CONHEÇA O AUTOR

          

         Depois de estabelecer-se na Internet, desde 1999, escrevendo relatos de viagens em sites relacionados com o tema, e em 2006 ter fundado o blog Fatos & Fotos de Viagens - um dos pioneiros da blogosfera de viagens - Arnaldo foi convidado a colaborar com matérias na Revista Viagem & Turismo (Editora Abril). Agora, está preparando o lançamento de seu primeiro livro - "Bom dia, Addis. Adeus Etiópia" - ingressando na literatura com um livro encantador que, segundo o autor, é o primeiro de uma série.

Assim o autor define esta sua nova fase:

             "Livro é coisa séria. O que o leitor encontrará em "Bom dia, Addis. Adeus Etiópia" é diferente do que lê aqui no blog. Da narrativa ao estilo. Em vez de uma conversa baseada na informalidade, o livro mistura traços de coloquialidade e informalidade com uma escrita literária. Sobretudo com profundo respeito à arte de escrever. Passo a ser um escritor, o que nada mais é do que uma outra maneira de me expressar sobre viagens e de transmitir ao leitor minhas impressões. Segundo o poeta e ensaísta norte-americano Henry David Thoreau, "Muitos homens iniciaram uma nova era na sua vida a partir da leitura de um livro". A partir deste meu primeiro livro escrito, considero ter ingressado numa nova, deliciosa fase em minha vida.

Gente que escreve e encanta, fala sobre o autor:

Haroldo Castro:

            "Arnaldo é um dos viajantes equilibrados e sensatos que se lança escritor, o que, num Brasil de pouca leitura e onde a Literatura de Viagem não chega a ocupar meia estante nas livrarias, conta histórias que servirão de grande subsídio para qualquer leitor, além de ajudar a romper os preconceitos de que a África só oferece guerras, doenças e fome. Infelizmente, a riqueza cultural e natural do continente é quase sempre tão abafadas por notícias negativas que considero este livro um raio de luz na região."

Jornalista, fotógrafo, autor de “Luzes da África”, indicado para o Prêmio Jabuti 2013 na categoria Reportagens

Ronize Aline:

            "Minha opinião sobre o autor está refletida na resenha que escrevi de seu livro "Bom dia, Addis. Adeus Etiópia": ele escreve com o coração e demonstra respeito por tudo o que viu. Este livro, mais do que o relato de uma viagem à Etiópia, é uma viagem rumo a uma experiência de imersão e contemplação do outro. É como olhar para o diferente sem estranhamento ou indiferença."

Escritora, tradutora, jornalista, professora universitária e crítica literária do jornal O Globo, do Rio de Janeiro

Rachel Verano

             "Neste livro, Arnaldo tem o poder de nos transportar a um dos cantos mais fascinantes e ainda intocados do planeta. Mas de maneira ao mesmo tempo delicada e profunda, pessoal, criando intimidade com os personagens, deixando o leitor perceber cheiros, sabores e sentir as emoções de suas descobertas. Do peso do ar à alegria de dobrar a esquina, o autor consegue transmitir todo seu fascínio de estar diante de algo realmente novo."

 Jornalista passou pelas redações das revistas Viagem & Turismo, Veja, VejaSP, Glamour, TAM e Vamos/LATAM

Davi Carneiro

             "Há uma frase atribuída ao grande viajante do século 14, talvez o maior escritor-viajante de todos os tempos, Ibn Battuta: “Viajar, primeiro te deixa sem palavras, depois te transforma num contador de histórias.” Suspeito, caro leito, ser este o caso do Arnaldo, um autêntico viajante que vem se mostrando, cada vez mais, um talentoso contador de histórias. Conheço-o e o sigo desde 1996, através do seu blog, aquele que, na minha opinião, é um dos melhores de viagens da internet brasileira, tanto pela excelência fotográfica quanto pela qualidade dos textos. Com um currículo andarilho de respeito (mais de 60 países, entre eles Quirguistão, Miamar, Irã e Uzbesquistão), Arnaldo tem o mérito de ir na contramão da blogosfera profissional e monetizada: de maneira simples, autêntica e independente, preza, principalmente, a credibilidade e a confiança de seu leitor." 

 Escritor, jornalista e colaborador de diversas revistas nacionais e estrangeiras

COMENTÁRIOS
PROCURA
Quer ler outras viagens?
De onde chegam os visitantes
« ILHAS MAURÍCIO: essência crioula, notas francesas, toques orientais | Main | ILHAS MAURÍCIO: o Paraíso Azul, sob as bençãos de Shiva »
Sexta-feira
Mai212010

ILHAS MAURÍCIO: Le Touessrok Resort, fabuloso  

UM paraíso dentro de outro

 

  ACIMA: Le Touessrok e suas praias particulares. Ao lado esquerdo, a Frangipani Island

ABAIXO: a Ponte Frangipani

    

____________________________

NOTA: todos os produtos e serviços aqui mencionados não têm o conhecimento dos mesmos e não são recompensados de qualquer forma, anterior ou posteriormente à sua publicação. Foram descritos por liberalidade minha. Nossas viagens são escolhas pessoais. Pagas com recursos próprios e a preços de mercado. Viajamos independentemente. Assim como com independência emito opiniões e faço escolhas. Seja de um hotel, cia. aérea, atração. Cada link citado ou produto mencionado é feito com a suposição de que o leitor já saiba identificar os objetivos do blog. Sobretudo que as verificará com o fabricante, fornecedor ou prestador do serviço em questão. 

______________________________

O hotel Le Touessrok

                       O PARAÍSO é um lugar para sempre, chama-se Maurícios, custa metade de uma viagem a Maldivas e Seycheles e não é preciso morrer para alcançá-lo, a não ser de amor, que já morremos por Maurícios antes mesmo de pousarmos no Sir Seewoosagur Ramgoolam International Airport, em Port Louis.

ACIMA: Acabando de pousar em Port Louis

ABAIXO: preparando o pouso no Sir Seewoosagur Ramgoolam International Airport 

 

  ACIMA: Ile aux Cerfs (Ilha dos Cervos) - Defronte ao Le Touessrok e com acesso exclusivo

                       NOSSA única dificuldade em relação a Maurícios foi a escolha do hotel onde nos hospedaríamos.  Ir a Maurícios é bem mais fácil.  Também mais rápido, e bem mais barato do que chegar às suas concorrentes Maldivas e Seycheles: pela ótima SAA (South African Airways), de SP a Johanesburgo, e de lá a Maurícios, pela mesma companhia, ou ainda pela Air Mauritius.  A Air FranceBritish Airways Emirates também voam para a ilha, via Paris, Londres e Dubai, respectivamente. De Maurícios pode-se ir direto a Seycheles pela cia. aérea daquele país-ilha.

 

 Chegando ao paraíso: Air Seycheles e Emirates

 O Boeing da SAA em Johannesburgh: a 3 horas e meia do paraíso...

   

A Maurícios chega-se de avião. Ao outro paraíso, de carro, taxi ou helicóptero

    

                        Escolher um entre os mais de noventa hotéis da ilha, todavia, implica em certa dificuldade e requer boa dedicação à pesquisa, seleção inicial e eliminação.   Dos dezenas de resorts selecionados segundo nossos critérios, gostos e conceitos (preço, relação custo-benefício, qualidade geral do empreendimento, padrão dos serviços, freqüência (público alvo), decoração, localização, instalações, gosto pessoal pela arquitetura e decoração e, finalmente, prestígio nos guias, revistas e resenhas na Internet),  ficamos divididos entre seis: o Four Seasons, o The Residence, o Le Touessrok, o Le Saint Geran, o Le Prince Maurice e o The Oberoi.

 

                       O One&Only Le Saint Géran - um dos destaques da hotelaria mauriciana - fica numa península, em um ponto da ilha não tão atraente, com certo isolamento que não nos atraiu tanto. Ainda que extremamente prestigiado, seu maior destaque - sob nosso ponto de vista - é o restaurante Spoon des Îles, de Alain Ducasse.  Todavia, não seria necessário nos hospedarmos no hotel para que vivêssemos a fabulosa experiência de comer num Alain Ducasse.

 

ACIMA: as Frangipani Suites, do Le Touessrok. Vistas das varandas

ABAIXO: a estrada para o paraíso, entre campos de chá: do Aeroporto de Port Louis ao Le Touessrok

 

                        O  Le Touessrok fica, seguramente, no mais belo trecho do litoral de Maurícios, na tranqüila vila de Trou d'Eau Douce, defronte à Ile aux Cerfs, distante o suficiente da estrada para ser configurado como um verdadeiro refúgio exclusivo.  Conceitualmente, tem o mais atraente partido arquitetônico, o melhor master plan (projeto de implantação) e uma localização imbatível, definitivamente incomparável.

 

ACIMA e ABAIXO: praia particular das Suítes Frangipani, no Le Touessrok 

   

                       Encontramos nele a melhor relação custo-benefício entre os seis selecionados, especialmente devido ao fato de que todas as suas habitações ficam defronte ao mar, independentemente de seu padrão.  Suas suítes ficam numa pequenina ilha particular -  a Frangipani -  ligada ao continente por uma romântica ponte de madeira, um de seus mais notáveis e agradáveis destaques no projeto de ambientação. 

 

 ACIMA e ABAIXO: a ponte que liga o corpo do hotel à ilha Frangipani, no Le Touessrok

 

                       Já havíamos nos decidido por ele quando soubemos que a propriedade tem uma ilha particular - a Ilot Mangénie -, um refúgio exclusivo para os hóspedes do hotel, inabitada, belíssima, que nos remete imediatamente às estórias de Robinson Crusoe e da Família Robinson assim que a visitamos.  A Ilot Mangénie - separada de Ile aux Cerfs por um pequeno canal - é uma vantagem adicional do Le Touessrok. Para além de sua proximidade com a Ile aux Cerfs, sem a menor sombra de dúvida, o melhor lugar de Maurícios, em se tratando de praias.  Os hóspedes do hotel chegam à ilha por transporte gratuito e exclusivo de barco.  Não há nenhum lugar melhor e mais bonito em Maurícios do que as praias de Ile aux Cerfs  (Ilha dos Cervos).

ABAIXO: à direita, Ile aux Cerfs; à esquerda, Ilot Mangénie

   

 ACIMA e ABAIXO: Ilot Mangénie, a ilha exclusiva do Le Touessrok 

    

                       Entre tantas fontes de pesquisa, a revista Condé Nast Traveller foi uma das mais decisivas. Já quase definidos pelo Four Seasons – que, segundo a revista, é o primeiro da rede em Maurícios e não decepciona seu público -, embora não empolgue por sua localização, predominante longe da praia, e ainda que inserido numa belíssima, quase intocada natureza de mata e lagoa.  A praia é acessível, mas não o bastante “pé-na-areia” como desejávamos.  O Le Prince Maurice - um dos mais caros e exclusivos hotéis da ilha, extremamente bem conceituado, figura no quesito “caro e exclusivo”, como algo além de nossas possibilidades. Ainda que sem o termos conhecido, nos pareceu algo pretensioso.  Já o The Oberoi teria sido nossa escolha caso o isolamento do mundo fosse a orientação de nossa estada em Maurícios.

 

  

                        O The Residence, extremamente bem divulgado e conceituado, numa categoria sensivelmente inferior aos anteriores, é um dos preferidos dos brasileiros que escolhem a ilha, principalmente como destino Lula de Mel.  Este havia sido objeto de uma matéria recente e útil da jornalista, dublê de blogueira, Mari Campos (do blog “Pelo Mundo”) em sua viagem à África do Sul com uma escapada às Ilhas Maurício.  Na sua avaliação, o hotel, instalações e serviços foram positivos, assim como também o foram pela Condé Nast Traveller, embora esta haja feito uma avaliação que nos pareceu fria e curta: “não é o hotel mais esteticamente agradável na ilha, ainda que bastante atraente seja sua área de recepção, cujo teto abobadado e colunatas abrem-se numa bela vista para a praia e a grande piscina do hotel.”   

                      O The Residence nos desagradou, sobretudo por dois motivos, os quais nos fizeram eliminá-lo em primeiro lugar na lista dos seis:  não dispõe de sistema de reservas on line - algo inaceitável para um hotel deste padrão e com acirrada concorrência - e por ficar defronte à rua e ter uma praia que, ainda que bonita, era comum.  O descarte final ficou por conta da tarifa que nos deram, surpreendentemente superior à do Le Touessrok (!) segundo a resposta que tivemos na lenta correspondência por e-mail com o hotel.  No Lonely Planet o The Residence também mereceu uma avaliação fria, enquanto que o Le Touessrok teve uma entusiasmada (*).  

     

(*) Le Touessrok - "Já um hotel clássico, conhecido por causa de celebridades e realeza, o Le Touessrok recebeu uma sublime reforma multimilionária em 2003, quando se tornou o One & Only Le Touessrok, parte da rede global de luxo pertencente à Sol Kerzner. A parceria terminou em 2007 e agora ele é somente Le Touessrok, mas o hotel é tão belo e impecavelmente administrad, que, mesmo sem a marca One & Only, deve manter o prestígio.

Onde começar? O hotel foi projetado sobre duas ilhas em uma península, então ele possui diversas praias, sendo todas fabulosas. Todo o lugar tem um certo estilo mourisco, embora as áreas públicas sejam mais minimalistas, belas e calmas. Os quartos são igualmente de bom gosto, com grandes banheiros, um mordomo pessoal e toda conveniência possível, de wi-fi gratuito a máquinas de espresso, aparelhos de DVD e tudo com controle-remoto. O hotel possui não somente a Île aux Cerfs, mas também a exclusiva Îlot Mangénie, um refúgio ao estilo Robinson Crusoé. Se você tem dinheiro ou está em lua-de-mel, esta nunca vai ser uma escolha ruim."

 

ACIMA: uma das piscinas do Le Touessrok, na Ilha Frangipani

ABAIXO: os impecáveis, criativos jardins do hotel

 

 

____________________________________________

Le Touessrok - Refinamento, a essência do luxo com rusticidade e serviços impecáveis

                         ELE fica na costa leste da ilha e atribuem-no o status de ser um dos resorts mais famosos e românticos do mundo, cujo destaque está no seu layout espaçoso, no design elegante e contemporâneo, nas notas crioulas, na modalidade vibrante, simpática e sofisticada de serviços hoteleiros, nos mínimos e cuidadosos detalhes de qualidade impressionante em todos os âmbitos. 

 

    

                        O hotel, que agora faz parte da rede Sun Resorts,  redefiniu o conceito de luxo na ilha, tanto por suas suítes quanto pelo seu SPA Givenchy, serviços incomparáveis e pelas impecáveis instalações. Todavia, nada se equipara à sua localização primorosa, dividida entre o continente e ilhas privadas.

                        Tem um estilo de aldeia, com uma parte no continente e outra em uma ilha particular, ligadas por uma ponte. Os telhados de palha e as paredes de cor pérola, com detalhes em madeira, são estilos de projeto relativamente comuns em Maurícios, que, no Le Touessrok tornou-se um cenário idílico emoldurado por praias lindíssimas e exclusivas de mar azul e areias brancas.

 

                       Complementando a beleza natural, arquitetônica, decorativa e o padrão dos serviços, o hóspede do hotel encontra os mais altos níveis de excelência culinária, cuja criatividade funde os sabores da cozinha local com as internacionais, além do bom (não ótimo, mas bom, especialmente se comparados aos SPAS da rede Fours Seasons) Spa Givenchy e um incrívelmente lindo, espetacular campo de golfe com vista para o mar, além de uma academia de ginástica de fazer inveja em muitas profissionais. Um barco privativo leva e traz para Ile aux Cerfs - ou praia mais famosa de Maurícios - e para a particular Ilot Mangénie. Quer mais? Tem.

  

   

                       Suas instalações são superiores e sua localização é mesmo incomparável.  Após consultarmos o hotel, verificamos tratar-se de um LHW (Leading Hotels of The World) - chancela que o distingue e o destaca. Tal marca foi uma das razões para nos decidimos por ele, todavia a escolha final foi por ter-se enquadrado na melhor relação custo/benefício de todos os que analisamos na época. O restante foi acessório: sua romântica inspiração, suas resenhas e avaliações positivas na Internet e as instalações diferenciadas favoreceram o derradeiro efeito positivo na nossa decisão.  

                     Como o próprio hotel se define, também não deixa de ser muito atraente o fato de que “o Le Touessrok é um dos grandes resorts românticos do mundo, sensual e chique, que une a essência da elegância moderna com o calor cultural da tropical Maurícios”.

 

   

                         Os habitués de hotéis luxuosíssimos não sentirão diferença, ainda que ele não seja exatamente luxuoso e requintado (ao menos do ponto de vista dos dourados, cromados e espelhados), porque este hotel é simplesmente um paraíso dentro de outro.   E, do porteiro impecável ao balde de vinho gelado no quarto, do sorriso dos recepcionistas e funcionários aos aromas exclusivos desenvolvidos por perfumista francês, do azul turquesa do mar em frente aos quartos e a pequena faixa de areia na soleira do quarto, tudo o mais neste hotel é exemplar e faz dele um dos melhores do mundo.

 O Touessrok em 360http://www.sunresortshotels.com/visit-360/le-touessrok/

                         Sem nenhum exagero, o Le Touessrok está entre os melhores resorts do mundo e na melhor praia de Maurícios. Sua ambientação tropical e seu design mediterrânico encantadores tornam o lugar todo muito relaxante, romântico e aconchegante, tudo em primeira classe. Sensual e elegante, é o que os guias turísticos chamam de "cool", algo que no Le Touessrok define-se como "elegância moderna com calor tropical".

 

Le Touessrok Frangipani Junior Suites  

                        Bem na entrada do Le Touessrok, já temos uma boa impressão do que virá: impecáveis porteiros vestidos com uniformes e um belo portal emoldurado por uma belíssima, centenária árvore banyan, que nos recebem e conduzem por jardins tropicais com fontes e lagos, frangipanis, buganvílias e palmeiras à Recepção decorada com mármores, cortinas e antúrios vermelhos.

                           Alguns definem o hotel como um dos mais românticos da ilha.  O romantismo, verdadeiramente, está dentro de nós e depende muito mais do nosso próprio estado de espírito e de nossa companhia do que do ambiente. Neste particular, sobram-me motivos para concordar com a “inspiração romântica” que definem o hotel, principalmente na companhia de minha doce companheira. Este era o fundamento para concordar com a aura de romantismo que se criou em torno do nome Le Touessrok Resort, a ambientação, a arquitetura e a decoração revelam muito bom gosto e competência na elaboração de um projeto e de um master plan voltado para casais românticos.  

 

                        A localização geográfica natural já é natural e extremamente agradável, para lá de linda, mesmo se não consideramos como romântico o fato de termos uma ilha só pra nós em pleno cristalino e azulino Oceano Índico!   A Îlot Mangénie tem de sobra o romantismo que falta à turística Ile aux Cerfs.  

                          O hotel, que agora faz parte da rede Sun Resorts,  redefiniu o conceito de luxo na ilha, tanto por suas suítes quanto pelo SPA Givenchy, serviços incomparáveis e impecáveis instalações. Como é adequada aos resorts de praia, a categoria "luxo"  aqui define-se diferentemente da que se aplica aos hotéis de grandes capitais européias.  É um luxo contido, discreto, sem brilhos.

                          Todavia nada se equipara à sua localização primorosa, dividida entre o continente e as ilhas privadas,  com inúmeras atividades esportivas e de lazer particulares destinadas aos seus hóspedes. Para os esportistas, há o windsurf, a canoagem, o esqui aquático e passeios de barco, entre outras atividades relacionadas com o mar.   Para fora dos limites da propriedade, o hotel promove caminhadas em Domaine du Chasseur - uma reserva natural perto de Vieux Grand Port -,  o birdwatching e um mini-safari.  cujo acesso é reservado a hóspedes, onde você pode tentar a experiência única de ficar em uma parte remota da terra no oceano desbitada e deserta.

 

Suite Royal do Le Touessrok (foto da galeria do hotel)

 

"O Le Touessrok tem uma atmosfera elegante, é um endereço de luxo contemporâneo na ilha, onde o golfe, o spa, os banhos de sol e mar se fazem num local especialmente bonito de Maurícios."

Turquoise Voiages, France

A fabulosa banyan tree que adorna a entrada do Le Touessrok

                        O coração do complexo hoteleiro compõem-se de 68 “deluxe roons”, 125 “junior suites”, 6 “ocean suites”, 1 “royal suites” e as 3 “villas” com 465 M2 e piscina e jardins privativos. Este complexo principal é ligado à idílica Ilha Frangipani e ao Spa Givenhcy por uma belíssima ponte de madeira, talvez o ponto mais romântico de todo o hotel, tudo circundado pela maravilhosa barreira de corais. 

                        Alguns já disseram que o ambiente mais romântico do hotel tem nome: Safran. Considerado o melhor restaurante indiano de toda a ilha, sob o comando do chef Vineet Bathia, estrelado no Guide Michelin por seus pratos servidos no londrino Zaika, seu restaurante europeu. O menu do Safran Restaurante é uma interpretação moderna da cozinha clássica indiana e sua localização, debruçado sobre a baía, em madeira, o torna elegante sem exageros, sofisticado na medida certa e sem pretensões. Sua decoração e ambiente são atemporais, o que o tornou um dos lugares por onde nos sentimos mais atraídos no hotel, não apenas por conta de nossa curiosidade gastronômica na nossa atual preparação para a viagem à Índia em outubro de 2010.

   

Safran Restaurant                   

                      Outros dois restaurantes têm pratos da cozinha de pelo menos nove países diferentes - como os que constam do cardápio do Three-Nine-Eight, enquanto o Barlens tem um cardápio com mesclas de comidas orientais e ocidentais. Comemos nele. 

                      Emília adorou tudo, do princípio ao café. Eu não gostei de nada, só do café. Todavia, não sou parâmetro: detesto spicy food e tudo mais da cozinha indiana, mesmo que só de inspiração. Portanto, não deixe de reservar (é condição para freqüentar o restaurante) uma mesa se estiver hospedado no Le Touessrok.  Concordo absolutamente com a atmosfera romântica e com a fabulosa decoração, ainda que a comida não tenha me agradado.

Le Touessrok Resort (vista da janela de uma Frangipani Suite)    

                       Não foi apenas a originalidade do cardápio que nos atraiu a comer no Safran, ainda que ambos desconheçamos a culinária indiana. A ambientação e a agradável decoração do Safran são seus destaques: acolhedora, quente, agradável e muito bonita. O restaurante fica debruçado sobre um trecho de mar e é uma espécie de grande varanda, onde além da vista tem-se o cheiro, os sons e a brisa do mar, delicadamente entrando no ambiente.

 

O Safran Restaurant 

                        Além de praia e ilha particulares, o resort tem uma quadra dupla de tênis, duas fabulosas, incríveis piscinas, sauna seca, spa, acesso sem fio à Internet (meio lenta, minha única crítica ao hotel), sala de reuniões, três restaurantes, um bar lounge e um de piscina. E em tudo percebe-se o compromisso com o bom gosto e o cuidado com a qualidade. Jogar golfe com águas turquesa como vista deve ser uma experiência rara para os praticantes do esporte. 

 

ACIMA: o imponente banyan tree que enfeita a entrada do hotel

ABAIXO: ruas internas do hotel. Afastado da estrada, um verdadeiro refúgio em Maurícios

  

                       Muitos dos campos de golfe da ilha estão em gramados impecáveis, entre coqueiros, palmeiras e casuarinas, mas nem todos com vista para o mar.  Quando se chega ao buraco 11 do campo do Le Touessrok ...

  

... -  o mais fotografado, seja por quem joga, seja por quem gosta de fotografar-, tem-se uma bela vista do mar, com as velas brancas dos catamarans logo atrás da bandeira que o marca.

 

Le Touessrok Resort (deck da Ilo Mangenie)    

                         Os quartos têm comodidades, equipamentos e amenidades mil, que vão de tocadores de DVD e ar condicionado a minibar e mesa de escritório. De telefones e banheiros- com banheiras e chuveiros separados-, a TV por satélite,com canais internacionais, de filmes e de jogos Playstation(para os mais jovens) a varandas espaçosas e cafeteiras Nespresso( para os adultos). De lençóis de algodão fino e banheiros duplos a produtos de toalete de griffe internacional, entre outros confortos. A situação do empreendimento, a qualidade dos quartos, os restaurantes, as áreas de lazer, o fácil acesso às atividades o serviço incrível e a ambientação romântica e de bom gosto, são os destaques do Le Touessrok, que faz juz, sem dúvidas, à sua classificação de seis estrelas e aos depoimentos positivos que encontramos nas avaliações do hotel na Internet.   

______________________________________

Janelas com vistas soberbas

                          Elegantes e charmosas, as suítes Frangipani têm vista para o Oceano Índico, o que já as colocaria numa condição excepcional em termos de localização- ainda que isso seja comum em Maurícios. Os Quartos Deluxe foram recém-renovados e tiveram expandidas as vistas para o oceano. As Júnior Suites são modernas, com detalhes tropicais no design decorativo, incluindo telas de esculpidas em madeira e obras de arte coloridas de Maurícios, que adornam as  paredes. Têm grandes janelas para a sacada e vista para mar. As cores de tecidos têm tons pastel e os móveis são luxuosos, assim como os adornos e acessórios. Roupas de cama de algodão egípcio e cama espaçosa voltada para o azul cristalino do Oceano Índico.

  

                         Não foi a maravilhosa cama king size ou mesmo a belíssima decoração, tampouco o serviço personalizado e luxuoso de um mordomo exclusivo dia e noite, não foi também o welcome drink, nem foram as frutas frescas deixadas diariamente no quarto, o maravilhoso serviço de arrumação, a deliciosa e repousante varanda ou mesmo as felpudas toalhas em quantidades de sobra no ótimo banheiro, que mais nos cativaram. Foi a vista, a espetacular vista do oceano a partir de qualquer ponto do quarto e a qualquer hora do dia. Definitivamente, as vistas das Junior Suites da Frangipani Island são absolutamente inesquecíveis.  Marcaram como nada nossa estada no Le Touessrok Resort. 

     

 ______________________________

Le Touessrok http://www.letouessrokresort.com/index.php?lang=en

Folheto do hotel em PDF http://explorer-jayakhtar.live.i-ntarsia.com/assets/Franchisees/touessrok/Junior_Suite_Frangipani_Island_Description.pdf

 Escolhendo hotéis em Maurícios (várias alternativas de hospedagem em Maurícios, além das citadas aqui)

http://www.elegantdestinations.co.uk/mauritius/properties_summary.htm

http://www.capsoleil-maurice.com/en/hotels.html

_______________________

Próximo capítulo

"Estamos no Paraíso, sob os olhares protetores de Shiva e do onipresente Dodô!"

 

 

Reader Comments (54)

Fabuloso hotel! E que sensacional a ideia da ilha privativa - disso eu nao sabia, e acho mesmo um tremendo diferencial, uma ideia de exclusividade muitissimo bem representada. E que saudades de Mauricios!

(em tempo: mesmo tendo adorado o The Residence, também acho inadimissivel um hotel nao ter sistema online de reservas hj em dia).

Arnaldo, sensacional esse hotel!!! Essas praias e a ilha exclusiva são simplesmente fantásticas e estou babando até agora! :-)

Agora tenho mais um destino para acrescentar na minha lista de desejos.

Imagino que os vossos "Maurícios" sejam as nossas "Maurícias"...
No feminino ou no masculino,estou com o Alessandro - a babar.
Que belas férias,eh?

MARI, vc esteve lá há pouco e sabe avaliar o quanto a ilha nos deixa com saudades...

ALESSANDRO, estive lá no seu blog e Aruba tem o mesmo mar azul azulino cristalino!

ISABEL, sim, as Maurícias são as nossas Maurícios! Coisas da nossa quase mesma lingua!

Grande abraço a todos e grato pela visita.

18:24 | Unregistered CommenterArnaldo

Adorei seu blog!!Amei as dicas de Maurícios, me fez ficar aqui sonhando..... mais um destino para eu desejar e me planejar!!!!

16:55 | Unregistered CommenterVyvianni

E nós, tentando ser Emília e Arnaldo em Mauricios (sem conseguir!! rsrs)

Que negócio é esse de não gostar da comida indiana só porque era apimentada??

Parabéns por tudo e se eu fosse dono do hotel, contratava vocês pra produzir o folheto completo do hotel (texto e fotos).

Nos vemos no piscinão (com prosecco e brei na brasa!!).

Abs. Dé e Edu.

Ôpa!É brie !!

A escolha foi mesmo acertada, que lugar fantástico! Eles conseguiram construir um hotel lindo e aconchegante, que não ofusca a paisagem incrível onde ele está. Serviço muito atencioso e gentil, discreto...Ótima comida. Ile aux Cerfs e Ilot Mangenie, o que mais se pode pedir de um hotel?
E tartarugas gigantes, para dar um toque ainda mais simpático a um hotel impecável.
Saudades!

14:33 | Unregistered CommenterEmília

Olá equipe do Fatos & Fotos de Viagens, boa noite!
Somos a equipe responsável pela divulgação da campanha Dance com Fini. Esta campanha é uma iniciativa cultural das guloseimas Fini onde os participantes serão premiados com viagens para Disney, videogames e produtos da empresa.
Enviaremos a matéria da campanha e o logo oficial por e-mail, caso haja interesse em publicá-la no blog.

Atenciosamente,


Assessoria de Imprensa Dance com Fini
Leonardo Luis
campanhafini@gmail.com
www.dancecomfini.com.br

O post é práticamente uma guia de turismo completíssima. Cheia de boas referências e dicas dos hoteis, mas sobre todo de Le Touessrok resort. Despois de ler e olhar essas lindas fotos estou desejando conhecer "in person" esse lugar. Exala sossego e uma certa dose de espiritualidade.
Bravo!!!
Bjs

8:58 | Unregistered CommenterCarmen

Oi Arnaldo, brasileiros necessitam de visto para disfrutar deste paraíso? Onde obter maiores informações? Parabéns pelo blog, fotos e textos incríveis!

viviane

12:43 | Unregistered Commenterviviane

VIVIANE, brasileiros NÃO necessitam visto para permanências de até 90 dias, a turismo. O mesmo ocorre para a Árica do Sul, país por onde naturalmente começa uma viagem a Maurícios, a partir do Brasil.

Maiores informações você vai obter aqui mesmo, no F&F, acompanhando os próximos capítulos sobre Maurícios.

14:20 | Unregistered CommenterArnaldo

Obrigada Arnaldo, que boa noticia. Seguirei por aqui, muito obrigada e mais uma vez, parabéns pelo show de imagens e informações! Fique com Deus!

19:26 | Unregistered Commenterviviane

Olá Arnaldo,

Simplesmente espetaculares suas fotos e as Maurícios são um cenário de tirar o fôlego!!!! Um dia, quem sabe iremos....

Ah, e muito obrigada pela "forcinha" pelo anúncio do Lançamento do meu Livro!!

Se puderem, espero encontrá-los na FNAC!!

Abraços,

19:24 | Unregistered CommenterCibele

Arnaldo, em que época vocês foram para as Ilhas MAurício? Tinha muito vento? Estou pretendendo ir em Março, sabe como é realmente o clima lá nessa época?
Obrigada!
Vou tentar ficar nesse Hotel, só por causa do teu relato!

10:15 | Unregistered CommenterLuciana

Viajamos em MAIO. A respeito do clima, resumidamente, Maurícios tem clima tropical marítimo, pouca variação sazonal nas temperaturas. Nas costas o clima é geralmente agradável e ensolarado quase todo o ano. O Inverno, de maio a outubro, é quente e seco. O Verão, de novembro a abril, é quente, úmido e chuvoso. Uma Brisa do mar sopra todo o ano, especialmente na costa leste. No planalto central, em torno Curepipe, o interior, é mais frio e chuvoso durante todo o ano.

A melhor época do ano para viajar a Maurícios é considerada entre o final do Outono e meados da Primavera (meados de maio a outubro), meses com muito sol e níveis baixos de umidade. Nesta época as temperaturas médias máximas ficam em torno de 23-26 °C. À noite, a mínima situa-se em torno de 15-17 °C. Em Maio as temperaturas médias máximas situam-se entre 24 e 28 °C, as mínimas entre 17 e 20 °C. E a temperatura do mar entre 26 e 27 °C. Maio é o início da estação seca e com ela pode-se esperar dias ensolarados, embora quando chova, não chega a comprometer a estada, pois ela vem em forma de rápidas pancadas intensas. A maior parte das precipitações em Maurícios ocorre no mês de Maio e é concentrada nas regiões do platô montanhoso.

Geralmente os meses de verão (dezembro a março) são muito quentes, úmidos e freqüentemente ocorrem chuvas fortes, especialmente quando há ciclones tropicais. Em contraste, no inverno (junho a setembro), o clima é bem mais frio, seco e venta.

Arnaldo, vcs reservaram diretamente através da web do hotel entao?.. Vcs chegaram a checar através de alguma agência? Obrigado

21:31 | Unregistered CommenterGuilherme

Guilherme,

sim, nós reservamos diretamente na página do hotel para pagamento ao check-out. Não verificamos em agência de viagem nem em páginas como Hotéis.com.

Por nada.

boa tarde,
como são os preços das bebidas e refeições à parte, como o almoço?
obrigada

18:33 | Unregistered CommenterLibia

Fiquei hospedada na Páscoa passada neste hotel, lendo sua matéria, me fez relembrar como aquele lugar é maravilhoso e um dos hotéis mais incríveis que já me hospedei.
Fiz muitas atividades de esporte radical no período que estive hospedada. Também outro ponto de destaque para este lugar.
Parabéns pela matéria.

14:26 | Unregistered CommenterCamila

Oi, boa tarde! Estou resolvendo minha lua-de-mel, estou em dúvida entre o Le Touessrok o o The Residence...vc pode me dizer como é a questão dos preços no hotel, e quais atividades aquáticas estão incluídas na diária? O que mais você tem que pagar por fora? Obrigada!

18:56 | Unregistered CommenterMaria

Maria, não entendi o que vc quis dizer com "como é a questão de preços no hotel", nem a qual hotel se refere e o que quer dizer como "questão de preços". Sobre as "atividades aquáticas" incluídas na diária, assim como o que está incluído nas diárias, sugiro conferir nas respectivas páginas dos hotéis mencionados.

Olá Arnaldo,

Estamos indo eu e minha esposa para Mauricius em Janeiro de 2013. Realmente vc nos tirou a dúvida entre o Le Touessrok o o The Residence. Tinhamos pesquisado sobre o The Residence, porém o que vc elucidou sobre o Le Touessrok, nos fez escolher por ele. Iremos ficar 7 dias no paraíso. Arnaldo, somos amantes do mar e gostamos muito de curtir mergulho e esportes nauticos. Voce por acaso sabe se o Hotel possui Jet Sky para locação? Vc tem outras dicas do que fazer na ilha? Parabéns e sucesso sempre.

11:07 | Unregistered CommenterBruno

Bruno, não me recordo de ver Jet Ski para locação em nenhum lugar, mas lembro-me de que na Ile aux Cerfs há algumas atividades relacionadas com esportes nauticos.

Mas em Trou aux Biches e Grand Baie há grande variedade de esportes nauticos, inclusive mergulho.

Consulte aqui no link abaixo as diversas orientações relacionadas no guia Lonely Planet em Grand Baie:

http://www.lonelyplanet.com/mauritius/north-mauritius/grand-baie/activities

Consulte aqui no link abaixo as opções em Trou aux Biches:

http://www.tripadvisor.com/Attractions-g488106-Activities-Trou_aux_Biches.html

Também vale a pena consultar o guia de Maurícios no Tripadvisor:

http://www.tripadvisor.com/Tourism-g293816-Mauritius-Vacations.html

Alguns outros sites que podem ajudar na sua programação e orientação:

http://www.lonelyplanet.com/mauritius

http://travel.nytimes.com/travel/guides/africa/mauritius/overview.html

http://www.virtualtourist.com/travel/Africa/Mauritius/TravelGuide-Mauritius.html

Olá tudo bem?
Antes de mais nada, parabéns pelas dicas, ajudam muito! Estou indo para o Le Touroc dia 20/11 em lua de mel e se vc puder ajudar eu agradeço muito! Vamos ficar 8 dias e a idéia básica é relaxar, ficar apenas pelo hotel, um ou outro passeio! Fico em dúvida de q dinheiro levar, dólar ou euro e qto? Consegui pois cardápios dois restaurantes do hotel, gostei, mas confesso q fiquei apreensivo com o qdo vc disse q não gostou....

17:18 | Unregistered CommenterGuilherme

Guilherme, não faço a mnor idéia de como sugerir a você o quanto levar de dinheiro, pois é questão absolutamente pessoal. Todavia, considere uns 100 por dia (euros ou dólares, tanto faz) se você for pagar todas as demais contas do hotel com cartão de crédito. Considerando que vocês irão ficar apenas no hotel, esse dinheiro sobrará.

Quando me referi a não ter gostado do restaurante, foi o de comida indiana, apenas porque ainda que ele seja fabuloso, requintado e sofisticado (minha mulher adorou!), não curto comida apimentada e com os condimentos que eles usam. Mas fique tranquilo porque há outro restaurante, um enorme buffet, que tem tudo para agradar a qualquer um, dado sua comida ser variada,internacional e saborosa. Não se preocupe.

Boa viagem e ótima Lua de Mel.

Pretendo passar o final de ano nas Mauricias e eu e meu noivo queremos nos hospedar neste resort, como procedemos??

Posso solicitar visto apartir de Angola e partir de Angola para aí??

Liliana Pina, sou brasileiro e fomos a partir do Brasil para Maurícios, via África do Sul. Não tenho como lhe dar informação acerca de como conseguir visto desde Angola nem como fazer reserva no Le Touesrock desde seu país.

Olá, me chamo Juliana e em maio vou passar minha Lua de Mel na ilha. Passagens compradas!!! Adorei suas dicas e adoro seu site!
Estamos quaaaaase decidindo pelo Le Touessrok.
Porém, o hotel super top Maradiva Villas Resort (depois de muito choro), conseguiu chegar no mesmo preço que conseguimos no Le Touessrok (sendo que o quarto é maior e tem uma piscina própria.)
Você chegou a conhecer o Maradiva Villas Resort? Tem Alguma dica pra nos dar? Estou completamente dividida. Ainda estou tendenciosa pro Le Touessrok porque achei mais animado e cool.

Beijos e obrigada

14:52 | Unregistered CommenterJuliana

Juliana, eu não conhecia o Maradiva Villas Resort, ms pesquisando em sua oágina oficial e no Tripadvisor, achei sua escolha uma ótima opção ao Le Touessrok. Inclusive está muito bem avaliado por seus clientes e melhor posicionado no ranking de hotéis no Tripadvisor. Gostei muito da arquitetura e da decoração também.

Qualquer opinião que pudesse influenciar a sua decisão baseado em meu gosto pessoal seria inconseqüente, afinal, trata-se de sua Lua de Mel. Portanto, tudo que eu posso lhe desejar de melhor é que seu evento e estada saiam maravilhosamente bem.

Os hotéis mencionados têm características distintas, especialmente quanto à sua localização, mas ambos com o mesmo padrão, o que adiciona dificuldade na escolha, daí eu compreender alguma indecisão sua. E como a ilha tem grandes opções de passeios em todo seu território, qualquer um deles estaria equidistante delas. A questão é apenas saber o que cada um tem de diferente do outro, sobretudo exclusivo, e isso sim dirigir sua escolha.

Assim, minha sincera sugestão é escolha o que seu coração mandar, sobretudo porque ambas as opções são ótimas e ótimas, assim, qualquer escolha terá sua vantagem.

Um grande Casamento, uma ótima Lua de Mel. Espero que volte aqui para contar como foi. SUCESSO!

Obrigada mais uma vez pela dica e por sua atenção Arnaldo. Ainda sigo dividida. rsrs

Com certeza voltarei aqui para dividir com você e com seus leitores minha experiência. Se Deus quiser vai dar tudo certo e vamos aproveitar muito!! Já estamos super ansiosos em conhecer essa Ilha maravilhosa.

Uma última pergunta: O hotel é animado? teve musica ao vivo alguma noite? rs

Obrigada pelos votos. É um momento muito especial :)
Abraços!!

Arnaldo,

Meu coração escolheu: Le Touessrok. rs!!!

Qual parte você indica ficarmos : Hibiscus Wing ou Frangipani Island? Tem alguma diferença?

JULIANA, o hotel tem TUDO para agradar a vocês. Mas o que ´pe absolutamente exclusivo é poder ter acesso mais rápiudo e por barco do próprio hotel à ilha dos cervos. Minha sugestão é que um dia vc aproveite o hotel (suas instalações maravilhosas e a praia dele e da ilha) e noutro acerto um taxi para ficar á disposição de vcs. um dia inteiro para conhecer os pontos da ilha. O hotel oferece um seviço muito caro. Entramos na Internet no prório hotel, pesquisamos serviços de taxis da ilha e liogamos para acertar o preço e ficamos muito satisfeitos. Usamos três dias e foi excepcional. Parávanos ionde queríamos pelo tempo que desejávamos e pagamos metade do preço.

Eu fiquei em Frangipani Island, achei ótimo, mas não deixaria de ficar na Hibiscus, talvez um pouco mais animado. A piscina da Frangipani é deliciosamente rústica e o SPA é fabuloso.

Sobre a música ao vivo, no Bar do hotel tocava uma banda de jazz, uma das melhores que já vi na vida.

Grande abraço! Ótima viagem

Muito obrigada. E obrigada pela atenção!!! Abraços!!!

As imagens sao de tirar o fôlego.

Adoraria conhecer esta ilha algum dia. O hotel nem se fala… ao mesmo tempo da para notar que precisa-se ter o bolso bem profundo para poder saborear esta iguaria.

Otimo blog.

Nancy Lima

Olá Arnaldo,
parabéns pelo excelente post sobre as Ilhas Maurício. Encantador! Depois dele meu noivo e eu resolvemos passar nossa lua de mel por lá, incluindo Safari no Kruger Park e Cidade do Cabo.
Tenho algumas dúvidas sobre o Le Touessrock e gostaria de saber se vc pode me ajudar.
Estamos na dúvida entre ficar num hotel all inclusive (pagando menos) ou ficar no fabuloso Le Touessrok. Isso porque fora as diárias do hotel, a hospedagem no "fabuloso" exige maiores gastos, uma vez que teremos que almoçar. Minha dúvida é: o almoço no "fabuloso" é muito caro? Há opções de restaurante em outro lugar perto? Os passeios nas outras ilhas pagando táxi são muito caros?
Enfim, me parece uma opção "menos cara" nos hospedarmos num hotel all inclusive e pagar um táxi para desfrutar as belezas das ilhas. Mas, não sei se perderei toda a beleza exuberante da ilha do Le Touessrok. Andei olhando fotos das outras praias, em direção oposta à praia do Le Touessrock e a cor da areia e mar são bem diferentes!
Enfim, vc consegue fazer uma estimativa dos gastos diários por lá fora a diária do hotel (Le Touessrok)?
Obrigada pela atenção!
Abraços.

20:43 | Unregistered CommenterVanessa

Vanessa, sua viagem já está bem bacana, considerando sua estada nas Ilhas Maurício, em Cape Town e uma esticada ao Kruger Park. Portanto, acho bem razoável pensar em economizar na hospedagem para sobrar um pouco mais para curtir a ilha. O importante é escolherem um hotel bem conceituado no Tripadvisor, independentemente de sua categoria (luxo ou econômico).

Não me recordo dos preços das refeições, mas não foram assustadores. Há um restaurante self service para o almoço e para o jantar. Na ilha, também, pode-se comer barato ou caríssimo, dependendo da escolha. De todo modo, num hotel cinco estrelas, de luxo, certamente as refeições serão bem mais salgadas. Não há como lhe responder mais sem conhecer sua outra opção (o hotel com regime all inclusive que mencionou).

Para ir às "outras ilhas" (Îlot Mangénie e IIle aux Cerfs) não custa nada para quem se hospeda neste hotel. Não há "public ferry" para Île aux Cerfs. Quem não se hospeda ali tem que usar os barcos das operadoras turísticas sediadas em Trou d’Eau Douce.

Segundo o Lonely Planet, as de boa reputação são as seguintes: Vicky Tours (754 5597; Royal Rd; 9am-5pm), Trou d’Eau Douce Co-operative Ferry (519 0452; Royal Rd; 8.15am-5pm), Croisières des Îles (519 0876; Royal Rd; 8am-5pm) e Société F.Lacour & Fils (480 2311; Royal Rd; 8am-5pm).

Quase toda Recepção de hotel de Maurícios saberá arranjar um barco particular mais econômico. Os preços variam entre 35 a 70 por pessoa, ida e volta, dependendo do barco, lento (15 minutos) ou rápido (5 minutos) de travessia. Barcos funcionam regularmente entre 9 da manhã e 5 da tarde.

Arnaldo,
obrigada pela resposta! (demorei para agradecer!)
Vou ficar mesmo no Le Touessrok. Queria apenas lhe fazer mais uma pergunta... Vc se lembra em qual suíte ficou no hotel? Estou em dúvida nas opções Deluxe e Junior.
Grata,
Vanessa.

15:35 | Unregistered CommenterVanessa

Olá, Arnaldo! Estamos organizando nossa Lua de Mel para setembro e estamos em dúvida entre a meia pensão do Le Touessrok e o all inclusive do Lux Le Morne. O ponto principal é que um fica no leste e o outro no oeste. Você chegou a visitar os dois lados? E o que você achou dos custos de bebidas e refeições no Le Touessrok?
Muitíssimo obrigada!
Carla.

15:21 | Unregistered CommenterCarla

CARLA, primeiramente sugiro ler atenta e extensivamente os comentários dos dois mencionados hotéis no TRIPADVISOR (links abaixo). Ali os próprios hóspedes registram seus comentários sobre o que cada qual aponta como destaque: preços, comida, habitação, conforto, localização, equipe, atrações, entre outras.

Não tenho como avaliar equiparando o valor e a qualidade da alimentação entre ambos os hotéis. Sobre a questão da meia-pensão, lembre-se que se vocês forem passear pela ilha perderão uma ou duas refeições. Eu escolhi a hospedagem apenas com o café da manhã, para ter liberdade de sair pela ilha a passeio e comer onde quisesse, sem ter que retornar para comer no hotel.

1) LUX Le Morne:

http://www.tripadvisor.com/Hotel_Review-g488105-d316737-Reviews-LUX_Le_Morne-Le_Morne.html

2) Le Touessrok

http://www.tripadvisor.com/Hotel_Review-g488107-d302533-Reviews-Le_Touessrok-Trou_d_eau_Douce.html

Caro Arnaldo,

Estamos praticamente certos a ir a Mauritius em nossa lua-de-mel em agosto/setembro. Seu blog já nos ajudou muito mas acho que posso abusar um pouco da sua boa vontade e fazer uma perguntinha, correto?rs
Assim como outros leitores, também estamos entre The Residence e Le Touesrrok. Faremos nossas pesquisas, análises e ponderações sobre os dois, mas um detalhe que queremos muito saber:
MUITOS OURIÇOS NAS PRAIAS. Pergnto isso porque uma amiga minha que mora na Africa do Sul foi a Mauritius e me disse que havia muitos ouriços nas praias, fazendo-se necessário o uso de calçados especiais. Vocês tiveram esse problema?
Quanto à água do mar.... Podemos entrar sem dificuldade ou é muito gelada, como Floripa, por exemplo?
Um abraço e muito obrigado antecipadamente!
I

Guilherme, nas prais que frequentei, especialmente Ile aux Cerfs, as ocorrências de ouriços foram pequenas. Não é para preocupar-se tanto, ainda que deva estar atento. As águas são bastante transparentes, o que ajuda bastante a percebê-los. Eu usei um desses sapatos especiais ara caminhar na areia e entrar na água e assim mesmo houve um momento que fui espetado. Nade de grave porque não foi profundo. Em resumo, eu adorei a ilha e retornaria lá sem a menor dúvida. Ainda temos saudades e nos divertimos muito. Creio que é um lugar especialmente interessante apra quem gosta de explorar, mais do que ficar parado num só lugar. Acho que as suas escolhas, destino e hotéis, foram perfeitas. Parabéns e felicidades ao casal.

Ola!

Ao ler esse post, inicialmente, pensei que fosse uma propaganda do hotel. Depois, eu e minha esposa, realmente ficamos impressionados, mas, de minha parte, ainda duvidando sobre a idoneidade do seu relato.

Fizemos nossa viagem e lá ficamos. Realmente você está certo. Tudo que você relatou aqui é condizente com a realidade. O hotel é tudo isso mesmo!

Obrigado por nos convencer.

segue relato que coloquei no mochileiros.com
tomei a liberdade de citá-lo

http://www.mochileiros.com/lua-de-mel-15-dias-ilhas-mauricio-e-africa-do-sul-t82824.html

att.
Thiago Callado

Eu e meu marido acabamos de voltar de lua de mel, ficamos no Le Touessrok e só tenho que te agradecer. Seu post foi decisivo para nossa decisão e não podíamos ter sido mais felizes! O resort é realmente fabuloso, paisagismo lindo e atendimento excente.
Obrigada por sua atenção em responder meus post que te enviei meses atrás, quando ainda tinha dúvidas.
Abçs,
Juliana

PS: Acabei de ler a pergunta do Guilherme gomes e gostaria de informar que sim, pelo menos nessa época agora que fui (maio), todas as praias tinham muito ouriço, principalmente na ilha dos cervos. Não consegui tomar um bom banho de mar em nenhuma das duas ilhas pois tinham muitos ouriços e pedrinhas/conchas.

Obrigada! Continue escrevendo.
Amo seu blog!

13:55 | Unregistered CommenterLucianna

Obrigado, Luciana. Tentarei, prometo!

Arnaldo, bom dia, excelente sua descrição, rica em informações e detalhes.
Se você pudesse me ajudar, gostaria de saber a média do preço do almoço e jantar no Le Touessrok, pois fiz uma reserva incluindo somente o café-da-manhã.
Obrigada.

11:53 | Unregistered CommenterJuliana

Meu marido e eu vamos à Cape Town em outubro para fazer um tour de vinhos e estávamos pensando em esticar até Maurícios por uns 4 dias. Pesquisando achei seu blog e gostei muito !! Parabéns !! Seguindo suas dicas entrei no site do Le Touessrok para fazer nossa reserva e a decepção foi total. Ele está fechado até novembro para reformas !!!!!!
Você poderia nos sugerir algum outro hotel que seja tão bom quanto esse? E que esteja localizado em uma praia linda como essa?
Abraços e obrigada.
Ana Maria

Ana Maria, é uma conclusão perfeita encerrar o roteiro de vinhos pela África do Sul com uma escapada a Maurícios. Não se preocupe porque há muitos hotéis excepcionais além do Le Touesrok. Quando fomos tivemos muita dificuldade na escolha. Cada resort tem uma característica que o destaca em relação a outro e certamente todos têm potencial para agradar os hóspedes mais exigentes.

Recomendar-lhe um não seria adequado porque eu não me hospedei em outro, e precisaria de mais elementos para identificar questões de gostos e preferências, estilos pessoais, orçamentos, que sei diferem bastante entre as pessoas. De todo modo, saiba que a ilha tem opções fabulosas. Sugiro-lhe consultar o site Tripadvisor - com avaliações pessoais, informações, resenhas e fotografias de quem já hospedou-se - selecionar as que mais se encaixam nas pretensões do casal e, se precisarem, novamente terei prazer em ajudar-lhe na escolha.

Quando fomos, estudamos outros excelentes, como o Constance Le Prince Maurice, The Oberoi Mauritius, o Four Seasons Resort Mauritius at Anahita, entre outros.

http://www.tripadvisor.co.uk/Hotels-g293816-Mauritius-Hotels.html

Sucesso!

PostPost a New Comment

Enter your information below to add a new comment.
Author Email (optional):
Author URL (optional):
Post:
 
All HTML will be escaped. Textile formatting is allowed.