CONHEÇA O AUTOR

 

         Depois de estabelecer-se na Internet - em 1999 - escrevendo relatos de viagens em sites relacionados com o tema, e em 2006 ter fundado o blog Fatos & Fotos de Viagens - um dos pioneiros da blogosfera de viagens - Arnaldo foi convidado a colaborar com matérias na Revista Viagem & Turismo, da Editora Abril e, agora, prepara o lançamento de seu primeiro livro - "Bom dia, Addis. Adeus Etiópia" - ingressando, assim, na literatura de viagens com um livro encantador, segundo o autor, o primeiro de uma série de pelo menos quatro que já planeja produzir, dois deles em plena fase.

Assim o autor define esta sua nova fase:

             Livro é coisa séria. O que o leitor encontrará em "Bom dia, Addis. Adeus Etiópia" é diferente do que lê aqui no blog. Da narrativa ao estilo. Em vez de apenas uma "conversa" com o leitor, baseada na informalidade, o livro mistura traços desta coloquialidade e informalidade com os de uma escrita literária. Sobretudo com profundo respeito à arte de escrever. Passo a ser um escritor, o que nada mais é do que uma outra maneira de me expressar sobre viagens e de transmitir ao leitor minhas impressões. Segundo o poeta e ensaísta norte-americano Henry David Thoreau, "Muitos homens iniciaram uma nova era na sua vida a partir da leitura de um livro". A partir deste meu primeiro livro escrito, considero ter ingressado numa nova, deliciosa fase em minha vida. 

             Por bom tempo - antes de me decidir por publicar um livro - meu lado esquerdo do cérebro brigou com fúria contra o direito até certificar-se de que o leitor teria nos meus livro não os textos que escrevi no blog, porque, entre outros motivos, livro é coisa séria, e ninguém (ninguém de verdade!) merece ler posts de blogs reproduzidos em livros, especialmente textos efêmeros, perecíveis, descartáveis ou preocupados em agradarem "o mercado" e a blogosfera. Felizmente, ao que parece, posts continuarão restritos aos blogs e livros a serem livros. O tema da viagem parece ainda não ter-se banalizado na literatura universal, nem ter-se rendido às formas diversas da monetização.

           Minha ascensão na escrita de viagens com este trabalho literário não é exatamente uma novidade. Ainda que recentemente eu tenha notado a mente lampejar com a ideia: tornar-me um escritor de viagens. Todavia, ela sempre me rondou. Mesmo que a alguma distância. Não foram poucos os amigos, parentes e leitores do blog que há mais de dez anos recorrem à pergunta: “Por que não escrever um livro?”

Gente que escreve e encanta, fala sobre o autor:

Haroldo Castro:

            "Arnaldo é um dos viajantes equilibrados e sensatos que se lança escritor, o que, num Brasil de pouca leitura e onde a Literatura de Viagem não chega a ocupar meia estante nas livrarias, conta histórias que servirão de grande subsídio para qualquer leitor, além de ajudar a romper os preconceitos de que a África só oferece guerras, doenças e fome. Infelizmente, a riqueza cultural e natural do continente é quase sempre tão abafadas por notícias negativas que considero este livro um raio de luz na região."

Jornalista, fotógrafo, autor de “Luzes da África”, indicado para o Prêmio Jabuti na categoria Reportagens

Ronize Aline:

             "Minha opinião sobre o autor está refletida na resenha que escrevi de seu livro "Bom dia, Addis. Adeus Etiópia": ele escreve com o coração e demonstra respeito por tudo o que viu. Este livro, mais do que o relato de uma viagem à Etiópia, é uma viagem rumo a uma experiência de imersão e contemplação do outro. É como olhar para o diferente sem estranhamento ou indiferença."

Escritora, tradutora, jornalista, professora universitária, crítica literária do jornal O Globo, do Rio de Janeiro

Rachel Verano

             "Neste livro, Arnaldo tem o poder de nos transportar a um dos cantos mais fascinantes e ainda intocados do planeta. Mas de maneira ao mesmo tempo delicada e profunda, pessoal, criando intimidade com os personagens, deixando o leitor perceber cheiros, sabores e sentir as emoções de suas descobertas. Do peso do ar à alegria de dobrar a esquina, o autor consegue transmitir todo seu fascínio de estar diante de algo realmente novo."

 Jornalista das revistas Viagem & Turismo, Veja, VejaSP, Glamour, TAM e Vamos/LATAM

Davi Carneiro

             "Há uma frase atribuída ao grande viajante do século 14, talvez o maior escritor-viajante de todos os tempos, Ibn Battuta: “Viajar, primeiro te deixa sem palavras, depois te transforma num contador de histórias.” Suspeito, caro leito, ser este o caso do Arnaldo, um autêntico viajante que vem se mostrando, cada vez mais, um talentoso contador de histórias. Conheço-o e o sigo desde 1996, através do seu blog, aquele que, na minha opinião, é um dos melhores de viagens da internet brasileira, tanto pela excelência fotográfica quanto pela qualidade dos textos. Com um currículo andarilho de respeito (mais de 60 países, entre eles Quirguistão, Miamar, Irã e Uzbesquistão), Arnaldo tem o mérito de ir na contramão da blogosfera profissional e monetizada: de maneira simples, autêntica e independente, preza, principalmente, a credibilidade e a confiança de seu leitor." 

 Escritor, jornalista e colaborador de diversas revistas nacionais e estrangeiras

 


COMENTÁRIOS
PROCURA
Quer ler outras viagens?
De onde chegam os visitantes
« ÍNDIA, Rajastão. Tristeza na partida, alegria na chegada. | Main | Utilidades e inutilidades na Internet (NÃO me sigam no Twitter!) »
Segunda-feira
Nov152010

Da Índia, com amor

Mulher rajastani com seu filho. em algum lugar no pré-deserto do Thar - Jodhpur, Índia

                     No universo de sensações que existem entre a timidez e a empolgação, ainda não encontrei adjetivo para qualificar com precisão a hesitação em escrever sobre nossa viagem ao RajastãoFomos para a Índia com as expectativas mais realistas, preparo intelectual na medida certa e movidos pelo sentimento da aceitação. Nos preparamos para a Índia. Para um primeiro contato rude e abalador, chocante e desafiador, para o pior. 

                    Entretanto tudo o que a Índia nos tem feito é encantar. Estamos completamente apaixonados com sua gente receptiva, com sua comida rica e deliciosa (ainda que apimentada), com a dança feminina emocionante, a música delicada, o patrimônio arquitetônico e a opulência histórica imcomparáveis a qualquer outra coisa ou experiência já vista e vivida. 

Crianças rajastanis no pré-deserto de Tahr, próximo a Jodhpur 

                       Preciso de tempo, rever tudo o que já havia escrito sobre a Índia e o que tinha em mente contar. Para que esse nosso fabuloso encontro com a Índia seja descrito com o mais sincero reconhecimento, fidelidade ao encantamento, preciso de tempo (que afinal não sei se tenho disponível) e dedicação que jamais destinei a nenhum texto até então aqui publicado. Estamos vivendo a "viagem de nossas vidas", incomparável, do exotismo à opulência cultural e histórica, da cultura às experiências sociais.

                       Obrigado, leitor, por sua visita, especialmente àquele que esperava encontrar algo mais efetivo sobre nossa viagem ao Rajastão, que contasse os primeiros capítulos destade uma viagem inesquecível e encantadora.  Por favor, aguarde, preciso ter condições para mostrar nossmeu mais sincero encantamento com a Índia através de impressões, fatos e fotos.  

Reader Comments (22)

Estava passando de vez em quando por aqui, só aguardando os contos da viagem!!! Oba!!!

Arnaldo, que boas notícias. Acho que a surpresa e o encantamento devem-se, sempre, em maior grau à companhia. Por maiores que sejam os meus apuros, o meu marido, super companheiro, me faz ver sempre o lado bom de tudo, cada viagem que fazemos fica sendo a melhor, a mais encantadora, a mais rica. E ainda falta muita viagem no nosso currículo.

Você e Emília me encantam muito. Um abraço com sincera admiração!

9:03 | Unregistered CommenterRosa

Ah, tem duas fotos aqui no blog que não precisam de legenda: a foto do casal no post de Praga e essa foto do alto, mãe e filho. Que lindo e marcante!

9:07 | Unregistered CommenterRosa

ROSA, todos os comentários (desde que educados), mesmo os críticos, têm o meu respeito e consideração. Todavia há alguns, dentr os quais destaco com carinho os seus, que são gratuitamente gentis, simpáticos e genuinamente sinceros.

Eu e Emília temos o privilégio de nos admirarmos mutuamente e respeitarmos nossas poucas diferenças. Ela é uma excepcional, encantadora companheira de viagem, inspiradora, inteligente, culta e informada ao ponto de eu não precisar de carregar guias de viagens. Como tenho aprendido com ela, como ela tem me surpreendido nesta viagem ainda mais do que pensei que não pudesse mais.

Agradeço seu carinho e simpatia, desejo a vocês todo o sucesso e saúde para que possa realizar seus sonhos de viagens e que todas elas sejam tão encantadoras como esta nossa ao Rajastão.

Um beijo respeitoso e carinhoso, obrigado!

Parabéns pelo post, fiquei 1 mes a trabalho na India (Maio/2010), apesar de ter ido a trabalho não deixei de passear 1 final de semana, ainda quero voltar a India a passeio, é um pais fantástico, compartilho com todos os sentimentos que vc descreveu.
Abraços,
Daniel

16:14 | Unregistered CommenterDaniel

Eu muitas vezes penso que a último viagem sempre é o melhor e mais se você viaja com a pessoa adequada (e amada)
Acho que viajar a Índia deve ser impactante, pela cultura e pela vida em as ruas... uma vida tão ao limite. Seguro que é um viagem que não deixa indiferente. Uma viagem vital, um pulso a consciência!
Bjs aos dois

14:14 | Unregistered CommenterCarmen

Linda foto! E os posts sobre a India estao realmente muito inspirados. Um abraço e quando puder venha me visitar na Provence: www.naprovence.com.

Não conhecia esse site, mas estou adorando!! Lindíssimas fotos!! Vou morar aqui em Jaipur por 100 dias (trabalho) e seus posts me ajudaram bastante!! Preciso me organizar, pq o tempo passa voando!! Lindíssimas fotos!! Espero poder tirar algumas assim tbm!! Parabéns!!

ARNALDO E EMÍLIA;
COMO É LINDO VER UM CASAL QUE VIBRA COM A SIMPLICIDADE E REALEZA DA ÍNDIA!!!
VOCES QUEVIAJARAM O MUNDO!!!!!LER QUE ESSA;É A VIAGEM DAS SUAS VIDAS! UAU!!!
AÍ É QUE NÃO DURMO MESMOOOO....FALTAM 15 DIAS PARA A MINHA VIAGEM À INDIA...E ESTOU ASSIM;
CONTANDO OS MINUTOSSSS!
FOMOS CONVIDADOS PARA UM CASAMENTO DE UM BRASILEIRO COM UMA INDIANA.NA CERIMÔNIA SEI QUE TEREMOS QUE USAR SARIS E SEREMOS PRESENTEADAS COM ELES!
MAS A DÚVIDA É SOBRE O QUE USAR NOS TOURS E DIAS COMUNS...
JÁ LI SOBRE A ANOKHI;ONDE VC ESCREVE QUE SERÁ ÓTIMO NOS VESTIRMOS À MODA INDIANA! PORÉM TENHO DUAS PERGUNTAS:
*COMO É O CUSTO $ DAS ROUPAS NA ÍNDIA?NESSA ANOKHI;PARECE SER UMA GRIFFE!QUAL A MÉDIA DE UMA BATA POR EXEMPLO;PARA QUE POSSA IR PREVENIDA?
*A OUTRA PERGUNTA;É ;JÁ QUE ORÇAMENTO....NÃO PODEREI IR DE MALAS VAZIAS...TENHO QUE LEVAR ALGUMA ROUPA.PORTANTO;MINHA MESTRA DE YOGA DISSE QUE AS ZONAS ERÓTICAS PARA O INDIANO SÃO OMBROS E TORNOZELOS...COMO NÃO QUERO JAMAIS AGREDIR AS TRADIÇÕES DESSE PAÍS MÁGICO;ALÉM DAS ROUPAS INDIANAS...O QUE POSSO USAR?DEVO SEMPRE COBRIR OS OMBROS?
MUITO OBRIGADA!!!
ABRAÇOS AO CASAL;
VANESSA

10:56 | Unregistered CommenterVANESSA

VANESSA, esteja certa de que será um gigantesco privilégio participar de uma cerimônia e festa num casamento na Índia. E usar saris presenteados, então, outro ainda maior.

As roupas da ANOKHI são baratíssimas. Custam entre 10 e 20 dólares. Mas não é necessário comprar as batas em quantidade para toda a sua viagem. Use-as com calças compridas. Ou saias até os pés. Não é necessário vestir-se como as mulheres de alguns países muçulmanos, mas é recomendável cobrir o decote (camisas normais e camisetas), calças com blusas compridas que cubram os quadris serão mais do que suficientes.

Sim, os ombros são uma das partes nas mulheres que ao serem tocadas despertam erotismo nos homens. Portanto, evite que eles se aproximem e dêem uma "ombrada" em vc, a maneira deles de "aproveitarem-se" de seu corpo. Ou, como se diz popularmente no Brasil, o famoso "sarro".

ARNALDO ;
MUITÍSSIMO OBRIGADA PELAS INFORMAÇÕES QUE ALÉM DE MARAVILHOSAS NO SEU BLOG,
IMPORTANTÍSSIMAS PARA UMA BRASILEIRA EMPOLGADÍSSIMA NA ÍNDIA!!!
DEPOIS PROMETO CONTAR A VOCÊS COMO FOI A EXPERIÊNCIA E O CASAMENTO!
DESEJAM ALGUMA COISA DA ÍNDIA QUE EU POSSA TRAZER?

VANESSA

20:31 | Unregistered CommenterVANESSA

Olha que eu peço, hem?

VAI...PEDE LOGO!

23:00 | Unregistered CommenterVANESSA

BOM DIA...HOJE É O DIA INTERNACIONAL DA MULHER;BEIJOS NA EMÍLIA!
VOCÊ TEM 2 POSTS DE PARIS;MAS COMO VAMOS VOLTAR DA
ÍNDIA PELA AIR FRANCE...RESOLVEMOS DAR UMA PARADINHA DE 4 NOITES NA CIDADE DO AMOR!
SERÁ A 4ª VEZ EM PARIS...PORÉM É SEMPRE LINDO VER A TOUR EIFFEL ILUMINADA;PASSEAR NA BEIRA DO SENA;MONTMARTRE;ST. MICHEL...AHHH...PARIS!
ENTÃO GOSTARÍA DE SABER DO CASAL...SE TEM ALGUM LUGAR,RESTAURANTE OU BISTRÔ;PASSEIO...ENFIM...ALGO INESQUECÍVEL PRÁ VCS E IMPERDÍVEL PARA MIM;QUE EU POSSA IR !!! COM O MARIDÃO,CLARO!
OBRIGADA MAIS UMA VEZ...
E SE REALMENTE QUISEREM ALGO DA ÍNDIA(QUE EU POSA TRAZER...rsrsrs)...POR FAVOR ME DIGA.SE FICAR MAIS A VONTADE POR E-MAIL.OK?!
VANESSA

10:16 | Unregistered CommenterVANESSA

OI...ESQUECI...
DE REPENTE A IDÉIA DE UM BATE-VOLTA DE TREM;
O QUE ACHA?
MERCI
VANESSA

10:21 | Unregistered CommenterVANESSA

VANESSA, eu vou pedir à minha doce Emília que indique um restaurante. A tarefa será bem difícil, porque já experimentamos alguns fabulosos. Entretanto, ela está com uma indicação que experimentaremos agora em maio.

Sobre o bate e volta de trem, eu recomendaria ir à cidade da mostarda: Dijon.

Quanto a trazer algo da Índia, foi uma brincadeira. Mas agardeço a simpatia.

PARIS A DIJON (BATE-E-VOLTA DE UM DIA)

1) Passeio a Dijon, de (TGV)
Atenção: Reserva: Esses trens exigem que se façam reservas antecipadas.

Na França: www.sncf-voyages.com

Localização da GARE LYON, de onde parte o trem:

http://maps.google.com.br/maps?hl=pt-BR&q=PARIS%20GARE%20LYON&um=1&ie=UTF-8&sa=N&tab=wl

SUGESTÃO de passeio:

1) Paris a Dijon: Manhã
Partida 08:28 de PARIS GARE LYON
Chegada 10:05 em DIJON VILLE (Estação)
TGV 6755 (Tempo viagem 1:37h)

2) Dijon a Paris: Tarde
Partida 17:58 de DIJON VILLE (Station)
Chegada 19:34 em PARIS GARE LYON
TGV 7660 (Tempo viagem 1:37h)

Chegando a Dijon, sugiro ir ao escritório de informação turística, pegar um mapa-guia com o roteiro turístico da cidade (quando fui havia em português):

L'Office de Tourisme (The Tourist Office)
11 rue des Forges - BP 82296 - 21022 Dijon Cedex

Oi, Vanessa!
Tenho certeza que vão ter uma viagem inesquecível: a Índia pede corações e mentes abertos e com isso retorna muito. E obrigada pela oferta, mas está tudo ok :-)

Sobre Paris, acho uma idéia excelente de complemento de viagem, foi o que fizemos na primeira vez que fomos para a Índia. Nós fomos a vários restaurantes que gostamos muito, a maioria de padrão médio. Vou dar alguns nomes, só como referência:

- L'Ardoise (http://www.lardoise-paris.com/) - 1er - minúsculo, o cardápio é uma lousa, comida excelente
- Royal Madeleine (http://www.royalmadeleine.com/) - 8eme - bistrô charmoso
- Le Grand Colbert (http://legrandcolbert.fr/) - 1er - perto das galerias (Colbert, Vivienne, Panoramas, Palais Royal) - bem turístico (aqui foi filmada cena do Alguém tem que ceder), mas lindo (todo art nouveau), comida bem razoável. Uma alternativa próxima é o Bistrot Vivienne.
- Relais Odeon (http://www.relaisodeon.com/) - 6eme - no Cour de Commerce Saint Andre, uma passagem linda. O restaurante mais famoso aqui é o Café Procope, mais antigo de Paris, mas dizem que o custo-benefício não é tão bacana. Outras possibilidades são os bistrôs ao redor do Mercado Saint Germain ou na Rue de Buci (mais turísticos, mas o astral é ótimo).
- La Maison de L'Aubrac (http://www.maison-aubrac.com/) - 8eme - carnes incríveis, numa travessa da Champs Elysées
- Aux Lyonnais (http://www.auxlyonnais.com/) - 2eme - sempre tentamos ir, não conseguimos, mas amigos recomendaram
Tem muitos do qual não me lembro o nome em outras regiões, mas a minha sugestão é marcar vários pesquisados no mapa que vão levar e, dependendo da fome, olhar quais são os mais próximos. Vale olhar blogs gastronômicos e outra boa fonte é o livro Bistrôs de Paris, do Alex Herzog. É o que estou usando para pesquisar para a próxima viagem. Mas é difícil errar, mesmo só na base do olhar, achar bacana e entrar.
Se quiserem algo mais especial, tenho duas sugestões:
- Le Grand Vefour (http://www.grand-vefour.com/): comida impecável, estrelas Michelin, cenário histórico
- L'Atelier de Joel Robuchon (http://www.joel-robuchon.net/) - experiência gastronômica deliciosa e divertida (melhor no balcão).

Sobre os bate-e-voltas, o Arnaldo já comentou sobre Dijon, adoramos. Já ouvimos coisas boas sobre Reims, fora os mais próximos: Versailles, Giverny. Mas tem alguns que eu não recomendo: Mont St Michel e Vale do Loire (são distantes de Paris e seriam menos cansativos e mais aproveitados com pelo menos um pernoite no local).
Bem, acho que é isso, são as minhas impressões pessoais. Espero que ajude.

Uma ótima viagem!

OLÁ QUERIDA EMÍLIA;
É TÃO BOM DESFRUTAR DO ENCANTO DE UM CASAL TÃO MARAVILHOSO...ESCOLHI SÓ UM ADJETIVO;PARA NÃO SER REDUNDANTE NOS TANTOS ELOGIOS DE SEUS SEGUIDORES...ENFIM:
MA-RA-VI-LHO-SO!!!!!!!
REALMENTE UM PRESENTE PARA QUEM AMA E TROCA TUDO...POR VIAJAR!!! A ÚNICA PARTE DIFÍCIL;É DEIXAR AS DUAS FILHAS DE 14 E 11 ANOS;QUE NEM SEMPRE É POSSÍVEL E INERENTE LEVÁ-LAS...O TEMPO DELAS HÁ DE CHEGAR!
SEMPRE DIGO QUE VIAGEM É O MELHOR INVESTIMENTO DE UMA VIDA!
SOBRE A ÍNDIA;ESTOU REALMENTE ANSIOSA E CHEIA DE EXPECTATIVAS,BOAS E RUINS,MAS SEMPRE;SEMPRE COM O CORAÇÃO ABERTO...ESTOU SEGUINDO O QUE LI E VOCÊ ME DISSE;OBRIGADA!
SOBRE PARIS...AGRADEÇO AS DICAS DE BISTRÔS E RESTAURANTES! SOMOS UM CASAL GASTRONÔMICO!!!ALGUNS QUILINHOS À MAIS...PORÉM;ACREDITAMOS QUE A VIDA E AS VIAGENS FICAM MUITO MAIS SABOROSAS COM O "PECADO" DA GULA (NÃO ACREDITO EM PECADO!!!). MESA ALEGRE É AQUELA COM BOA COMIDA,BOA BEBIDA E ÓTIMOS AMIGOS!!!
VOU PESQUISAR CADA UM;E ADOREI A DICA DE MARCAR NO MAPA! FANTÁSTICO!!!VOU FAZER ISSO! KKKK!!!TENHO UM TRUQUE QUE USO QUANDO ESTAMOS "FLANANDO" PELO MUNDO...SE UM RESTAURANTE ESTÁ CHEIO;MAS O QUE REALMENTE É INFALÍVEL É O CHEIRO!!! COMIDA BOA TEM CHEIRO BOM!
SOBRE O LE PROCOPE;TIVEMOS O PRAZER DE CONHECER O MAIS ANTIGO CAFÉ DE PARIS.
ESTÁVAMOS COM UM AMIGO FRANCÊS QUE NOS LEVOU LÁ. MEU MARIDO E O OUTRO CASAL COMERAM O FAMOSO coq au vin E EU EXPERIMENTEI O QUASE CRU rognon (RINS)...ADORO COMIDAS DIFERENTES!!! FOI MUITO BOM...PORÉM ;TAMBÉM GOSTARÍA DE PARTILHAR UMA DICA DE UMA NOITE INESQUECIVELMENTE ROMÂNTICA QUE MEU AMADO ME PROPORCIONOU...ACREDITO QUE FOI A MAIS ROMÂNTICA DE TODA A MINHA VIDA!!!
FOMOS JANTAR NO RESTAURANTE : Auberge NicolaS Flamel (51 RUE DE MONTMORENCY - MARAIS)
SITUADO NO PRÉDIO MAIS ANTIGO DE PARIS (1407);ISSO FOI EM JUNHO DE 2009...PEDIMOS O MENU DEGUSTAÇÃO;PREÇO(BOM) E QUALIDADE IMPECÁVEL E INESQUECÍVEL!!!
SAINDO DE LÁ...UM TÁXI ENTRAVA NA PEQUENINA RUELA...PQ JÁ ERA TARDE E ESTÁVAMOS CONVENCIDOS DE QUE CAMINHARÍAMOS UM BOCADO! PEGAMOS O TÁXI...OS QUASE 10 TIPOS DE VINHOS DO MENU...GIRAVAM NA MINHA CABEÇA...COMO AS DIVERSAS VOLTAS QUE O MOTORISTA DAVA NA ROTATÓRIA EM FRENTE À TOUR EIFFEL...E A SURPRESAAAA : *** OS FOGOS DE ARTIFÍCIOS EM CIMA DA TORRE COLORIAM E BRILHAVAM NO CÉU ESTRELADO A MEIA-NOITE EM PARIS!!!!!!!!!AMO RELEMBRAR ESSA NOITE!
O BATE-E-VOLTA...ESQUECI DE MENCIONAR QUE NESSE ANO DE 2009;DE PARIS FOMOS À ÉPERNAY (A CIDADE DO CHAMPAGNE) DE CARRO;E DESCEMOS PELA ROTA DO VINHO DA BOURGOGNE;CHÂTEAUNEUF-DU-PAPE;RHÔNE ATÉ CHEGARMOS NA ENCANTADORA PROVENCE!
NESSA ROTA PUDEMOS CONHECER DIJON E SUA MOSTARDA DELICIOSA (AMORA)! MAS PREFERIMOS SEMPRE AS CIDADES PEQUENINAS E PERNOITAMOS EM BEAUNE;ONDE TEM O FAMOSO Hôtel Dieu COM SUAS TELHAS COLORIDAS...MA SREALMENTE É UM EXCELENTE DESTINO.
ENTÃO;RESOLVI IR À CHARTRES;CONHECER A CATHEDRAL DE VITRAIS FABULOSOS;A APENAS 90 KM DE PARIS! VOCESFORAM?
E SOBRE O VALE DO LOIRE ;CASTELOS E NORMANDIA...É UM DOS PRÓXIMOS DESTINOS!!!OS QUAIS ESTAREI SEMPRE TENDO O PRAZER DE PARTILHAR E ME NUTRIR DAS DICAS DO CASAL ARNALDO E EMÍLIA...JÁ QUE ADORO DAR AS MINHAS "CAVUCADAS"...rsrsrs...TÃO IMPRESCINDÍVEIS;COMO VOCÊ!
A LEMBRANÇA DA ÍNDIA;ADORARÍA TRAZER PARA VOCÊ,EMÍLIA!DEIXARIA NA PORTARIA DO EDIFÍCIO DO ESCRITÓRIO DO MEU MARIDO EM S.P;MAS PARECE QUE VOCES ESTÃO NO RIO DE JANEIRO...E DIVULGAR ENDEREÇOS...COMPREENDO O PERIGO EM NOS EXPORMOS NA REDE
SOCIAL!
ENTÃO;FICAM OS MEUS AGRADECIMENTOS POR TODA A ATENÇÃO QUE DESPENDERAM A MIM;E OS MEUS SINCEROS DESEJOS DE CADA DIA UMA VIAGEM MAIS LINDA E INESQUECÍVEL...COMO NÓS SERES HUMANOS...QUE SOMOS ÚNICOS!!!
BEIJOS E ABRAÇOS DA MAIS NOVA AMIGA DO BLOG
VANESSA

13:20 | Unregistered CommenterVANESSA

Obrigada pelas palavras gentis, Vanessa!
E realmente os melhores investimentos que fazemos nessa vidas são educação e viagens. Tenho certeza que suas filhas irão acompanhá-los em muitas outras viagens, então aproveitem muito essa.
E gostei muito das dicas dos restaurantes, bom ter um retorno positivo sobre o Procope, ficamos tentados nessa última vez. E também sobre o Auberge Flamel, achei muito charmoso...Imagino o que tenha sentido nesta noite, às vezes tudo conspira para o momento perfeito :-)
E bom saber que já foram a Chartres e gostaram: não tinha muita base para saber se o bate-e-volta tinha mais atrações além da Catedral. Queremos visitar a região de Champagne e Borgonha numa próxima visita, só passei rapidamente por ela indo para o sul.
Quanto ao Vale do Loire, é realmente espetacular: tanto a região ao redor de Orléans quanto de Tours. E dá para emendar com a Normandia: ver o Mont Saint-Michel ao longe no anoitecer e dormir dentro das muralhas é uma das minhas melhores lembranças na França.
Dessa vez iremos com família para a Dordogne e para a Provence, duas regiões que conheço só superficialmente. Estamos animados!
Quanto à lembrança, não se preocupe, fico muitíssimo feliz que tenha pensado, mas aproveitem bem o tempo lá, vão precisar!
Um grande abraço!

23:16 | Unregistered CommenterEmília

EMÍLIA...
VOCÊS DOIS É QUE ESBANJAM GENTILEZA!
ESTOU ME DELICIANDO NA SUA DICA DE BLOGS GASTRONÔMICOS;PRINCIPALMENTE PORQUE COMPREI UMA MALA ESPECÍFICA PARA TRANSPORTAR VINHOS (WINECASE),CABEM 15 GARRAFAS, E NÃO POSSO ERRAR NOS RÓTULOS....rsrs...A LIS CEREJA ESTÁ ME AJUDANDO NISSO!
VÃO À PROVENCE!!! GOSTARIA DE HUMILDEMENTE INDICAR UM HOTEL IBIS (sim...por incrìvel que pareça) NA CIDADE DE CAVAILLON (melões!);QUE USAMOS COMO BASE PARA CONHECER AS CIDADEZINHAS ENCANTADAS! ALÉM DO PREÇO EXCELENTE; O QUARTO É GRANDE E TEM ATÉ UMA VARANDA COM MESA E CADEIRAS...AONDE PODÍAMOS DEGUSTAR OS BONS QUEIJOS,VINHOS E PÃEZINHOS FRANCESES!
BOM...FALTA EXATAMENTE UMA SEMANA PARA NÓS EMBARCARMOS PARA A ÍNDIA!!!
IMAGINAR O QUE EU VOU SENTIR É MUITA PRESUNÇÃO DA MINHA PARTE...MAS A ANSIEDADE E FELICIDADE EM CONHECER ESSE PAÍS ME TIRA O SONO...PORÉM,NÃO O SORRISO DO ROSTO!!!
ESTOU MUITO FELIZ DE "CONHECER" UMA PESSOA TÃO DOCE (o Arnaldo tem razâo!) COMO VOCÊ!
MAIS UMA VEZ OBRIGADA POR TUDO!
ATÉ A VOLTA!!!
*** BJSSSSS!

10:17 | Unregistered CommenterVANESSA

Bom dia... estou feliz... resolvi começar a procurar e achei o seu site. Li os seus comentarios, me encantei... um viajante mágico, que encontra porque procura a esencia de cada cantinho. Por isso, identificandome com o seu espíritu de viajante... agradeço demais se me orienta na minha estadia em Bombay, só dois dias no mes de fevereiro. É nossa segunda visita, por tanto, aquilo básico... já foi conhecido.
Preciso de aquilo... o especial.....

Já em Bangkok... quem nos recomenda para agencia ou aluguel privativo? ou tocs, ou....gaivotas?

Muito, muito obrigada.
Será o meu gurú nas viagens futuras.
Um abraço, obrigada,
Mónica

7:59 | Unregistered CommenterMONICA

Olá, querido amigo viajante!

Encontrei seu blog meio que por acaso e me encantei com a matéria sobre Índia. Moro na Índia há 2 anos e este país, a cada dia, não pára de me encantar. Fico feliz por saber que os indianos e sua riquíssima e diversificada cultura também encantaram vocês. Um grande abraço e sucesso!!!

Juliana Paula

PostPost a New Comment

Enter your information below to add a new comment.
Author Email (optional):
Author URL (optional):
Post:
 
All HTML will be escaped. Textile formatting is allowed.