caso, fico doido pra falar um as’salâmu a’alaykum (a paz esteja com você) e ouvir um wa’alaykum as’salâm (a paz esteja contigo também). Pronto, aí me sinto em casa! Nada como ouvir os sons locais, sentir os cheiros e esbarrar em pessoas nas ruas pra me sentir em viagem.

Dubai%20Blog%2014%20Ago%2023.jpg

Se compararmos aos preços no Brasil, essas jóias, além de lindíssimas, são muito baratas

E assim foi! Fomos diretamente pra área do Old Gold Souq, região mais antiga e tradicional de Dubai, absolutamente contrastante com a era Burj-Al- Arabesca atual.  E perto dele fica o Spice Souq, o mercado árabe de especiarias que é o mais tradicional deles.  Paquistaneses e indianos dominam os souqs

Dubai%20Blog%2014%20Ago%2024.jpg

Não dá pra andar noutro meio de transporte em Dubai que não seja o taxi. Ninguém aguenta andar a pé nem por qualquer outro transporte não refrigerado. É barato, levando em conta que tudo é meio distante entre e que o padrão dos carros é ótimo, mais pra luxo. Uma corrida custa em torno de 5 a 8 dirhans, cerca de 1,38 a 2,22 dólares. É bom, bonito e barato.

 

O Souq do Ouro será objeto de próxima matéria aqui no Fatos & Fotos de Viagens, contando tudo sobre ele, como negociar, como funciona e explorando um pouco de suas 350 lojas especializadas em jóias.

Dubai%20Blog%2014%20Ago%2026a.jpg

O Flickr, bloqueado pela censura à Internet

Por enquanto só vou poder colocar as fotos aqui no blog mesmo, porque, acreditem, o Flickr é censurado nos Emirados por ter conteúdo “inconsistente com os valores morais, religiosos, culturais e políticos dos Emirados Árabes Unidos”. O hotel Rimal Rotana Suites tem conexão sem fio em todos os apartamentos e áreas comuns.

Dubai%20Blog%2014%20Ago%20%2027.jpg

Aqui em Deira,  na região do Old Souq, ainda é a Arábia tradicional como vemos nos livros e guias. Mesmo em Dubai

A área de lojas do souq é dominada por indianos e paquistaneses. Enquanto os que trabalham nas lojas são bacanas, educados, simpáticos e prestativos. Os que ficam na rua, são chatos, te abordam a cada minuto oferecendo réplicas de Rolex e outras marcas. Basta dizer “não, obrigado”, seguir seu rumo que eles não perturbam mais, como os irritantes ambulantes dos souqs de Fez e de Marrakech.

Dubai%20Blog%2014%20Ago%20%2028.jpg

O ar condicionado de antigamente, essas " torres de ar" ajudavam a refrigerar o interior das lojas e casas. Hoje? Split systems!

Ficamos por ali até cerca de 3 da tarde, quando a maioria das lojas fecha pra reabrirem em torno das 4 e meia novamente, encerrando o expediente às 10. Depois de visitarmos algumas lojas, onde em todas elas ao entrarmos já nos dão uma daquelas caixas de lenços de papel das bem grandonas, pra enxugarmos o suor, e nos oferecem água ou chá.  Também nessa hora é delicioso ouvir os muesin chamando os fiéis para a hora da oração. Ali em Deira pude ver cinco mesquitas e ouvir cinco chamados diferentes simultâneos...

Dubai%20Blog%2014%20Ago%2019.jpg

Mesmo sendo coberto, o calor no souq é insuportável

Nessa hora bateu-nos uma fome desesperadora, daquelas de dar dor de cabeça, e como não víamos nada de restaurante, entramos num boteco e ali me senti plenamente atendido e satisfeito na minha Síndrome do Jet lag ao contrário.

Dubai%20Blog%2014%20Ago%2025.jpg

Nos souqs, assim que entramos numa loja, eles nos oferecem lenços de papel, chá, café, água ou essas latinhas de Coca ou Pepsi

O boteco é um lugar que sem dúvidas eu jamais entraria se estivesse no Brasil ou na Índia. Mas a fome era tamanha que o cubículo onde se misturava o povão e um ou outro turista, todos dividindo as poucas mesas e comendo um dos deliciosos sandubas de paladar inesquecíveis. Até minha mulher, vegetariana, deliciou-se com um Veggie Club Sandwich a la Dubai!

Enclosure

Reader Comments (37)

Arnaldo, é bom bastante vitamina C para aguentar o choque térmico constante.
Abraços!
16:36 | Unregistered CommenterArthur
Lembrei da minha companheira, a vegetariana despreparada, na hora!

Mas deve ter muita opção vegetariana, já que algumas vertentes da religião islâmica não comem carne. Com tanto Indiano e afins não haverá falta de opção.
18:29 | Unregistered CommenterRodrigo
Que delicia Arnaldo !
Tenho certeza que vou amar esta cidade , sou apaixonada
por contrastes beeem contrastantes :)
Sentimos este "choque-termico- cultural " misturado
com jet lag ao sairmos de Jaipur ( 41 graus a sombra)
para Praga ( 6 graus ) com uma diferença horaria de
8 fusos .
Creio que levei alguns meses para me recuperar !
Estou curiosa sobre Deira ... o que estás achando de
ficar hospedado na região ?
Tens outras impressões, sugestões sobre outras áreas da
cidade ?
Parabéns pelo post , estou adorando cada palavra !!
Carioca sofrendo com calor assim, dá até medo...
Arnaldo

Ja deu para sentir um pouco deste lugar tao diferente... Já esta dando vontade de ir... Bem vindo e aproveite bem a viagem
23:31 | Unregistered CommenterErnesto
Se gosta de comida libanesa, pergunte aos libaneses que aí estão: o Beirut é um restaurante simples com buffet bem gostosinho e tradicional. Meu primo líbio me levou pra lá, comemos até quase enfartar. :)

Baratíssimo.

É, Arnaldo, eu só penso em comer. Kkkkk beijos e boa viagem!
ARTHUR, essa eu NÃO sabia! Obrigado!

RODRIGO, eu TAMBÈM lembrei de sua companheira vegetariana e da história que você contou sobre ela em viagem. Aqui há opções indianas e árabes vegetarianas. Minha mulher também curtiu muito ter tomado água de côco como no Rio e na Bahia, na fruta, geladinha e com canudinho, bem à brasileira, aqui no souq.

SYLVIA, aqui no souq a gente não sabe se está em MUMBAI ou Dubai, tanto pelo calor quanto pela quantidade de indianos. Bem, eu gostei de ficar em Deira, sim, mas tentaria ficar mais para perto o Dubai Creek, num Hilton ou Sheraton, mas são caríssimos. O melhor mesmo é ficar nos resorts de Burj Dubai, o OUTRO lado do Dubai Creek, em frente ao mar do Golfo pérsico. Mas de todo modo os deslocamentos sempre serão longos e por taxi, seja lá onde você ficar. Por isso acho que vale ficar em Deira, porque tem um grande shopping center com um carrefour e é bem mais " árabe" do que a praia, muito mais européia.

KARINÍSSIMA, eu adoro comida síria e libanesa, mas ainda não deu pra me concentrar em restaurantes porque ontem foi o primeiro dia de "impactos calorentos com, jet lag"!

Pois eu li em algum lugar Arnaldo, que os turistas de
primeira vez preferem Bur Dubai .. por isso minha pergunta. Tem um Ibis e um NovoHotel em Bur , junto do
World Trade Center ( é incrivel isso em toodas as
grandes cidades tem um WTC) mas 100 % dos hospedes dizem que fora o shopping não tem nada na volta.
Chegastes a passar por lá ? Qual a tua impressão ?
Já sabes né ? Vais ser o meu guia em Dubai :) :)
Arnaldo,

Que experiencia sensacional!!!!

Olha, eu tambem tenho essa Síndrome do Jet lag ao contrário. Exatamente igual, eu preciso sair e ver tudo o que olhei nos blogs e guias durante meses antes da viagem. Ufa fiquei ate aliviado que mais alguem sente a mesma coisa.

Ah, que calor em amigo!!! Manda um pouco aqui para Holanda. Nunca vi um verao com 22 graus quase todo dia. Parece que ligaram o termostato nessa temperatura.

Percebeu que estou se acento sem nada teclando da OBA (biblioteca de Amsterdam).

Abs!
11:19 | Unregistered Commentermarcio
Engraçado, em certas fotos dá a impressão de Dubai ser uma Barra da Tijuca melhorada. Vejam bem, sem ironias ou desqualificações. Gosto da Barra da Tijuca e, quando digo melhorada, falo no sentido de ter as ruas mais limpas, mais segurança, etc.

Arnaldo, certamente vc deve ter comprado o guia Dubai do Lonely Planet, não? Eu comprei outro dia, pois é um dos lugares que pretendo ir (algum dia).

Parabéns e continue as impressões!
12:01 | Unregistered CommenterArthur
ARTHUR, pelas fotos, até pode aparentar, mas não passa de pura falsa impressão. Nada em dubai se parece com o Brasil.

Talvez a área de Burj Bubai possa lembrar as cidades mais modernas dos Estados Unidos, ou trechos de algumas delas, como North Miami Beach.

Mas Burj Dubai não tem relação com nenhum outro lugar no planeta, especialmente a Sheik Al Zayed Road, escandalosamente, emirescamente moderna.

Deira poderia ser comparada a alguma parte mais moderna do Cairo, com muito mais cara e jeito de cidade antiga que foi melhorando aqui e ali, se modernizando, mas mantendo as características originais.

Mais tarde, quando eu puder colocar todas as fotos no Flickr, será possível perceber melhor os dois lados de Dubai: Deira e Burj Dubai.

Sobre o Lonely Planet, como é que você advinhou?! Sim, eu comprei a edição condensada deles, o "Best of Dubai", que está muito bom, resumido e até se pode trazer em viagem porque é leve.
Arnaldo, sabe me dizer se os hotéis da rede Accor em Lisboa são bons? Qual você recomendaria para ficar bem localizado, facilidade de transporte e de caminhadas? Tem algum outro qualquer que você recomendaria?
16:46 | Unregistered CommenterRosa
MARCIO, eu acho que poderia tentar mandar no máximo uns sete, oito graus!, porque não é mole, não, amigo...

Agora de noite (aqui são 23:42) está fazendo 37 graus! e hoje eu até passei mal um pouco, por volta das duas da tarde. Tive que ficar na sombra, sentar no chão e passar água mineral fria na nuca e no rosto.

Tem uma curiosidade estranhíssima, que até me levou a perguntar a duas pessoas o motivo: aqui em Dubai, não há água fria nas torneiras, apenas quente e pelando! Sim, em QUALQUER banheiro de qualquer lugar, do aeroporto aos Shoppings, de Lojas boas a Botecos, do Hotel em que estou a TODOS os banheiros por onde passamos tinham aquelas torneiras padrão americano com água fria pra direita e quente pra esquerda, mas na posição "fria" a água SEMPRE sai quente. Não, NÃO é morna, é QUENTE!
Eu sei, me referi à 4ª foto do post, do prédio (acho que é residencial ou um hotel) com as lojas embaixo e os carros estacionados... lembrou-me certos quarteirões da Barra. :)

Sobre o livro, achei que só poderia ser ele, já que acho que é o único guia de Dubai disponível aqui no Brasil!

Sobre a água quente, descobriu o motivo? Acho que é devido à temperatura. Mesmo sendo a torneira fria, talvez a caixa dágua e os encanamentos fiquem internos a uma parede exposta ao sol... Acontece no meu prédio no verão :)
17:04 | Unregistered CommenterArthur
ARTHUR, você tem razão, essa quarta foto lembra aqueles centros comerciais pequenos ali pro meio da Avenida das Américas.

Sobre a ÁGUA QUENTE, acho que só pode ser mesmo pelo calor excessivo...
Rosa, eu não conheci os hotéis da Accor em Lisboa. Fiquei hospedado num hotel da NH Hoteles, na Av Liberdade. Mas há hotéis bem centrais e mais econômicos, como o Mundial, que é bastante divulgado e vendido no Brasil.
Arnaldo, obrigadissima pela atenção.
15:20 | Unregistered CommenterRosa
Arnaldo
O Ibis, que fica ao lado do WTC fica no comecinho da Sheikh Zayed Road. A localizacao eh otima. Quem veio a Dubai ha uns 2 anos deve ter a impressao que estava longe de tudo, mas com 5 minutos de caminhada ja chega-se na "Avenida Paulista" de Dubai.
Uma boa dica e deixar para tomar banho bem cedinho, quando a agua da caixa d'agua ainda nao esquentou. Ou de madrugada, quando ja esfriou. Fora disso, fica impossivel, la pelas 4 da tarde entao... So se quiser se queimar todo. Eu lavo ate as minhas roupas nesses horarios, senao a agua quente mancha tudo.
Nao perca a chance de fumar uma shisha a noite. Delicioso!!!
7:57 | Unregistered CommenterCamila
Amei os seus relatos. Muito legal mesmo! Estava buscando na net informações sobre UAE e me deparei com o seu blog. Com este calor que faz ai nesta epoca do ano, confesso que desisti de viajar com meu bebê de 5 meses. :)
Abracos e divirtam-se!
6:05 | Unregistered CommenterDamarys
Oi Arnaldo...

Em janeiro vou para Dubai, mas meu caso é diferente...
Vou fazer uma escala em um vôo pra Nova Zelândia.. chego aí de noite e saio no dia seguinte de manhã...
mas como nunca se sabe qdo vou poder voltar, é claro q vou aproveitar pra dar uma voltinha na cidade e pelo menos tirar umas fotos dos principais pontos turísticos...

Gostaria de saber o que vc recomenda (algo imperdível e rápido)... Prédios, bairros, lugares... que eu possa visitar à noite...

Ou mais simples: onde vc encontrou esse guia "best of dubai"? Pq eu já pesquisei em várias livrarias aqui no Brasil, inclusive na internet, e não encontro...

Obrigada!
22:53 | Unregistered CommenterLais
Eu comprei numa livraria chamada LIvraria da Travessa, na Cidade do Rio de Janeiro. Mas vc pode tentar comprar no Amazon Book, por eembolso, se tiver tempo.

Se vc tiver poucas horas, recomendo passar pelo Souk do Ouro, em Deira.
Vc sabe me dizer o horário d funcionamento?
D q hrs a q hrs fica aberto?

Obrigada!
13:47 | Unregistered CommenterLais
Abre de 8 e meia da manhã às 3 da tarde. Fecha pra sesta, volta a abrir das 5 às 9
simmmm...o que espero..é muitoooo calorrrrr......estarei chegando nesta terça dia 01/abril em Dubai....já tenho visitas a fazer... e logo depois vou p/ o Egito...e volta a Dubai dia 09/abril e fico até 12...bjs a todos Daniela Colnaghi

Arnaldo, maravilhosas as suas descrições e fotos.
Estou partindo para Dubai no dia 02/06/08.
Vi em algumas revistas e sites que eles tem costumes diferenciados em relação as mulheres.
Agradeceria se você pudesse indicar os roteiros que podem ser feitos lá e os locais imperdíveis.
Um abraço.

JULIANA, todas as dicas e sugestões costam de toddos s capítulos sobre DUBAI (inclusive este). Dubai é super tranquila, segura e você não corre perigo algum se se comportar e se vestir de maneira adequados, o que significa usar roupas nÃo decotadas, coladas demais, curtas.

Caro Sr. Arnaldo, estou com viagem marcada para Dubai, o Sr poderia me orientar sobre lugares bons para se ir, alem dos mencionados?
Existe um mercado onde se compra joias, gostaria de conhecer, o Sr poderia me falar sobre!

Grato

Saudações

Samuel Urbinati

Sr. Samuel, TODAS as suas perguntas estão respondidas em TODAS as matérias publicadas sobre Dubai, ESPECIALMENTE aquela relacionada sobre o mercado de jóias, com o título "Um passeio pelo Gold Souk de Dubai".

Recomento que o senhor leia desde o primeiro capítulo.

Se depois de ler tudo ainda persistirem dúvidas que eu puder esclarecer, por favor, as relacione objetivamente aqui ou em qualquer outra matéria que terei prazer em responder.

Arnaldo
Hoje entrei neste blog pela primeira vez, porque pretendo visitar Dubai em julho. Parabéns! Adorei!

0:27 | Unregistered CommenterLúcia

Dubai uma cidade fantastica

Ola Arnaldo,

Sou de ssa, estou indo pra bang kok Tailandia numa convençao da empresa q trabalho de 01 a 06 de maio pretendo dar uma esticada pra Dubai de 06 a 10 de maio. Gostaria de uma indicaçao de hotel barato em Dubai e dicas do q fazer em tao pouco tempo.

Desde ja Obrigada

20:18 | Unregistered CommenterDaniele

Ola Arnaldo,

Sou de ssa, estou indo pra bang kok Tailandia numa convençao da empresa q trabalho de 01 a 06 de maio pretendo dar uma esticada pra Dubai de 06 a 10 de maio. Gostaria de uma indicaçao de hotel barato em Dubai e dicas do q fazer em tao pouco tempo.

Desde ja Obrigada

20:18 | Unregistered CommenterDaniele

as dicas estão todas nas matérias publicadas em diversos capítulos

caro Arnaldo, e as praias como são???

abraço

12:38 | Unregistered CommenterJoão

Cara grande blog, boas informações,

Abraço

22:00 | Unregistered CommenterJoão

Olá Pessoal!
Como o assunto é Dubai, Gostaria de convidar a todos para participar da comunidade no Orkut.
Sou a moderadora e somos um grupo de brasileiros moradores de Dubai.
Se quiserem alguma informação sobre o país. Todos serão bem vindos!

BRASILEIROS EM DUBAI_OFICIAL (aquela com a foto da bandeira dos 2 países,Brasil-Dubai)

http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=40338867

Abraço a todos!

18:26 | Unregistered CommenterDani

Oi Arnaldo estou passando por aqui para reativar minha existência!!!! Posso?
Eu continuo ajudando aos turistas brasileiros com respostas as dúvidas que antecedem a qualquer viagem para um local tão novo no roteiro turístico do Brasil.
Basta enviarem e-mail (solangebarros@globo.com) ou MSN (mesmo endereço). Que respondo com o maior carinho.
Teu blog é super comentado e visitado, parabéns de verdade. Você está cada vez capaz neste seguimento.
Importante passar estas informações, gera a segurança tão necessária aos que se deslocam a longas distâncias.
Moro aqui desde 2006 e diante das constantes mudanças parece que cheguei ontem. Muitas inaugurações!
Está na hora de você retornar e passear no mono rale (trem de um trilho único) no the Palm Jumeira, a estação de embarque é no famoso Atlantis, o hotel que tem o luxo de oferecer quarto com janela blindada voltada para um gigantesco ou porque não dizer arabesco aquário!
Temos também todo o complexo do Burj Dubai, (também anexo ao maior shopping do mundo) um km, shopping Dubai Mall. Estamos mesmo na cidade dos superlativos! Neste complexo temos os hotéis The Adress, The Palace, soul Al Bahah. Este oferece o contraste da nova arquitetura com a arquitetura de época. Conseguiu reunir em um único local apartamento residencial, shopping, hoteis, restaurantes e muito mais.
E a tudo isso ainda acrescenta-se a dança das águas que se embala no ritmo de músicas variadas.
Podemos combinar um roteiro juntos, o que acha?
Desta vez você irá à capital dos Emirados (Abu Dhabi) que também não deixa por menos e segue com suas obras Emirescas. Vale ressaltar que é um espetáculo a orla deste Emirado, sem contar que agora já temos inaugurada a torre do Shopping Marina Mall de onde se pode apreciar toda a orla incluindo o Emirates palace que ao acender das luzes é algo indescritível. Neste podemos escolher de onde apreciar a paisagem; os dois ambientes com 360 graus de vista descortinada em vidro. Temos o café e o restaurante giratório. Será meu convidado. Abraços. Solange Barros.

PostPost a New Comment

Enter your information below to add a new comment.
Author Email (optional):
Author URL (optional):
Post:
 
All HTML will be escaped. Textile formatting is allowed.