MENSAGEM ao LEITOR
CONHEÇA QUEM ESCREVE

BEM-vindo ao Fatos & Fotos de Viagens, um blog sem jabá e não vulgar

        EXISTE no viajar e no escrever relatos de viagens um terreno fértil para demonstrações de arrogância. É algo simplesmente disseminado. Tanto no mundo virtual quanto na literatura. Mas o que o maravihoso mundo da viagens precisa é de mais viajantes humildes, não de "especialistas" caga-regras que determinam de tudo: desde como arrumar sua mala ao único tipo que você deve comprar, do lugar que você tem que ir, caso contrário sua viagem será uma merda. Nunca tão maravilhosa como a dele. As classificações dos lugares também. Tem sobrado superficialidade a egocentrismo. Autores assim não percebem que tudo é muito subjetivo e pessoal, que a experiência e o prazer de alguém não será necessariamente igual ao de outro.  Sobretudo as necessidades.

      A blogosfera "profissional e "monetizada" vulgarizou-se e tornou-se banal. Carecemos de gente que escreva para motivar e inspirar, para alargar horizontes, de viajantes que "mostrem" os lugares em vez de "ensinarem" a viajar. Moderadamente, ponderadamente, sem afetação típica de deslumbrados que viajam pela primeira vez em classe executiva e precisam espalhar para o mundo em resenhas risíveis. Ao contrário, a blogosfera

       ESTE blog, ao contrário, não fez concessões à vulgarização dos blogs depois da "profissionalização" e da monetização de alguns. Ao contrário, este é um blog singelo, simples, pequeno, inexpressivo na blogosfera, não despesperado por audiência nem seu autor se dedica mais à sua divulgação nas redes sociais do que à escrita. Tento dar graça à leitura e consolidar algo que prezo muito: confiabilidade, credibilidade.

        COMECEI a viajar tarde, você sabe. Por falta de dinheiro. Até que um dia viajei pela primeira vez ao exterior. Eu tinha 35 anos. Fui assim apresentado ao então desconhecido mas fabuloso mundo das viagens. Jamais, todavia, pensaria visitar mais de 60 países, alguns muito improváveis à época. Irã, Uzbequistão, Myanmar, Etiópia, Quirguistão entre eles. Mas foi recentemente que compreendi que as viagens ficam pra sempre, não as coisas. E que é por esse mundo ser tão diverso, por cada país ser tão diferente, que me parece tão atraente e divertido.

       NÃO sou escritor profissional. Tampouco jornalista. Mas invejo esses profissionais por dominarem o idioma, a gramática e as palavras.  Ainda assim, faço meu melhor, meu caro, estimado, raro e precioso leitor. Então, peço-lhe que considere algo: que mesmo escrevendo com sensibilidade e responsabilidade, incorro em erros. Se quiser, aponte-os. Tanto gramaticais quanto de digitação. Como tenho revisor profissional, antes de publicar dou curso a incansáveis revisões. E também submeto-os ao crivo de minha esposa. Ainda assim, alguns nos escapam.

      SOU brasileiro, empresário e casado com a Emília do blog "A Turista Acidental" e desde que a conheci (e antes mesmo de nos casarmos), tornou-se a "mais-que-perfeita" companheira de vida, de idéias, de projetos e ideais, sobretudo encantadora, adorável e inspiradora companhia de viagens e de aventuras. Com ela compreendi o que significa "prazer de viajar". Foi (e continua sendo) minha melhor fonte de inspirações e de motivações. Tanto que qualifico minhas viagens como "antes e depois" da Emília e "antes e depois" da Índia. Foi com ela que percebi o que quis dizer Érico Veríssimo com "Quem caminha sozinho pode até chegar mais rápido, mas aquele que vai acompanhado certamente chegará mais longe." Somos pais de gêmeos - uma menina e um menino - nascidos em julho de 2015, e de um filho de 34 anos do meu primeiro casamento, em quem o gosto pelas viagens pareceincorporado. Não sou avô, mas as coisas estão bem encaminhadas neste sentido.

       HOJE com 64 anos (boa parte deles dedicados à família e ao trabalho), foi apenas aos 35 que pude começar a viajar internacionalmente. Desde então visitei 61 países, entre os quais alguns dos mais fascinantes e com os sítios mais admiráveis do planeta. Felizmente, para alguns deles ainda a salvo do turismo de massa, cujos excessos arruinam qualquer lugar. Em março de 2006, quando iniciei este blog, o fiz como meio de comunicação com a família e amigos. Anos mais tarde eu descobri o poder de contar histórias em textos e fotografias, e logo ele tomou outro rumo, provavelmente porque os leitores gostavam dos textos e das fotos, ou então porque na época havia pouquíssimos blogs.

       FIZ cerca de 90 viagens internacionais, voei por 40 cias. aéreas diferentes (algumas extintas) em 391 vôos para fora do Brasil e dentro de outros países e em todas as classes possíveis. Segundo Haroldo Castro - jornalista-fotógrafo-escritor que já esteve em 160 países -, o maior viajante que conheço, em seu teste "Viajologia" que se pode fazer em seu site, que considera não apenas a quantidade de países visitados, mas lugares, monumentos e patrimônios, além de transportes, experiências e situações difícieis porque passam os viajantes, alcancei "Mestrado em Viajologia". Mas isso não é nada diante de gente que lá já "graduou-se" em pós-doutorado.

Escrevo este blog sob uma perspectiva lúcida e sem concessões à monetização sem critérios

        Eliminei o contador de visitas deste blog quando marcava mais de 6 milhões. Audiência hoje em blog é decadente. Viajar, escrever e publicar algo que inspire e icentive o leitor é o que mais me motiva. NUNCA como blogueiro interventor nas viagens alheias, ou caga-regras dizendo como alguém deve viajar e que tipo de mala usar e essas chatices que definem as pessoas homogeneamente.Parece ser o que traz os leitores até aqui. Ou porque gostem de fotografia, para além da leitura odepórica, como eu. E por este blog não ter captulado à ambição e vaidade que levou tantos autores de blogs à monetização sem critérios, sobretudo enganando leitores, cada dia torna-se menorzinho e menos importante. Se continuarem assim, os blogs precisarão ser reinventados. Este aqui nasceu livre e assim será até morrer. Por enquanto estou sempre por aqui. Nem que seja em pensamento. Só não sei até quando.

         Agradeço a visita e os comentários e desejo boa viagem aos leitores.

Em tempo: este blog não integra nenhuma associação disfarçada de incentivos à monetização. Mas se um dia fundarem a ABBLI (Associação Brasileira de Blogs Livres e Independentes), por favor, me convidem!

#blogsemjaba

COMENTÁRIOS
RSS - Quer subscrever?
AddThis Feed Button

Share/Bookmark

VIAJE neste blog

Fotos de viagens
PROCURA
Quer ler outras viagens?
De onde chegam os visitantes
« Dubai: O que usar, vestir e levar | Main | Dubai: Um passeio pelo Gold Souk »
Sábado
Ago182007

Dubai: O Big Bus Tour 

Como em outras cidades turísticas no mundo, Dubai tem seu Big Bus, marca inglesa de ônibus turísticos de dois andares (double decker) muito práticos e recomendáveis, especialmente para cidades em que as atrações são bastante distantes entre si e, ainda que baratos os taxis, nem sempre é possível conseguir um.

Dubai%20Big%20Bus%20Tour%20-%20Blog%2001.jpg

O Big Bus (aqui na Praia de Jumeirah) ou como em Duabi eles o chamam, English Bus

No calor de Dubai, neste alto verão, é impossível ficar o dia inteiro na rua sob o sol e o calor de 43 graus, com sensação térmica de 48 graus (!!) sem que isso traga problemas como insolação...

Clique nas fotos abaixo para vê-las em formato 800X600

Na seqüência: mapa do Dubai Bus, O próprio visto de fora e do upper-deck

493463-978993-thumbnail.jpg 493463-979012-thumbnail.jpg 493463-979019-thumbnail.jpg

... desmaios e desconforto extremo. Assim, o Dubai Big Bus dá direito não a um, mas dois dias inteiros de city-tour naquele sistema em que voçê desce do ônibus em pontos determinados, visita aquela atração, depois pega o próximo atá a próxima parada ou a que desejar saltar.

Dubai%20Big%20Bus%20Tour%20-%20Blog%2006.jpg

Vista do deck superior do Big Bus, na Blue Route, a rota da praia de Jumeirah

O Big Bus Tour, com o sistema hop-on hop-off é também uma conveniente alternativa ao trânsito congestionado de certas horas em Dubai, ao aluguel de carros e aos taxis. Há duas linhas, a vermelha e a azul, e pelo preço único você tem direito aos dois percursos, dois dias seguidos.

Dubai%20Big%20Bus%20Tour%20-%20Blog%2007.jpg

Mesquita de Jumeirah, uma das paradas da Blue Route do Big Bus

Todos os tours são no sistema hop-on, hop-off e com um comentarista em inglês e você pode embarcar pela primeira vez em qualquer dos pontos de parada e pagar no próprio ônibus o preço do ticket.

Dubai%20Big%20Bus%20Tour%20-%20Blog%2014.jpg

Ao fundo, os prédios modernos na parte nova de Deira, vista de Bur Dubai (lado de Dubai), as duas margens do Dubai Creek

Preços: para adultos, AED 175,00 e para crianças de 5 aos 15 anos, AED 100,00 e funcionam de 9 da manhã às 5 da tarde. No andar inferior o ônibus é fechado e refrigerado, no entanto é ruim para filmar e fotografar. No superior, metade dele é coberto por teto de lona e refrigerado, metade totalmente aberto. Preços em Dirhans dos Emirados, que equivalem, em agosto de 2007, 3,66 por cada US$.

Clique nas fotos abaixo para vê-las em formato 800X600

Na seqüência: o deck superior, Madnat Jumeirah (Burj al Arab ao fundo) e a rua em frente ao Sheikh Saeed Al Maktoum House

493463-979019-thumbnail.jpg 493463-979060-thumbnail.jpg  493463-979069-thumbnail.jpg

Percurso e paradas da Linha Vermelha (Cidade) City Tour (Red Route)

1. Wafi City, 2. Creek Walk and Danat Dubai Berth, 3. Al Fahidi Fort (Dubai Museum), 4. Dubai Old Souk,

5. Sheikh Saeed Al Maktoum House, Gold Souk (Arabian Walk Finishes), 7. Abra Station,

8. Deira City Centre, 9. BurJuman Mall, 10. Karama

Dubai%20Big%20Bus%20Tour%20-%20Blog%2008.JPG

Madnat Jumeirah, complexo de hotéis e um belíssimo souq e córregos com passeio de abra. Uma das paradas do Big Bus linha azul

Percurso e Paradas da Linha Azul (Praia) Beach Tour (Blue Route)

 

11. Deira City Centre, 12. Wafi City, 13. Mercato Mall, 14. Jumeirah Mosque, 15. Jumeriah Beach Park

16. Jumeriah Public Beach, 17. Souq Madinat Jumeriah, 18. Le Meridien Mina Seyahi, 19. Royal Meridien Hotel

20. Oasis Beach Hotel, 21. Hilton Jumirah Beach, 22. Sheraton Beach Hotel, 23. Mall of the Emirates

 

Dubai%20Big%20Bus%20Tour%20-%20Blog%2013.jpg

Sheikh Saeed Al Maktoum House, Bur Dubai, uma das paradas da linha vermelha do Big Bus

Big Bus Tour Dubai

http://www.bigbus.co.uk/dub/html/dub_home.html

Reader Comments (20)

Arnaldo, como eu já disse no VnV, estou adorando essa sua blogada ao vivo na viagem! As fotos são incríveis e os textos sempre muito interessantes, cheios de relatos altamente pessoais. Passo todo santo dia para checar as novidades de Dubai e aguardo ansiosamente os posts em Istambul.
Arnaldo, tá tudo perfeito, tudo muito lindo! Parabéns!!


....e Brigadão pela visita lá no blog...

Abraço.
19:14 | Unregistered Commenter
Arnaldo, você, como sempre, está me levando de carona nas suas viagens. Que fotos lindas, que texto gostoso de ler!
20:54 | Unregistered CommenterCarla
Muito bom este busão !
Melhor ainda é saber que a "linha vermelha de Dubai"
não possui os problemas de segurança da clone no Rio :)
Conta ai Arnaldo : segurança total em Dubai ?
MARI, esses comentários como o seu só me dão ainda mais prazer em fazer cada vez o melhor. MUITO grato pela visita e elogios!

ZÉ, você, além de um dos ótimos comentaristas, tornou-se um igualmente bom blogueiro de viagens! Venha sempre! estarei sempre lá também....

CARLA, você, que escreve perfeitamente e faz um bom trabalho em seu blog, preciso e detalhado, cuidadoso e bem apresentado, só me deixa ainda mais orgulhoso com seus elogios. Muito grato!

SYLVIA, o busão é muito recomendável, mas ficar lá em cima no verão é coisa pra beduíno! simplesmente tive que descer pra parte inferior, que é fechada e refrigerada (o que torna o ônibus com dois ambientes: uma sauna seca e uma a vapor, a de cima e a de baixo!) pra me refrescar porque cheguei a me sentir mal, com pressão baixa. Nessa " sauna seca" eles colocam um " cooler" de fibra de vidro com gleo e providenciais garrafas de água mineral. É um OÁSIS! Peguei uma, tomei metade. A outra metade eu fui jogando na palma da mão em concha e passando na nuca, na cuca e no rosto...

Sim, a segurança é total e absoluta! JAMAIS me senti tão tranquilo em nenhum outro lugar do mundo, nem mesmo na Suíça. Você pode andar a qualquyer hroa do dia ou da madrugada com todas as jóias que quiser. Essa foi uma das melhorese sensações que senti em Dubai.
Arnaldo,

Esses ônibus são ótimas opções! Qdo tenho que visitar algum lugar e não tenho muito tempo acabo pegando um desses para escolher onde é a melhor parada.

Abs!

15:52 | Unregistered Commentermarcio
Deve ser realmente uma opção de parada interessante para viagens ao Oriente. PArabens pelo blog ao vivo!
19:33 | Unregistered CommenterErnesto
Que maravilha esta segurança, só mais uma das várias maravilhas de Dubai... Ruim deve ser este calor, onde as mínimas da madrugada são mais altas que muitas máximas de verão no Rio, ainda bem que tem ar condicionado.
0:14 | Unregistered CommenterLeandro
Exatamente, Leandro. O calor é de fato muito grande e chega a fazer mal, com mínimas de 36 e máximas de 43 graus, em agosto.
Arnaldo, eu moro em Dubai pelos ultimos 3 anos.
Estou de folga pelos proximos dias, se quiser me ligar fique a vontade, eu posso te levar a alguns lugares "escondidos". Nao se esqueca de visitar a Jumeirah Mosque.
meu numero aqui eh 050 ......
Apague depois, por favor...
7:37 | Unregistered CommenterCamila
CAMILA, muito obrigado. Infelizmente quando recebi sua mensagem eu já havia saído de Dubai.
Arnaldo,

Bela Viagem!

E os preços em Dubai? Está parecendo que a cidade é mais cara que londres.

Camila,
Parou de atualizar seu Blog (Camila nas Arábias)?
16:22 | Unregistered CommenterRodrigo
RODRIGO, não, Dubai é uma cidade com custo semelhante a Nova York.
Arnaldo,muito bom seu relato sobre Dubai.As fotos estão lindas, como sempre.Nunca pretendi fazer essa viagem por causa do calor insano e agora já estou satisfeita.Conheci Dubai.Parabéns.
0:51 | Unregistered CommenterMalu
Obrigado, Malu, mas lembre-se, sempre há a opção de ir no inverno, quando é mais amena a temperatura.

esta e a unica cidade que nao recomendo o big bus, pois o taxi e mais barato e o metro e excelente, a combinacao destes dois fica perfeito e muito mais barato, alem de ser mais rapido e nao ter que ficar esperando 30 minutos pelo proximo onibus! ou ficar procurando o ponto!

11:31 | Unregistered Commenteralex

desculpe discordar em relacao ao custo de vida em dubai!!em new york fiquei numa espelunca, cheia de insetos por 160 reais!! e em dubai Fiquei em um hotel 3 estrelas com piscina, sauna, academia, quarto muito espacoso, conforto, do lado do metro por apenas 90 reais! todo dia eu ia para um restaurante de nacionalidade diferente, chines, persa, libanes, indiano, restaurante do hotel e nao gastamava mais de 25 reais por pessoa para me empanturrar de comida!! Taxi barato (metade ou menos do valor do brasil), compras - um pouco mais caro que miami, mas muito mais barato que o brasil! fiz passeio para o deserto por apenas 80 reais com jantar incluso e traslado incluso, dinner cruise por 85 reais!! as poucas coisas caras que achei em dubai foram os souvenirs, o restaurante no burj al arab (e no emirates palace) e a entrada no burj khalifa!

11:43 | Unregistered Commenteralex

alex, não há porque pedir desculpas por discordar, mas leve em conta que quando a matéria foi escrita o custo era altíssimo em Dubai. Com a crise mundial, Dubai quase faliu, lembra-se?, teve que pedir dinheiro emrpestado a Abu Dahbi. Lsmbra-se também de que centenas de carros caríssimos foram abandonados no aeroporto? Tudo fez os preços cairem.

Meu amigo, o passeio completo por todos os pontos dura quanto tempo? Ele passa em frente aos shoppings center?

13:10 | Unregistered Commenterrenan

Não me recordo de quanto tempo é a duração total da viagem, algo que não é tão relevante porque vc desce do ônibus em cada uma delas e pode ficar pelo tempo que desejar, esperando o próximos ou os demais. De todo modo, sugiro consultar a página oficial do Big Bus Tour de Dubai e verificar todo o roteiro, preços e duração da viagem:

http://www.bigbustours.com/eng/dubai/custompage.aspx?id=dubai_sightseeing_tour&gclid=

PostPost a New Comment

Enter your information below to add a new comment.
Author Email (optional):
Author URL (optional):
Post:
 
All HTML will be escaped. Textile formatting is allowed.